EUA suspeitam que a Melhor Coréia teria hackeado a Sony

grandelider

“E agora vamos ver esse tal de John Carter enquanto Prometheus termina de baixar!”

É normal que filmes recém-lançados ou em vias de chegar ao mercado sejam pirateados. Mais raro é o filme chegar na locadora do Paulo Coelho antes do lançamento. Foi o que aconteceu com vários títulos da Sony, em um ataque bem diferente da pirataria moleque, da pirataria de várzea.

Semana passada os computadores da empresa foram invadidos, com direito a caveirinha na tela, no melhor estilo hacker de filme. Um grupo chamado GOP — Guardians of Peace ameaçou divulgar informações Top Secret da empresa, e ao mesmo tempo várias cópias de avaliação de filmes que nem foram lançados apareceram nos torrents da vida. 

Fury, o (aparentemente) excelente filme de guerra com Brad Pitt foi baixado mais de um milhão de vezes.

Agora o FBI está desconfiando que isso tudo tenha a ver com The Interview, filme com Seth Rogen e James Franco onde dois jornalistas questionáveis são contratados pela CIA para matar o Grande Líder da Melhor Coréia.

Aparentemente Pyongyang não ficou feliz com o filme, que segundo Kim Myong-chol, diretor-executivo do Centro de Paz Coréia do Norte — EUA, é um “ato de desespero”.

É compreensível, eu também ficaria furioso se meu nome estivesse envolvido em um filme com James Franco e Seth Rogen.

O ataque seria então um ato de retaliação contra a Sony Pictures, ou mais precisamente uma agressão generalizada contra todo o mundo ocidental, ao disponibilizar o tal filme ao alcance de todos.

Para a Sony é lucro. O grosso da audiência ainda está na bilheteria do cinema, e todo mundo vai querer ver o filme que irritou Kim Jong-un.

Curioso como mesmo um maníaco como Saddam Hussein conseguia manter a dignidade do cargo de Presidente, e não saía reclamando quando alguma comédia idiota dos Anos 90 fazia piada com sua imagem…

Fonte: NBC.

Leia também:

Relacionados: , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Marcelo Torres

    “Fury, o (aparentemente) excelente filme de guerra”: esquiva digna de um esgrimista…

    • Não é esquiva, cacete. Eu vi o trailer, gostei, mas não vi o filme ainda. DESCULPA EU.

      • Pacificador

        Concordo, tive a mesma impressão ao ver o trailer.
        A verdade é que devia dar um cagaço gigantesco, uma tripulação de Sherman enfrentar os tanques Tigres alemães, com mais blindagem e com um canhão de 88mm na torre…
        Quero ver esse filme na TELONA, e não compraria uma cópia pirata só para ver antes…

        • Tem um documentário sobre o filme, esse eu vi. MUITO legal, mostra inclusive os tanques reais que usaram. O último Tiger em funcionamento, entre outros.

      • Marcelo Torres

        Eu também, eu também!

    • Ariel Souza Rossi

      Hahahaha… suspeitei desde o principio.

  • E hoje vemos que Saddam não era tão maníaco assim.

  • Lucas Timm

    Duvido. Internet é coisa de burguês opressor da pior coréia.

  • Guilherme C.

    Ele acabou indo pro pior caminho. A melhor coisa que poderiam ter feito era entrar com um processo bonitinho em solo americano, ganhar um milhões de danos morais e ainda requerer a destruição da obra. Dava pra fazer tudo isso sem invadir computadores, sem alimentar os cães com pessoas ou estuprar as irmãs dos criadores.

    • Hustler Magazine v. Falwell, 1988. A Suprema Corte determinou que paródias estão protegidas pela Constituição. Ainda mais com figuras públicas.

      • Guilherme C.

        É verdade, esqueci que EUA é uma bizarrice. Pelo que vi nos trailers eles extrapolam a paródia atingindo direitos fundamentais, mas o caso citado mostra bem que a primeira emenda é mais importante do que tudo e até pregar o extermínio de negros, judeus e leitores do Meiobit pode, desde que use essa emenda, ser defendido. Mas nada impede de entrar no mesmo processo que falei no resto do mundo, contra as distribuidoras, já que a maioria do mundo não usa a common law e suas doutrinas estranhas.

        • Dandalo Gabrielli

          Melhor aqui onde qualquer coisa é motivo para se processar por calúnia, difamação ou injúria. E pior, ainda se acredita que o outro lado realmente mudou o mundo com as acusações.

          • Guilherme C.

            Não é qualquer motivo, mas sim quando vc viola direitos fundamentais de outros. Imagina que alguém acusasse vc de crime que vc não cometeu (calúnia) e não pudesse fazer nada?; imagina se alguém espalhasse boatos que vc estava traindo sua mulher (difamação); ou que vc é um baita de um filho da puta, otário, babaca, que se sente realizado em fazer papel de Jailson todos os dias (injúria)? Aliás, até nos EUA existe proteção e se duvida, tente fazer algo do tipo lá.

          • Dandalo Gabrielli

            A questão que levanto é quantos realmente acreditam nesta história e se ela realmente gerou problemas a outra pessoa. Sempre se parte do princípio que uma vez uma acusação feita, ela já se torna conhecimento comum, e que todos o julgaram por ela. Se me acusam de ladrão então prove, então prove, se não, será apenas palavras jogadas ao vento. As pessoas que me conhecem tomaram as suas próprias decisões por me conhecerem. As que não conhecem buscaram respostas.

            Podem ser um pilar do direito moderno. Mas para min são características paternalistas.

          • Guilherme C.

            Não precisa de conhecimento de outras pessoas, basta ser algo que atinja direito alheio. Vc não pode simplesmente achar que tem direito de tirar direito alheio.

            Não tem nada de paternalista eu querer que meu direito não seja tirado por outra pessoa.

        • André Pessoa

          Não é a common law que causa esse tipo de efeito nos Estados Unidos, mas sim a Primeira Emenda. Não existe common law contra a Constituição.

          • Guilherme C.

            Citei a Common Law no que falei pq a lei vem praticamente em segundo plano e não em primeiro. Como os juízes (magistrados e juri) “fazem a lei” coisas bizarras podem acontecer.

          • André Pessoa

            Mas nos Estados Unidos a Constituição vem sim em primeiríssimo plano.

          • Guilherme C.

            Mais ou menos. Por exemplo, a quarta emenda fala “O direito do povo à inviolabilidade de suas pessoas, casas, papéis e haveres contra busca e apreensão arbitrárias não poderá ser infringido; e nenhum mandado será expedido a não ser mediante indícios de culpabilidade confirmados por juramento ou declaração, e particularmente com a descrição do local da busca e a indicação das pessoas ou coisas a serem apreendidas.”. Mas na interpretação dos tribunais permite a violação livre pela CIA, NSA e FBI.

    • Márcio Chaves

      E outra, você acha que um ditador tão extremo assim iria mandar advogados pros EUA pra tirar dinheiro sujo capitalista?

      • Guilherme C.

        Esses ditadores adoram o capitalismo do ocidente, tanto que ele estudou na Suiça, é fã da NBA, adora usar Nike e seu destino turístico favorito é a Disney (de Tóquio, pq dos EUA ninguém deixa ele entrar hehe).

        • Não diria que não deixam entrar, eu diria que se entrar, ele não sai.

          =P

  • Lucas Balaminut

    Eu tenho a sincera impressão que relacionaram a Coréia do Norte com o vazamento dos filmes em uma tentativa oportunista de desviar a atenção do fato que hackers tem todo esse poder e ao mesmo tempo criar justificativas para odiar ainda mais a Coréia, afunilando a culpa em um inimigo conhecido e comum.

    Sério, a Coréia do Norte invadindo a Sony me parece um desperdício de recursos. Porque os caras não invadem algo que faz mais sentido militarmente ou logisticamente para ganharem uma vantagem prática e útil?

    Seja como for, não tenho acesso a todas as informações para entender todo o acontecimento e suas motivações. A única certeza é: que historinha mau contada.

    • Erick Terto

      É que essa invasão foi o concurso para a vaga de hackers da melhor Coreia, agora sim eles vão começar a trabalhar.
      E tem mais, como o pequeno Kim não pode pedir para a Sony liberar o filme antes como faz o chefe do mal essa foi a maneira de assisitr antes.

    • The Courier

      invadir a sony é bem mais facil que invadir a skynet e tomar o controle do arsenal nuclear norte americano.

      • Lucas Balaminut

        Haha sim sim, mas “vantagem militar ou logística” não precisa ser “tomar controle do arsenal nuclear norte americano”.

      • Lucas Timm

        Prioridades, tudo uma questão de.

        O Kim Jong-un-pai, gerado de uma Fenix (sério), era viciado em Mercedes-Benz e cinema. Eles já tem uma coleção raríssima de carros Mercedes-Benz comprado com dinheiro da ONU. Agora vão ter um monte de blockbusters para a população! <3

    • MarioNaoPergunte

      “Porque os caras não invadem algo que faz mais sentido militarmente ou logisticamente para ganharem uma vantagem prática e útil?”

      Como o que, invadir servidores da Adobe pra pegar a versão mais nova do Photoshop? =P

      • Lucas Balaminut

        Hahahaha pode ser. A maior problema é o salto lógico não explicado que deram: “B, logo C, então D”.

        Hackearam a Sony (B); logo, isso explica os filmes vazados (C).

        Até aqui tudo bem, da pra aceitar.

        Vazaram filmes da Sony (C), então isso levanta suspeitas que foi culpa do Kim Jong-un (D).

        Esse então não ficou explicado. Falta saber o porque o FBI desconfia dele, e porque seria o FBI investigando isso e não a CIA ou a NSA.

        • MarioNaoPergunte

          Lá não tem petróleo, eles tem inventar alguma pra matar o japa, digo, kórea … XD

    • Fernando Turatti

      você acha que invadir sei lá, o pentágono é tão fácil quanto invadir a sony?

    • Fernando Turatti

      você acha que invadir sei lá, o pentágono é tão fácil quanto invadir a sony?

      • Lucas Balaminut

        Essa sua falácia do espantalho não me pega. Em nenhum momento eu disse isso. Digamos que você seja um ditador e tenha um departamento hacker que trabalha pro seu governo. Você vai usar seus recursos para ganhar alguma vantagem militar, econômica, ou logística, ou baixar filmes que vão sair de um jeito ou de outro no torrent depois de um tempo?

        Outra coisa, oque aponta que Coreia do Norte é a autora dos ataques? Os caras simplesmente disseram: “aconteceu um ataque que tem uma pequena relação com o filme do ditador; logo, deve ter sido a Coreia do Norte!”
        Este logo não se sustenta sozinho, cadê as evidências?

        • Fernando Turatti

          “falácia do espantalho”… Desde quando esse termo virou o mesmo do que citar exemplo da falta de noção?
          Enfim, você quer aplicar a lógica? Sério?
          Esse cara usa photoshop pra aumentar tropas, deixa sua população morrer de fome enquanto torra todo o dinheiro que ele não tem com tropas e ameaças de guerra achando que tem alguma chance contra os EUA.
          Você não deve acompanhar mesmo as notícias sobre esse cara.

          • Lucas Balaminut

            Acompanho e cheguei a uma conclusão diferente da sua, oque também é possível.

            E outra, o fato das ações dele não terem lógica não significa que qualquer teoria sem lógica sobre ele está correta.

            De novo, ninguém explicou o porque acham que ele está por trás dos ataques. Simplesmente dizer que deve ser porque ele não curtiu o filme novo zoando ele não me convence. Seria o mesmo que julgar uma pessoa como culpada por um assassinato simplesmente porque ela não gostava da pesso que foi assassinada. Para considerarmos uma pessoa “culpada” de um crime, temos que apresentar evidências, não somente motivos.

  • OverlordBR

    Quer um fato realmente engraçado sobre o Kim Jong-un?

    Tem muita gente que diz que o cara, na verdade, é russo.
    De acordo com os russos, o Kim (dizem que o nome real dele é Yuri Irsenovich Kim)
    nasceu em Vyatskoye, uma vila na Rússia, onde os pais dele estavam exilados por causa da ocupação japonesa na Coréia.
    Parece que o pai dele era até comandante da 88° divisão russa.

    Só um momento Caras no MeioBit.

    • Marlon J Anjos

      Na real esse era o Kim Jong-il, pai dele.

  • Ivan H.

    se foram eles, boa tática. no bolso até comunista sente dor.

  • Julio Verner

    “E agora vamos ver esse tal de John Carter enquanto Prometheus termina de baixar!” – Resumo da ópera.

  • Storvs

    Engraçado que no site de filmes similares, “Corações de Ferro”, ainda não, hã, estreiou…

    • Saulo Benigno

      Esse seu site tá ruim viu. Porque já tem umas duas semanas que já saiu. Procure pelas palavras: Fury 2014 DVDSCR 🙂

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis