Home » Meio Bit » Apple e Mac » iPhone suportando GLONASS, mas não é pra ser camarada.

iPhone suportando GLONASS, mas não é pra ser camarada.

8 anos atrás

dragoHoje o suporte a GPS é completamente difundido, até embalagens de Pastilha Valda utilizam o serviço, mas nem sempre foi assim. Criado pelos militares dos EUA o sistema de GPS era originalmente destinado a uso por aviões, soldados e mísseis. O sinal disponibilizado para civis era bem menos preciso, mas diversos truques tornaram a localização boa o bastante para ser utilizada até por veículos comuns.

Compreensivelmente a União Soviética não embarcou no bonde do GPS, pois depender de um sistema cujos mestres imperialistas capitalistas ocidentais poderiam ordenar o desligamento a qualquer momento não é muito estratégico.

Daí a criação do ГЛОНАСС, o Globalnaya navigatsionnaya sputnikovaya sistema, o equivalente soviético do GPS. Só que como a abundância de carros de passeio e aventureiros na falecida União Soviética não era exatamente… abundante, e como não era do interesse do Comitê Central do Partido que civis tivessem acesso a esse típo de serviço, pouco foi feito para disponibilizar receptores não-militares.

 

Com o fim do Império do Mal (Reagan! Reagan! Reagan!) o GLONASS se degradou, satélites não eram substituídos, e o sistema mal e porcamente cobria parte do território soviético com 12 satélites, quando precisaria de 18. E nem falamos de cobertura global.

No começo dos anos 2000 o governo Putin decidiu reativar o serviço, e depois de investir o equivalente a 1/3 das verbas de pesquisa espacial da Rússia, só em Outubro de 2011 (é, este mês) o GLONASS está operacional em escala mundial. Yehhhh…

Toda essa história virou manchete com a inclusão por parte da Apple do suporte a GLONASS no iPhone 4S. O mais legal é que está rolando um efeito-placebo. Gente que faz o clássico discurso cucaracho antiamericano (mas tem um iPhone!) está declarando que a resolução do GPS aumentou bastante, outros dizem que está mais rápido. Há gente dizendo que é uma forma da Apple ter uma postura antimilitarista.

Lamento, crianças, mas a inclusão do GLONASS é business, e só. A Rússia está ameaçando fabricantes de dispositivos de localização com uma taxa de importação de 25%, caso esses dispositivos não sejam compatíveis com o GLONASS.

O iPhone 4S ter suporte ao GPS Soviético nada mais é que uma proteção contra uma provável chantagem comercial no futuro. Com o uso do GPS Assistido a precisão conseguida já é mais que suficiente exceto para achar minhas chaves. A Qualcomm diz que com o GLONASS combinado com GPS a precisão atingida aumenta em 50%, mas faz diferença dizer em que parte de uma quadra de tênis você está?

A maior beneficiária disso tudo é a Rússia, que ganhou o respaldo da Apple e agora pode vender seu peixe dizendo que se o iPhone tem o GLONASS, então é bom. Fará diferença? Localmente com certeza, o bom e velho nacionalismo russo adorará.

Só espero que a moda não pegue, ou então algum gênio de Brasília exigirá que iPhones sejam compatíveis com o horário político gratuito e a Voz do Brasil.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários