Meio Bit » Arquivo » Internet » Nova legislação vai livrar a Internet dos tarados. Ou não?

Nova legislação vai livrar a Internet dos tarados. Ou não?

14 anos e meio atrás

tarado1.jpg

A sacanagem é a mola-mestra da Internet. Seja a sacanagem sadia, como os vídeos da Sabrina Sato no site do Dino, seja a sacanagem barra-pesada do 2Girls1Cup, mas infelizmente a sacanagem não-consentida, o crime sexual, o assédio ou coisa pior, esses estão achando um terreno muito bom online.

Afinal, se as proto-adolescentes mal conseguem escrever duas palavras, se (caso verídico) precisam entrar em sites para pedir explicação do que quer dizer "ler nas entrelinhas", cair no papo de um tarado online não é difícil.

Para piorar os legisladores continuam tomando medidas inócuas E espalhafatosas, demonstrando que eles não entendem NADA de Internet, nem são assessorados por alguém que entenda. É impressionante. As únicas categorias que assumem "não tenho a menor ideia do que estou falando, mas não preciso, para emitir opinião sobre isso" são os políticos e os filósofos.

Vejam por exemplo a idéia absolutamente IDIOTA, que foi implementada pelo Estado de Nova York:

Criminosos sexuais deverão registar em um banco de dados seus emails e identidades online (nicknames, etc). De posse dessa lista, sites como MySpace e Facebook irão negar acesso a esses usuários.

Vejamos se entendi: Um banco de legisladores arcaicos que muito provavelmente só lêem emails depois de impressos pela secretária (eu conheci um sujeito assim) acha que colocar um EMAIL, um MALDITO EMAIL em uma lista vai deter algum cyber-tarado?

Será que não há ninguém no staff desses sujeitos para dizer "Deputado, desculpe, mas isso não dá certo, em 15 segundos o sujeito cria um novo email no GMail ou Hotmail"??

Eu acho que os tarados que ficam atrás de garotinhas de 11 anos no chat do UOL (sim, há um monte) deveriam ser presos, surrados e depois sofrer castração. Química E física, só pra garantir. Acho que deve existir legislação que agilize a identificação desses tarados, e que políticos deveriam ter um mínimo de humildade e reconhecer que eles não entendem bicas de Internet, portanto deveriam consultar gente que entenda, antes de se sairem com projetos "brilhantes" como esse.

Fonte: Information Week

relacionados


Comentários