Home » Mobile » OnePlus lança ROM própria após rusga com Cyanogen

OnePlus lança ROM própria após rusga com Cyanogen

Climão: após Cyanogen assinar contrato com a indiana Micromax, OnePlus desenvolve uma ROM própria baseada no Android 5.0 Lollipop para seus aparelhos

5 anos atrás

oneplus-lollipop

A relação entre a Cyanogen e a OnePlus não acabou bem: elas fecharam uma parceria de sucesso em 2013 que culminou com o lançamento do OnePlus One, o primeiro smartphone a contar com o CyanogenMod de fábrica. Isso chamou a atenção para ambas as empresas (principalmente a primeira, que de comunidade de entusiastas virou uma companhia com dinheiro fluindo e tudo mais) e tudo parecia bem, até o momento em que uma meteu os pés pelas mãos.

Eis o que aconteceu: a Cyanogen recebeu ainda em 2013 duas rodadas de investimentos, totalizando US$ 30 milhões em dinheiro injetado para contratar pessoal e sair de um grupo de curiosos para uma empresa de software, com a benção do Google. Não demorou muito e o grupo fechou uma parceria com a recém-nascida OnePlus, empresa fundada por ex-funcionários da Oppo. A intenção era lançar um aparelho com um SO baseado no Android que fosse barato e surpreendente, e o OnePlus One atendeu a ambas as expectativas (embora tivesse alguns problemas).

Só que o relacionamento não foi para frente. Pior: acabou em termos para lá de ruins. A Cyanogen surpreendentemente fechou um contrato de exclusividade com a indiana Micromax, deixando a OnePlus a ver navios: o grupo simplesmente se recusou a fornecer o CyanogenMod para a versão indiana do OnePlus One. No fim das contas a fabricante processou a empresa de desenvolvimento por quebra de contrato, e os e-mails trocados entre o diretor global da OnePlus Carl Pei e o CEO da Cyanogen Kirt McMaster revelaram que este último é um tremendo PNC.

Sem muitas opções, a OnePlus foi obrigada a botar seus engenheiros para trabalhar. O resultado foi revelado na virada do ano: uma ROM AOSP própria baseada no Android 5.0 Lollipop, a qual é planejada para o OnePlus One quando estiver completa. Por enquanto ela ainda está em fase beta, diversas coisas não funcionam direito, etc. Ainda assim é louvável o esforço da OnePlus em entregar algo que funcione (ainda que de modo capenga) dado o pouco tempo disponível.

O destino do OnePlus One fora da Índia ainda é um tanto incerto. É fato que esta ROM (que você pode baixar aqui; apenas esteja atento às restrições e como instalar) é principalmente voltada para o mercado indiano onde a Cyanogen deixou a OnePlus na mão, mas não é tão difícil ela substituir o sistema anterior em outras localidades, sendo disponibilizada oficialmente. E claro, depois dessa as chances do OnePlus 2 vir com o fork da Cyanogen instalado são praticamente nulas.

Fonte: OPB.

relacionados


Comentários