Guardians of Middle-Earth e o sistema de certificação dos consoles

dori_guar_04.12.12

Embora as lojas virtuais dos consoles tenham dado uma enorme contribuição para a distribuição digital, a política de certificação adotada pelas fabricantes está longe de ser a ideal, principalmente quando se trata do lançamento de atualizações para os games.

Isso acaba sendo um enorme entrave para alguns gêneros que precisam ganhar modificações constantemente, como é o caso dos MOBAs e com o lançamento do Guardians of Middle-Earth acontecendo esta semana, ninguém sabia ao certo como a Monolith faria parta manter sua criação equilibrada e a solução encontrada por eles é simples, porém genial.

De acordo com o produtor Bob Roberts, para não depender do caro e lento processo de certificação imposto por Sony e Microsoft, a saída será manter na nuvem o banco de dados de balanceamento do jogo, sendo assim, sempre que uma modificação precisar ser feita, basta alterarem os arquivos e todos os jogadores serão afetados. É claro que isso exigirá um download toda vez que iniciarmos o game, mas Roberts garante que o update será pequeno, lhes permitindo fazer melhorias todos os dias, se for necessário.

Já o produtor sênior Ruth Tomandl admite que esta não é uma estratégia inédita, já que outras empresas a utilizaram anteriormente e ressaltou que o estúdio precisará tomar todo o cuidado do mundo pois algumas pessoas poderão tentar modificar as características do personagens para obter vantagens nas partidas.

Acho a ideia muito legal, mas a única coisa que continuo na dúvida é se que o gênero conseguirá agradar nos consoles.

[via VG247]

Relacionados: , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Carlos Magno GA

    “já que outras empresas a utilizaram anteriormente e ressaltou que o estúdio precisará tomar todo o cuidado do mundo pois algumas pessoas poderão tentar modificar as características do personagens para obter vantagens nas partidas.”

    Achei estranho algumas colocações suas. Todo MMO utiliza os dados de balanceamento da nuvem. No caso de uma partida multiplayer, a responsabilidade de checar o “compliance” dos jogadores e fazer os cálculos de que “bala acertou quem”, é do servidor.

    Deixar os dados de balanceamento fora da nuvem e sim em cada um dos players, é certeza de ter alguém modificando os stats localmente. No Diablo 1, 95% dos jogadores tinham hacks.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja