Surgem primeiros detalhes do The Witcher 3

dori_witc_05.02.13

Apesar de não gozar da mesma popularidade de alguns dos principais nomes do gênero, a série The Witcher conquistou alguns fãs dedicados, principalmente devido ao seu enredo adulto e a maneira como a história é moldada de acordo com nossas decisões.

Como o mais difícil já havia sido conquistado, que era estabelecer a base para uma nova franquia, era evidente que um terceiro capítulo aconteceria e depois de a CD Projekt revelar que o jogo usará a nova engina CDRED Engine 3, a última edição da revista GameInformer trouxe vários detalhes sobre o projeto.

Primeiro, o que mais me chamou a atenção foi a informação de que o The Witcher 3 se passará em um mundo aberto cerca de 40 vezes maior do que o antecessor e 20% mais extenso do que aquele que encontramos no The Elder Scrolls V: Skyrim. Só para ter uma ideia, para atravessar o mapa demoraremos algo em torno de 40 minutos, isso se estivermos a cavalo. Os poloneses garantem também que nem o enredo nem o mundo estarão divididos por capítulos e ao explorarmos o lugar não veremos uma tela de carregamento, tudo graças ao novo motor gráfico.

Devido a sua natureza aberta o jogo não nos obrigará a fazer uma missão e caberá ao jogador decidir quando e para onde ir, com o enredo podendo durar mais de 100 horas. Além disso, o título também terá passagem de tempo e mudanças climáticas e os encontros serão influenciados por esses – e outros – fatores.

A promessa é de que o The Witcher 3 também traga melhorias na inteligência artificial dos inimigos, na animação de combate do protagonista, que agora serão 96, ao contrário das 20 do título anterior e embora o estúdio ainda não tenha decidido se poderemos lutar quando estivermos montados no cavalo, a presença de navios está confirmada e a nova simulação de física deverá deixar a navegação bastante realista.

Porém, tudo isso cobrará seu preço e o game só deverá ser lançado em 2014, para PC e “todas as plataformas de alta desempenho disponíveis”, o que você pode entender como os sucessores do Playstation 3 e XBox 360.

[via Polygon]

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • TiagoRL

    Dei uma chance ao jogo na segunda instalação, The Witcher 2, gostei da estória, tem uma trama política, ambição, traição, temas que foram bem abordados. Principalmente porque você pode influenciar a estória.
    As quests eram bacanas sem serem muito repetitivas. Só espero que se o jogo será em mundo aberto, não o bombardeiem com aquelas infames “fetch quests”.

  • http://twitter.com/Eddie_soul True Story

    Não comprei e não joguei por um motivo. Não compro jogos que não tenho suporte a controle de xbox. Odeio jogar em teclado e mouse.

    • NandoCanedo

      Na página do Steam diz que é “Full controller support”
      http://store.steampowered.com/app/20920/?snr=1_7_suggest__13

      • http://twitter.com/Eddie_soul True Story

        Que???? Bom saber. Vai ver adicionaram depois.Comprarei entao.

        • NandoCanedo

          Parece que adicionaram após o lançamento da versão para XBOX

          • http://www.facebook.com/people/Anderson-Andrighi/841759840 Anderson Andrighi

            Já possuía, mas era controle parcial e bugava às vezes.

    • http://www.vidadegamer.com.br/ Dori Prata

      Tem suporte sim.

  • Pingback: Chegou a hora de jogar a série The Witcher « Meio Bit()

  • Pingback: Estúdio quer The Witcher 3 melhor que Skyrim e Dragon Age « Meio Bit()