Leap: Salvação do Windows 8 Metro no Desktop ou apenas vapor?

Muito, muito tempo atrás uma imagem começou a aparecer nos sites de Palm: Um teclado laser revolucionário que projetaria as teclas em qualquer superfície. Seria conectado via Bluetooth a seu PDA, seria maravilhoso e futurista.

Levou uma década para aparecer, não pegou e quem comprou jogou na gaveta. Aparentemente o negócio não sobreviveu ao hype criado, não conseguiu entregar a experiência prometida.

Esse foi um, mas qualquer um com mais de 6 meses no mundo da tecnologia conhece várias histórias semelhantes. Por isso mesmo estou com 3 pés atrás com esse Google Goggles Leap:

O vídeo é muito legalzinho, mas é só um vídeo coreografado. Alegações como “200 vezes mais preciso que Kinect” são lindas no papel, mas o papel aceita tudo (que dirá websites).

Me assusta o site prometer o produto só para 2013, mas já terem noção até do preço (US$70,00).

Por outro lado, a empresa conseguiu respeitáveis US$12,75 milhões em investimento, e irão distribuir 20 mil kits de desenvolvimento, tentando criar todo um ecossistema em torno do aparelho. Isso é essencial, hardware sem suporte e nada é a mesma coisa.

Enquanto isso, a Microsoft lançou  versão 1.5 do Kinect para Windows, com recursos bem interessantes, incluindo detecção de expressões faciais, sobrancelhas, formato da boca e esqueletos sentados.

magrela

Não esse.

É melhor que o Leap? É, pois efetivamente existe, mas nada impede que o Leap se torne realidade e varra o Kinect para debaixo da tapete da História. Até agora o sistema da Microsoft falhou em prover uma killer app, um uso tão cool, tão irresistível que faça todo mundo comprar Kinect para usar no PC.

A Microsoft não fala um “a” sobre Kinect + Windows 8, mas seria burrice não promover essa integração, e se há uma coisa que a Microsoft não é, é burra. Esperemos que com a chegada do Oitão (você leu primeiro aqui) todas essas peças sendo posicionadas no tabuleiro sejam finalmente integradas, ou gente que está correndo por fora vai morder feio a fatia do Kinect.

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Ainda me parece sofrer da síndrome Minority Reporter. Imagina usar um trem desses quatro horas a fio?

  • A “Lei do Menor Esforço” não vai me deixar usar isso. 10min com o braço esticado não é fácil (quem jurou à bandeira sabe disso).
    Continuo achando um mouse mais confortável…

    • Reservista? sei como é..rs

    • Exato, me deu câimbra só de ver.

    • eu penso que isso não é pra substituir o mouse… Mas um complemento.
      Você pode estar fazendo suas coisinhas com o mouse e tal, e pra alguma ação diferente, vc levanta a mão e faz um gesto qualquer, como mostrar o dedo do meio, akakkaka.

      Um exemplo do video, jogo de tiro em primeira pessoa… Po, cansativo pacas mesmo ficar com a mao esticada, mas, usando o mouse, se o sistema identificar que vc levantou o polegar, por exemplo, e vc tenha configurado essa ação pra ser a troca de arma, economiza vc tirar a mao esquerda do wasd e apertar o H, ou T, ou seja qual for a tecla da mesma ação…

      Sei la, é muito vaporware ainda, mas certamente não excluirá a existencia do mouse.

      • Acho que faria mais sentido com esse leap como é mostrado e um outro aparelho focado no teclado.

        Eu até gostei dessa ideia de “tela a toque, sem toque”, já que sempre achei touchscreen uma coisa altamente retardada.

  • Bronco_Rude

    Faz sentido. Tanques!

  • Márcio Goldschmidt

    Oitão! kkk

  • Saint-Clair Stockler

    “Oitão”, hahahaha. Putz, na minha cabeça pegou… rs

  • Rodrigo Bretas

    Se não trabalhar com a precisão que trabalhamos com o mouse nada feito.
    Jogo e brincadeiras é mole (Kitnet), trabalho de verdade rápido e preciso são outros 500 milhoes.

    Já comentei isso algumas vezes, lembra do via voice 9, funcionava perfeitamente (comigo) escrevia textos em voz alta e manipulava o cpd com certa facilidade apenas usando a voz, só existia um detalhe, meia hora depois de tanto falar cansa, e voltei para o mouse. Idem Kitnet, meia hora fazendo malabarismo com os dedos ou braços não existe.

    • Concordo com você Rodrigo!
      Fora as lesões que irão provocar utilizando isto em um ambiente de produção por exemplo!
      Como citei em outros Blogs, o desktop não irá morrer apenas mudará seu conceito!
      É humanamente impossível pensar em trabalhar com gestos ou toques, tornaria muito cansativo.Sem contar que o ombro ou outras articulações iriam sucumbir ao desgaste!
      Acho muito legal o conceito e tal… …Mas não funcional!
      Abraços

      • É legal, estica, puxa,arrasta… muito bonito.Mas me explica, cumé qui eu faço pra escrever um texto com um treco desses? Digo um TEXTO mesmo e não 3 linhas.

        Não adianta, o melhor meio pra se inserir informação num computador, anda é e será por muito tempo o tal de teclado.

      • achsanos

        Também concordo. Em Minority Report só era legal porque o Tom Cruise, do filme inteiro, ficou só dois minutos manuseando a bagaça.
        .
        Aliás, por que tanta antítese ao mouse-teclado? Cara, sempre achei o mouse um senhor pulo do gato, não tem muito o que mexer, só agregar, complementar. Ainda não consigo ver em tempo integral toda essa liberdade de movimentos que alardeiam nas novas plataformas.

    • Vai ficar bom a hora que ficar preciso e identificar movimentos dos ollhos, olhei para um app na barra de tarefas ele abre, olhei para baixo lendo um texto a rolagem desce a página, em pequenos detalhes seria um acessório muito bom.

      • PredadorJrk

        Imagine-se procurando um ícone na tela, para em um, para em outro e o treco só abrindo coisas só porque você leu o nome, viu o icone de um jogo e pensou se deveria ou não jogar…opa abriu! Ixi não era pra abrir isso, computador feche este programa! O Jogo não o photoshop aaaa e lá se vão duas horas de trabalho…Vamos ver de novo oque eu faço com esta tela que está uma bagunça, sempre que tenho que procurar algo da M, o primeiro icone é o atalho para uma pasta de arquivos de referencia, opa olhei demais, abriu! ixi pisquei abriu outra foto, iii fecha fecha fecha, fechei demais de novo… vamos recomeçar o trabalho.

        Imaginou agora? E eu nem tentei navegar na internet parando para ler algum texto do Cardoso e ver as imagens.

  • Sinto o mesmo em relação a comandos de voz. A tecnologia existe, mas não é nada confortável ou prática.
    Na época do Blade Runner todo mundo achou lindo ver o Harisson Ford editar uma foto dando comandos pro computador (tosco)….. Só que um cara com um mouse na mão faria o mesmo em 2 segundos.

    • E mesmo assim a Samsung acabou de lançar uma TV ‘sem controle remoto’. Quer dizer, ele ainda existe, mas o foco dela é ser controlada por voz

      • Imagino assistir essa TV com 3 crianças brincando no tapete da sala… deve ser irritante e cômico ao mesmo tempo 😀

        • Hehehe, pelo que foi dito, ela realmente não funciona bem em ambientes ruidosos. Mas ela não funciona à toda hora, antes você precisa ativar o reconhecimento de voz, dizendo “Olá, TV”. Aí abre o menu de opções no rodapé e você fala qual opção a ser selecionada, pelo que entendi

  • Humberto Henrique

    Cara gostaria de saber o q a galera tá fumando pra poder imaginar algum uso pra isso ae.

  • Eu vejo uma possível boa aplicação para esse conjunto: smart tvs. No computador realmente deve ser um saco ficar fazendo gestos, mas em um ambiente onde um movimento ou outro resolve, pode ser interessante.

    • Faz sentido, tanto que a LG criou um controle remoto bem ao estilo do Wii e do PS Move para as suas SmartTVs, para você poder apontar para os ícones na tela para melhor usabilidade.

    • Imagino um italiano assistindo a um jogo do palmeiras (numa tv com isso), onde o juiz esta metendo a mão. Hahauahauahua.

  • Como dizia Carl Sagan, “afirmações extraordinárias demandam explicações extraordinárias”. Ou seja, que mostrem o protótipo funcionando, e não um vídeo conceito bonitinho.

    Até lá o Leap entra na gaveta de vaporware junto com o Google Glasses.

  • Windows versão 8 = Windows v8!

  • e esqueletos sentados

    Eu ri demais, com essa 😀

    Mas, na boa, se ele for realmente tão preciso assim que trabalha com design vai adorar, poder desenhar com alta precisão quase que colado à tela. Ou será que não, uma mesa digitalizadora ainda seria melhor?

    • Charles L’Astorina

      Mesa digitalizadora (as tablets de outrora) tem reconhecimento de pressão, que é de graande ajuda.
      O único porém é não ver ao mesmo tempo o que sua mão está fazendo e oq tá acontecendo na tela, mas com o tempo acostuma-se.
      Quem não se acostumou compra um caríssimo monitor com reconhecimento de toque das canetinhas, as Cintiqs.

      De qualquer forma designers não usam muito essas coisas, é mais pra ilustradores e outros profissionais que trabalham mais diretamente com desenhos. =)

      • Felipe!

        Não só pressão, como inclinação da caneta e sensação de toque da caneta numa superfície que imita papel (também tem isso!)
        Desenhar no ar com o dedo, ou numa tela, não serve pra quem TRABALHA com design.

        • Charles L’Astorina

          Pois é, se desenhar (ou pintar, escrever etc…) fosse melhor com o dedo do que com uma ferramenta nunca teriam inventado pincéis, lápis, canetas e etc…

  • Fiquei interessado mesmo em saber que jogos são aqueles, fora o Fruit Ninja, o resto não identifiquei… quem sabe? 🙂

    • Thiago Henrique Sensato

      Logo após Fruit Ninja vem Half-Life 2: Lost Coast, depois Sky Drift e o ultimo é Angry Birds.

  • Aguardem… “Oitão” a “10zão” em alguma esquina próxima de você… kkkkkkk

  • Tomara que o “Oitão” não seja um tiro pela culatra. Não pude deixar fazer o trocadilho.

  • Felipe!

    Pra mim o melhor dispositivo pra substituir o mouse seria um que desse pra deixar a mão totalmente em repouso, preferivelmente recolhida, fazendo movimentos bem curtos.
    Os únicos que mais chegam perto disso são os próprios mouses e as mesas digitalizadoras. O resto é marketing e blá blá blá…

  • O cara joga Angry Birds com um par de hashi?

  • Luiz Felipe

    Legal, obrigado, mas vou esperar uma integração direta com o meu cortex.

  • Já instalei alguns softwares para interação por voz e camera com o computador. Até agora tudo é muito primário e voce tem que treinar e se esforçar muito pras coisas funcionarem a contento. O vídeo é legalzinho, mas é uma SACO ficar o dia inteiro com o braço esticado apontado pra tela e mexendo a mão. Cara, isso cansa !!! Quero continuar com o braço apoiado na mesa, relaxado, passando o dedo no touchpad ou mouse. Falar pro computador tb não dá muito certo em ambiente de trabalho e o computador não entende nada quando existem barulhos, outras vozes ou música no ambiente. Enfim, ainda estamos muito longe dos Jetsons.

  • Cara, como que esse sistema vai se comportar quando voce tá num site pornô ??? O computador vai ficar malukooooo !!!! TILT !

  • Vou atras desse kit para fazer umas aplicações hentai e mandar pro japão. Sucesso imediato e absoluto 🙂

  • Haja preparo físico pra mexer no computador com o braço esticado o tempo todo

  • Um dos melhores usos do Kinect que eu já vi até então é o uso de 2 deles em conjunto com um software chamado iPi Mocap Studio, para poder fazer captura de movimentos sem markers. Resta saber se funfa supimpa.

  • Pingback: HP incorporará tecnologia da Leap Motion em lançamentos futuros « Meio Bit()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples