Getty Images acusa Google de fomentar a pirataria de imagens

getty-images

Não é de hoje que o Google bate cabeça com a agência de fotojornalismo Getty Images, um dos maiores repositórios comerciais de imagens da internet. O motivo é simples, desde que o Google Imagens passou em janeiro de 2013 a exibir resultados em altíssima resolução o tráfego em seu site caiu vertiginosamente, já que sites e blogs não mais precisam pagar para conseguir fotos de qualidade. E isso obviamente prejudica seus negócios.

Só que agora a agência está determinada a acabar com a festa, e para isso vai apelar a uma instância maior que por sinal já odeia Mountain View: a Comissão Antitruste da União Europeia.

A Getty Images vai apresentar nesta quarta-feira uma queixa formal contra o Google, acusando a gigante de se utilizar de práticas desleais que prejudicam os concorrentes. São duas as reclamações principais: a primeira, ao visualizar uma imagem em altíssima resolução no motor de busca o usuário não precisa mais visitar o site original, seguindo em frente. Isso logo de cara derruba vertiginosamente as visitações dos sites responsáveis pelas publicações.

Já a segunda é a mais óbvia: o Google Imagens prejudica seus negócios. O algoritmo de busca permite a cópia e download simplificado de imagens em alta qualidade sem a necessidade de atribuir direitos autorais aos autores, e em última instância sem ter que abrir a carteira para fazer uso das mesmas. A Getty Images alega que o Google criou uma cultura onde os usuários desse recurso são todos “piratas acidentais”, que fazem uso de material que não lhes pertence sem pagar os devidos direitos ou cumprir com as práticas definidas no Creative Commons, por exemplo.

Em suma o Google Imagens é a Casa de Irene: indexa fotos de todo mundo e qualquer um pode baixar, em resolução absurda se assim desejar e fazer modificações como bem entender, sem dar créditos ou pagar pelo uso. Embora o Google possua um filtro que cataloga imagens livres para uso não-comercial, vamos combinar que quase ninguém se dá ao trabalho de utilizá-lo. E Mountain View não faz a mínima questão de informar aos usuários que ele existe, logo…

A Getty Images também possui um programa para uso de imagens gratuitas e que dá os devidos créditos a quem de direito, mas que não é atraente por dois motivos: primeiro, você precisa utilizar um código HTML (nada de inserir a foto diretamente) que não foi muito bem otimizado; segundo, a resolução é ridícula.

A acusação da Getty Images não poderia ter vindo em pior hora: na semana passada a Comissão Europeia acusou formalmente o Google de se valer do Android para manter o domínio das buscas online no continente. A nova acusação coloca mais lenha na fogueira e reforça a visão europeia de que a empresa é nociva e freia a concorrência e inovação, e caso a companhia seja condenada ela será obrigada a pagar uma multa de 10% em cima do lucro anual vigente (se a sentença saísse hoje o Google morreria em US$ 7,45 bilhões) como acabar partida ao meio e sendo obrigada a compartilhar o seu bem mais precioso, o algoritmo de busca com os concorrentes.

É, a vida não anda fácil para o Google na Europa.

Fonte: Time.

Relacionados: , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Gilson Lorenti Fotografia

    de certa forma tem lógica.

  • Tatsumak

    JPEG RULES!!!! Googlão tá sofrendo por esses dias. E essa imagem no inicio da matéria, veio da onde hein MB?

    • Da GETTY ué… “por onde” já é outra história… =P

      • Versão livre hospedada na Getty, com marca d’água agressiva.

  • Thiago Bachi Rehbein

    Simples… Fecha o Google na Europa, tira o site, a busca, todos os recursos para o usuário informal, mas mantém as para as empresas que ainda usam…

    Deixa assim por uma semana… Vamos ver se a concorrência vai conseguir se erguer ou se a Comissão Antitruste da União Europeia vai arregar e pedir que o Google volte…

    • Antes fechar o google nas Zoropa que entregar o ouro aos bandidos…

      • Thiago Bachi Rehbein

        Exato, fora que podem falar o que for, a Google chegou onde está por mérito próprio no começo… Porque ela tem que liberar o que é dela para ajudar as outras, elas que se virem com chegar onde a Google chegou…

        • Macedo

          Não acho que ele tem que entregar seus fontes para a Europa, mas que o Google abusa de sua posição atual para inibir o surgimento de novos players isso está mais que claro…

          • Thiago Bachi Rehbein

            Não vejo onde ele abusa, ele só cresceu demais, se tornou extremamente forte, possui uma tecnologia proprietária muito foda…

            Se isso é abusar, se ser forte por mérito próprio é abusar…

            Agora, ele não tem culpa também de ter tornado o Android relevante no mercado…

          • Macedo

            não vê porque não pesquisou o assunto =)

          • Thiago Bachi Rehbein

            Só por que é uma empresa que dominou o mercado de buscadores, mandando bem naquilo que fez desde o começo e deixando a concorrência para trás…

            Os únicos que estão abusando são aqueles que não conseguiram concorrer lealmente e agora tão de MIMIMI exigindo que a comissão européia obrigue o Google à revelar informações (como o fonte do algoritmo do buscador) e até mesmo mudanças nas regras como ele faz o uso de suas soluções proprietárias (qualquer companhia de fundo de quintal pode baixar o fonte do Android e compilar e usar, mas se quiser ter o pacote de experiência Google, tem que andar conforme as regras do contrato)…

          • Thiago Bachi Rehbein

            Re-respondendo, me diz onde o Google está abusando de seus “poderes” para inibir tais players??? gostaria de mais informação…

          • Macedo

            Que fique bem claro, empresa usufruir do tamanho e alcance que conseguiu na minha opnião tem tem problema nenhum, o problema é sabotar iniciativas alheias…
            Tem diversos casos em processos na Europa, mas no Brasil mesmo temos um caso emblemático (e muito infelizmente a justiça Brasileira tem um entendimento sobre isso totalmente diferente da justiça européia) que é o Google vs Buscapé.
            O Google tem o melhor buscador, ponto, certo? Mas até um tempo atrás não tinha um sistema de busca de preços de produtos tão desenvolvido, até aí ele dava peso x para o Buscapé quando alguém buscava algo, estritamente baseado na relevância. Quando o Google entrou forte com o Google Shopping, começou a dar meio x de peso para o Buscapé e outros e passou a priorizar o seu próprio Google Shopping sem mostrar que era um resultado “patrocinado”, artificial, não baseado em popularidade ou relevância, apenas porque era seu produto.
            Na Europa o entendimento de ganho seria do Buscapé, aqui no Brasil foi do Google.
            É um caso muito semelhante a Microsoft x Navegadores, seria o mesmo da MS priorizar e dar mais benefícios ao seu próprio navegador, bloqueando ou dificultando o alheio, e todos sabemos qual foi o parecer da Europa quanto a isso…

          • Eduardo Scharf

            Concordo. É mais ou menos o que aconteceu com Winamp, ICQ, Netscape…

            Mas por outro lado a Google quer entregar respostas diretas ao usuário e não somente opções onde ele encontrará tal resposta. Por isso procurar pela “altura do cristo redentor” retorna o valor procurado e rouba visita da wikipedia, ou “qual a população do brasil” já exibe o valor e um gráfico de crescimento (com as fontes abaixo, mas quantos clicarão?). O mesmo acontece pra taxa de câmbio e conversão de unidades (e também operações matemáticas). Então seria natural que ao procurar por “chaleira preço” seja exibido valores de chaleiras em vários estabelecimentos (e aqui esse resultado aparece com um aviso de ‘Patrocinado’ no canto).

            Respostas rápidas são boas, mas aparentemente o preço disso é salgado… Difícil escolher um lado.

          • Macedo

            o lance do “Patrocinado” é que não ficava claro anos atrás Eduardo, e os primeiros links não mais apontavam para quem costumava apontar pela explicação do Buscapé (e o Buscapé não conseguia comprar a posição patrocinada também pelo que me lembro quando li o caso)

          • Nunca vi uma empresa de qualquer segmento colaborar com a concorrência por benevolência.

          • Macedo

            Quem falou em colaborar? Oo

    • Falta só uma coisa, a “Comissão Antitruste da União Europeia” pedir que o google apague tudo relacionado a ela e as exigências dela pro google, de suas buscas, no “direito ao esquecimento”… =P

    • Raposão do Ártico 🦊

      Que argumento mais idiota.

      • Thiago Bachi Rehbein

        Se a comissão européia ta no pé, o Google tem autonomia de deixar a Europa, e acredito que se fizer é capaz de saírem do pé dele e até pedirem pra voltar…

    • Simples, basta o Google remover o Getty Images da sua busca, aí sim eles vão ver o que é ter o lucro caindo.

  • abraaocaldas

    Pessoal do Getty não sabe configurar o robots.txt

    • O fantástico senhor raposo

      Tb não sabem colocar marca dágua nas imagens

    • Pensei a mesma coisa, o crawler do Google “não invade site”, se eles não conseguem fechar a porta….. deixa pra lá.

    • O problema não é pegar fotos do Getty, mas o Google permitir que o usuário capte fotos em alta de qualquer outro domínio e não cumpra com requisitos do Creative Commons ou pague por direitos de uso. É isso que a empresa alega.

      Sob seu entendimento todos os sites que hospedam fotos em alta deveriam configurar o robots.txt e fechar a porta na cara do motor de busca, e quem quer terá que pagar. Mas como não dá para fazer isso apelaram à comissão para esta bater no Google.

      • abraaocaldas

        Como não, configura as imagens em uma parte separada e exclui ela pela regra dos robots.txt, acabou pronto, o google pode indexar mas só consegue pegar as imagens em baixa resolução. Isso é muito simples para quem tem um pouco de conhecimento técnico para faze-lo.

    • Michel

      Pra que alterar umas linhas de código para bloquear as imagens em alta resolução no robots.txt se eles podem se fazer de vítimas oprimidas perante uma corte esquerdista pra embolsar alguns bilhões?

      Vergonha desse Getty Images.

  • Paulo

    Matéria incompleta e tendenciosa.. não considerou muita coisa e parece que foi patrocinada pela Getty.. eu nem gosto muito da Google mas não tenho que pensar muito para perceber que o Google é somente o homem do meio, como sempre foi, a empresa dona dos direitos tem e sempre teve a prerrogativa de processar diretamente quem utilizar a imagem sem pagar.

    • Macedo

      Eu concordaria com você SE o Google por padrão NÃO mostrasse imagens protegidas na busca de imagens e para liberar houvesse um aviso claro sobre os direitos das imagens.

      • Nunca vi a Taurus colocar em um cartucho (munição) um aviso visível e claro de que aquilo pode matar, como também nunca vi nenhuma agência da Europa processar a Taurus porque um zé maluco qualquer usou o armamento deles para matar alguém.
        Chega de culpar empresas e entidades por erros pessoais.
        Usar o robots ajuda muito no caso das imagens, mas não, foi melhor contratar o primo do vizinho que “faz site” e cobra baratinho.

        • Macedo

          hm, percebeu que o que você respondeu não tem NADA a ver com o que eu falei? Oo
          certeza que respondeu a pessoa certa?

          • Michel

            Tem tudo a ver Roberto, pois o Getty pode bloquear a indexação (por robôs de busca) das imagens que quiser bastando alterar umas linhas de código. Só funciona assim a uns 20 anos na internet, bem antes do Google existir.

          • Macedo

            Michel, eles QUEREM ser encontrados, não querem ser utilizados sem o devido crédito/direito…

          • Michel

            Então basta disponibilizar imagens de baixa resolução para os buscadores indexarem, bloqueando as imagens em alta, simples.

          • Macedo

            Essa seria uma alternativa sim, mas eles querem mostrar que possuem conteúdo de alta resolução, uma das alternativas que vi que poderiam funcionar seriam duas imagens em alta resolução: uma com marca d’água e na página dessa imagem tem a referência para a imagem clean, detalhando o direito de uso

  • Acho que precisamos de um novo formato de imagem com DRM embutido!
    sqn

  • Atrollando Natuacara

    Que tal a “Getty Images” atualizar o nome para “No Getty Images from Google”?

  • É uma dor de cabeça grande, mas a parte sobre direitos autorais poderia ter alguma solução se tiver boa vontade das duas partes.
    Eu sempre que quero usar uma imagem para algo que será distribuído/visualizado por terceiros, se não tenho como fazer eu mesmo a foto, vou na busca de imagens do Google, e clico lá no botãozinho de selecionar imagens livres para uso com modificação (ou sem, conforme a necessidade). Mas como citado na matéria, muita gente nem sabe que isso existe.
    Imagino que o Google tenha acesso através de indexação das imagens. Bastaria chegarem num acordo na base de “quando sair do meu site, exibe na sua busca pro usuário que o material é protegido, e direciona pro meu site”.
    Mas sabendo como são as coisas, duvido muito em algo assim sair do papel!

  • Pronto, daqui a pouco a agencia europeia vai processar o Google porque o usuário tirou um print da tela do browser.

  • Leandro Tonetto

    Fotografo que envia imagens para esses tipos de sites são nada mais nada menos que putas da fotografia.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis