Satya Nadella: “a inteligência artificial vai criar mais empregos, não eliminá-los”

Há um medo geral e de certa forma justificado de que num futuro próximo “nenhum emprego estará a salvo, os robôs vão fazer todo o trabalho”. Há motivos para isso, já temos sistemas inteligentes capazes de publicar informes econômicos, notícias de menor complexidadecalcular pagamentos, autômatos capazes de identificar para onde cada pacote expresso deve ir e etc., mas ainda não são capazes de nos substituir por completo. Que o diga o robô pizzaiolo.

A preocupação de especialistas é de que o avanço da robótica leve a uma onda de desemprego global, embora seja certo de que isso será uma verdade principalmente no que diz respeito a ocupações que exigem menor qualificação e principalmente trabalho braçal. A proposta de Bill Gates para a criação de um imposto sobre robôs mira nesse aspecto, de modo a financiar programas de capacitação para quem for substituído por um autônomo e possa dessa forma ser realocado para outras áreas.

Gates não é o único que tem medo dos robôs e inteligências artificiais. Elon Musk já demonstrou preocupação com um cenário de apocalipse robótico, o que o levou a bater boca com Mark Zuckerberg. Já Satya Nadella, CEO da Microsoft é um pouco mais pé no chão e deixando a ficção científica de lado, mudou mais uma vez o foco da empresa recentemente para pesquisas com redes neurais e sistemas especialistas, esses projetos de IA Fraca responsáveis por uma série de produtos que utilizamos hoje, da Siri aos Teslas.

Isso posto o executivo, que esteve presente na última terça-feira (03) na Vanity Fair’s New Establishment Summit 2017 em Los Angeles declarou que o desafio para o futuro é fazer com que a inteligência artifical seja uma ferramenta e possa criar mais postos de trabalho e não elimina-los, embora ele saiba que essa realidade não será aplicável a todos.

“Nós devemos ter uma visão muito clara do papel da automação em relação ao desemprego e devemos combater tal realidade, mas uma das coisas que também espero que possamos tirar vantagem disso é utilizar a inteligência artificial para criar mais empregos.”

Nadella se refere a cenários em que sistemas especialistas sejam utilizados como ferramentas para dar capacidades a pessoas com deficiências, de modo que eles possam trabalhar da mesma forma que um profissional sem limitações físicas. Um dos exemplos dados foi o Seeing AI, um app da Microsoft disponível para iOS que narra ao usuário tudo o que a câmera capta, utilizando sistemas de reconhecimento de imagem e os sensores do iPhone para dar uma descrição do mundo para usuários com visão limitada ou cegos.

Lembra dos sistemas de reconhecimento de fotos com os quais a Microsoft andava brincando? Isto é uma aplicação real.

Isso sem falar que Nadella também defende o óbvio: IAs e robôs precisam de pessoas para opera-los e desenvolvê-los, logo é importante capacitar as pessoas para que preencham essas vagas e revertam o cenário atual, em que não existem profissionais capazes suficientes.

É importante salientar que essa realidade não chegará para todos, e mesmo Nadella reconhece que o empregos de robôs e IAs causarão sim uma onda de desemprego entre trabalhadores menos qualificados, mas sob seu ponto de vista redes neurais e sistemas especialistas possuem a capacidade de dar condições reais para humanos quando utilizadas de uma maneira compatível. Basta que as empresas se conscientizem disso.

Fonte: recode.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • all your base are belong to skynet.

  • Davi Marques

    A humanidade caminha pra frete! Devemos abraçar a tecnologia. Seremos capazes de lidar com todos os percalços. De um lado terá desemprego e de outro empregos que exigiram menos do nosso corpo e quem sabe sobrará mais tempo pra vivermos. Deus abençoe a tecnologia!

    • Lorein

      Saber se os seres humanos desnecessários serão ajudados ou deixarão eles morrerem de fome. Fica o questionamento.

  • SacoCheio

    Quando vejo uma declaração desse tipo, lembro de um anúncio de impressora HP dos anos 90: “imprime mais rápido para você ter mais tempo livre”.
    A impressora simplesmente acabou com o cafezinho, fazendo todo mundo trabalhar mais…

    • Ivan

      Maldita tecnologia trazendo maior produtividade e impedindo os cafezinhos….

      • Marcelo Paz

        tem que acabar com a impressora

      • Gesonel o Mestre dos Disfarces

        A que preço essa produtividade? Quanto de qualidade de vida se perdeu aí?

        • Mirai Densetsu

          Nem adianta argumentar. Liberais AMAM patrões e querem mais é que empregados se fodam. O importante é o lucro do chefinho.

          • Gesonel o Mestre dos Disfarces

            Tudo mulher de malandro.

    • No final todo o tempo que ganhamos a mais devido a evolução da tecnologia estamos usando para trabalhar mais, e com isso o dia-a-dia está cada vez mais corrido e doido…

  • Felipe Braz

    A industria iria matar tirar emprego dos artesãos, o computador tiraria empregos das pessoas… e no fim o mercado se reinventa.
    Enquanto a skynet não emergir, sobreviveremos.

  • depipes

    Como fica a questão dos blogueiros.?

  • Ficando só na IA Fraca, tá beleza. Programador vai virar o novo pedreiro.

    • Lorein

      No Brasil, programador já ganha menos que pedreiro mesmo.

  • Vagner Da Silva

    Eu adoro esses ricos que entendem o mundo… pena que não é o mundo de verdade, é o mundo de rico. Nessa crise a quantidade de gente qualificada e necessária que perdeu o emprego é absurda, meu irmão é técnico em uma empresa de equipamento médico e os executivos mandaram embora quem botava a mão na massa, mas mantiveram os cargos de gerência e ele acabou com dois chefes e tendo que viajar pra outros estado fazer a manutenção de equipamentos, já que os técnicos de lá foram demitidos (mas os chefes não) e o excesso de chefe acha que ele faz corpo mole… e agora meu irmão sabe que ele vai rodar assim que aparecer alguém qualificado que tope trabalhar por menos e fazer o trabalho de vários.

    • Sabe outra coisa que foi substituída pela tecnologia? O estafeta que ficava num balcão para anotar o seu saldo da conta corrente num caderninho (e você tinha que ir na sua agência).

      Reclamar de caixa eletrônico e internet banking que eliminou empregos você não reclama, não é?

      Sugestão pro seu irmão: Vai estudar.

      • Vagner Da Silva

        Meu primo engenheiro mecânico foi mandado embora, os engenheiros da empresa do meu irmão foram mandados embora… nessa crise qualificação não segurou emprego, foi o poder financeiro que segurou e suspeito que isso é um sinal claro das dinâmicas do futuro.

      • Se você for olhar os números antigamente os bancos tinham menos agências bancarias quando não existia caixa eletrônico tinha no maximo uma ou duas agencias por cidade, quando tinha agencia…

        • Majin-boo

          se pensar como apenas oferta de emprego, o pensamento é lógico. Porém, se pensar mais focado na pessoa, verá que, quem ficou desempregado não foi o contratado para cuidar do computador. São pessoas de 40 anos ou mais que ficam sem emprego e não tem qualificação para os novos, e ninguém contrata essa gente mesmo se fizerem cursos, pois serão ‘estagiários’ aos 40 anos.

          • Brasileiro tem a mania de achar que o ideal é conseguir um emprego e ficar lá pro resto da vida

          • Majin-boo

            Não é mania de brasileiro, é mania do ser humano. Esse problema não é do Brasil, é mundial.

          • Lui Spin

            Exatamente.

            Se for público então, fechou. Mesma empresa, mesma função até se aposentar.

          • O ser humano e criativo, tem inteligência e sabe se virar, o movimento hipster e meio que uma prova disso está voltando o feito a mão, artesanato e coisas manuais nunca esteve tão em alta, o vizinho meu começou a cozinhar bolos e doces para fora e aposto que está ganhando mais dinheiro que eu que mexo com informatica, na verdade e até bom que isso aconteça para forçar as pessoas a evoluirem e correrem atras de coisas diferentes…

    • Empresas grandes em geral tem muita gente para mandar em quase ninguém, essa é a verdade, fica um monte de gente planejando e discutido os problemas que eles mesmos criaram

  • Marcelo Santos

    robôs vão tirar os empregos de menos qualificação, mas e os sistemas especialistas ? Esses sistemas de Inteligência Artificial já em uso em áreas jurídicas e médicas na minha opinião tendem, com sua evolução, a tirar emprego da classe média e da classe média alta.

    • O problema e que praticamente boa parte da população não tem qualificação alguma, conheço gente que fez faculdade e continua sem qualificação, não consegue fazer praticamente nada sozinho…

    • cesar m

      Um computador entender a Lei (o direito) é fácil, quero ver ele entender “o fato” e as “circunstâncias” para aplicar no caso concreto.

  • Gesonel o Mestre dos Disfarces

    Vai sim, Nadella… quando as máquinas escravizarem a humanidade, vai ter muito trabalho! rs!

    • Ivan

      Se elas fizeram todo o serviço qual o problema?

  • cesar m

    Já perceberam que onde as máquinas põe o dedo a oferta é massificada? Não faz 50 anos que ter uma caneta em casa era difícil kkkkkkkkkk, era deixada em herança! As pessoas precisam estudar história e raciocinar bastante para não jogar chave-inglesa nas engrenagens kkkkkkkkkk

  • Majin-boo

    Criam-se novos empregos, porém não vão ser os desempregados que serão contratatos, pois eles não tem qualificação para cuidar e nem mais o emprego. A roda gira, porém quem tá em baixo se fode legal. O problema não é falta de emprego, e sim desemprego de uma geração de meia idade.

    • Ninguém mandou passar a vida inteira sem estudar nada, sem querer aprender nada.

      • Majin-boo

        De certa forma sim. Porém a realidade é que uma boa parte da população (e digo do mundo, não do Brasil) não tem estudos, mesmo com oportunidade. Daí chegar e dizer, fodem-se ae galera, não estudou vão tudo morrer de fome. Eu não sou contra a tecnologia tomar o lugar do homem, mas tem que pensar por um outro lado também, não pode matar uma parte da população a toa.

        • Aldo rebello, é você?

          • Majin-boo

            no

          • Lorein

            Eu creio que o que o colega quis dizer é que tem que haver uma transição, um planejamento, para que , ao se adotar novas tecnologias, não ferrar com boa parte da população.

      • Lorein

        Lembrei que a galera do nordeste comia palma e passava fome porque ” passaram a vida inteira sem estudar nada, sem querer aprender nada” afinal o Estado brasileiro sempre se preocupou em prover o mínimo para quem é pobre poder sair da pobreza. Bons tempos.

  • Andre

    Dos mesmos autores de “Terceirização vai gerar empregos” e “Flexibilizar a CLT é bom pro trabalhador”…

    Ainda bem que vergonha alheia não mata

  • elliot

    Tai um cara que precisa ser banido da Microsoft para sempre

  • Lui Spin

    Com metade da humanidade, que hoje trabalha, desempregada por causa dos robôs, quem vai comprar os produtos das empresas que utilizam robôs para produzir?

    Nunca pensei que iria estar a favor de Mark e contra Elon numa discussão sobre qualquer coisa.

    • Lorein

      Fica essa questão. Marx estava certo: tem que deixar o capitalismo atingir seu ápice para que possam haver fatores que levem a uma revolução.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis