PornHub confirma: celular é melhor para segurar com uma só mão.

maxresdefault

Qualquer estudo de tráfego mostra que a internet é 60% Porn e 38% Netflix, sendo que desses 38% uns 90% é de gente procurando Porn na Netflix. A sacanagem é a grande força-motriz da tecnologia, tem sido assim desde a invenção das tabuinhas de argila. 

A pornografia como um todo teve dois grandes saltos: a invenção da impressão com tipos móveis e a invenção do videocassete. Ambas ajudaram a tornar o consumo de material educativo mais íntimo e pessoal. E evitam o climão de encontrar conhecidos no Cine Rex (cariocas sabem do que estou falando).

Originalmente celulares não eram bons pra consumo desse tipo de material. Nem o mais inveterado onanista conseguiria se estimular com imagens na tela de um Nokia 3320, e olha que eu cheguei a rodar o Fuc-Fuc no CP-500. Hoje, com telas Full HD, decoders h264/265 por hardware, streaming e o escambau, fica bem mais confortável ver sacanagem no telefone, com a vantagem de que dificilmente os vírus em Flash vão conseguir invadir seu aparelho.

Essa tendência tem sido confirmada ano a ano pelo relatório de uso do PornHub, que traz todo tipo de dados suculentos. Entre eles:

  • o Brasil é o 10º colocado em total de acessos;
  • entre os termos mais pesquisados temos Rick and Morty, Twitch Streamers e… fidget spinner;
  • os vídeos subidos em 2017 para o PornHub teriam uma duração de 68 anos se tocados em sequência;
  • a pornstar mais procurada é Kim Kardashian;
  • 80% dos usuários desktop são de Windows, só 3% usam Linux e esse valor caiu 10% em relação ao ano passado;
  • no mundo mobile Android é responsável por 50% dos acessos, iOS vem logo atrás com 47%. Windows Mobile/Phone responde por 2%, tendo caído 55% em relação a 2016.

Do total de acessos 67% são via celular. 24% via desktop e 9% via tablets. O desktop caiu 4%, celular subiu 5% e tablets caíram 1% em relação a 2016, mostrando que a posição dos celulares já está bem consolidada.

Um fenômeno interessante é que alguns lugares com cultura mobile forte apresentam números bem significativos. Na Índia 86% dos acessos ao PornHub são via celular, 13% via Desktop é só 1% via tablet, o que comprova a teoria de que Androids decentes baratos são uma realidade mas tablets vagabundos são inusáveis. Esses 86% representam um crescimento de 22% em relação ao ano passado.

Já nos EUA o acesso celular é de 72%, com 17% para o desktop e 11% para os tablets, o pessoal tem graça pra um iPad pelo visto.

No Brasil os celulares são usados para 64% dos acessos ao site, os desktops representam 32% e os tablets 4%. O crescimento da fatia de celulares no consumo de sacanagem, de 2016 pra 2017 foi de 17%.

Entre o acesso via console (pelamordedeus quem acessa Pr0n via console?), PlayStations representam 56% dos acessos, XBoxes 32%. Dreamcasts, só o do Leonan.

Aqui um resumo dos dados específicos do Brasil. Curioso a estrela pornô que o brasileiro mais pesquise seja o Kid Bengala…

2-pornhub-insights-2017-year-review-10-brazil-data

Para ler o relatório completo (SFW), eis o link.

Relacionados: ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e para seu blog pessoal, o Contraditorium,

Compartilhar