Jobs pede: “Leave us alone!”

Steve Jobs, do alto do cargo que ocupa e da importância que tem numa das empresas que melhor e mais lançam tendências, a Apple, pode se dar o luxo de responder emails de forma lacônica e, às vezes, até grosseira, e fica tudo bem, tudo por isso mesmo. Casos não faltam. Há outros aqui.

Jobs vs. Chelsea.

Dessa vez, porém, conseguiram tirá-lo do sério, ou a algum de seus assessores — há quem diga que há funcionários que o ajudam a lidar com a caixa de entrada. Chelsea Isaacs, de 22 anos, estudante de jornalismo na Universidade de Long Island, fazia um trabalho a respeito do programa que distribuirá diversos iPad a todos os calouros da instituição. Para enriquecer o material, achou legal procurar o departamento de relações públicas da Apple e pedir um depoimento sobre o uso do gadget em ambiente acadêmico. Mandou um email, e nada.

Mandou o segundo, nada.

Teceiro, e ainda nada.

Quarto, nada.

Quinto… É, nada ainda.

Um amigo, então, sugeriu-lhe em tom de brincadeira que enviasse um email a Steve Jobs. Ela topou o desafio, e na mensagem, explicou o que queria, e falou também da importância desse depoimento para seu trabalho. Jobs respondeu:

“Nossas metas não incluem ajudá-la a tirar uma boa nota. Desculpe”

Indignada com a resposta dele, ela mandou outra mensagem, dessa vez questionando a postura rude do CEO da Apple. Perguntou a moça: “(…) Mas, esqueça a minha situação em particular; e como fica a cortesia em geral? — se você recebe uma mensagem de um cliente ou consumidor, ou mesmo de um empregado, não é seu trabalho dar um retorno?”. Pra quê…

“Não. Temos mais de 300 milhões de usuários e não podemos responder aos seus contatos a menos que eles envolvam um problema de alguma natureza. Desculpe”

Insistente, Chelsea mandou um terceiro email a Jobs, dizendo que era uma das 300 milhões de clientes da Apple, e que estava com um problema, além de reiterar que aguardava uma resposta do setor de relações públicas da empresa. Na resposta a esse último contato, a pérola:

“Por favor, nos deixe em paz”

No fim das contas, o prazo para a entrega do trabalho chegou, e ele foi sem uma linha sequer do departamento de PR da Apple. Ainda chateada com o assunto, Chelsea disse ao Valleywag que provavelmente não tirará a nota máxima (“A”), mas talvez um “B”…

Se serve de consolo, no que tange à investigação e insistência que caracterizam os jornalistas competentes, ela ficou com a nota máxima.

Relacionados: ,

Autor: Rodrigo Ghedin

Blogger, bacharel em Direito e acadêmico de Sistemas de Informação.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples