ad

Carnaval com Blues

the_blues_brother-634x284

Eu sou um homem de hábitos, e gosto muito disso. Um desses hábitos, que cultivo nos últimos 10 anos, acontece no sábado de Carnaval. Enquanto a maior parte das pessoas está caindo na folia, ou vendo os desfiles das escolas de samba pela TV, eu estou revendo um dos grandes clássicos da Sessão da Tarde. Estou falando de Os Irmãos Cara de Pau (The Blues Brothers – 1980).

O filme nasceu de um quadro estrelado por John Belushi e Dan Aykroyd no Saturday Night Live e conta as peripécias dos irmãos Jake Blues (Belushi) e Elwood Blues (Aykroyd). No filme, assim que Jake sai da cadeia é levado por seu irmão Elwood para visitar o orfanato onde cresceram. No local são informados pela Irmã Mary Stigmata (Kathleen Freeman), que comanda o local, que o orfanato será fechado por falta de pagamento de impostos. Incumbidos de uma missão divina os dois decidem reunir sua antiga banda e fazer um show arrasador para levantar o dinheiro dos impostos e salvar o orfanato. Para realizar sua missão eles desrespeitam a Lei e enfurecem muita gente. Tanto que para conseguirem salvar o orfanato eles terão que fugir da polícia, do exército, do Partido Nazista de Illinois, de uma banda de música country e de uma moça misteriosa que faz várias tentativas de assassinato contra os dois irmãos durante o filme (com direito a bazucas e lança-chamas).

the_blues_brother2-634x244

Uma narrativa que seria simples, mas que fica muito complicada no decorrer da história. Como classificar o filme The Blues Brothers? É um musical. Sim, daqueles onde as pessoas começam a cantar do nada e todos em volta dançam ao ritmo da música. É também uma comédia onde situações ridículas acontecem, os protagonistas percebem que foi ridículo, mas continuam com suas vidas sem questionar (como, por exemplo, as portas que abrem e fecham sozinhas na presença da Madre no orfanato). E também podemos classificar como uma aventura, ou uma road trip? Ou seja, muito complicado uma classificação apenas. A única certeza é que estamos falando de uma produção cinematográfica onde não existe o mínimo respeito pela propriedade privada.

Porém, o melhor do filme é sua trilha sonora. Eu assistia esse filme na Sessão da Tarde antes dos meus 10 anos de idade e foi, com certeza, meu primeiro contato com o Blues e o Soul. Em sua jornada em busca do sucesso Jake e Elwood vão tropeçar em gente como James Brown (um pastor que eu assistiria aos cultos), Ray Charles (um vendedor de instrumentos musicais ao estilo Demolidor), Cab Calloway (uma participação bem especial) e Aretha Franklin (uma garçonete bem marrenta). Além disso, temos uma reverência toda especial a John Lee Hooker cantando Boom Boom na calçada com a banda completa (para marejar os olhos).

Entretanto, não é apenas na parte musical que o filme arrasa. A história é maluca e ridícula, mas o elenco é maravilhoso. Além dos dois monstros da comédia que interpretam os protagonistas, também temos a presença de John Candy, Carrie Fisher, Henry Gibson, Steve Lawrence e uma participação muito especial de Steven Spielberg bem no final do filme. The Blues Brothers foi um clássico. Marcou toda uma geração e está vivo até hoje na mente das pessoas. Não podemos dizer que envelheceu bem como alguns outros filmes, mas pode ser apreciado ainda hoje. Destaque para uma das perseguições de carro mais insanas da história do cinema.

Um pormenor interessante é que a Blues Brothers Band foi fundada em 1978 para dar o suporte musical para o quadro do Saturday Night Live. Antes de gravar o filme eles já tinham caído na estrada em turnê e o primeiro disco, chamado Briefcase Full of Blues, foi gravado ao vivo e lançado no mesmo ano de 1978. O disco ficou entre os 40 mais vendidos naquele ano. Entre singles e coletâneas, existem 19 discos oficiais da Blues Brothers Band lançados no mercado. E possível ver um show completo de 1978 no YouTube.

Alguns anos depois foi lançada uma continuação intitulada The Blues Brothers 2000 com John Goodman no lugar de John Belushi, que morreu em 1983. Sinceramente não vale a pena ser vista, embora a trilha sonora seja muito boa também. Um bom motivo para ver esse filme ruim é apreciar Aretha Franklin cantando Respect (música muito legal). Bom, só compre o CD e esqueça o filme.

Esse texto foi escrito ao som de Everybody Needs Somebody to Love com a interpretação da Blues Brothers Band.


Movieclips — The Blues Brothers (6/9) Movie CLIP – Everybody Needs Somebody to Love (1980) HD

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis