Cabos Submarinos, um mal necessário

cabos

Clique aqui para ver maior

Em 1850 o engenheiro britânico John Watkins Brett depois de anos tentando convencer os governos da França e da Inglaterra conseguiu verba para instalar um cabo telegráfico submarino atravessando o Canal da Mancha, unindo os dois países. Fruto de uma fortuna em pesquisa e implementação, o cabo funcionou por três dias, até que um pescador francês puxou o cabo junto com sua rede, achou que era algum tipo de mostro marinho e meteu-lhe o machado.

Desde então os maiores inimigos dos cabos submarinos são os navios. Mesmo com suas posições muito bem definidas nas cartas náuticas, alguns capitães estão pouco se lixando, largando âncora e danificando ou puxando um cabo.

Em 2008 4 cabos foram danificados em poucos dias, deixando loucas as empresas responsáveis pela manutenção (caríssima) desses equipamentos.

Agora um idiota no porto de Mombaça soltou âncora onde não devia e danificou o East Africa Submarine System (EASSy), um cabo submarino que cobre toda a África oriental, com uma capacidade de 4,72 Tb/s.

Aqui abaixo um vídeo mostrando o trabalho de corno que é instalar um cabo desses:


CreamerMedia — Construction of East Africa’s undersea fibre optics cable

Rompido dia 17, a estimativa de conserto é de 15 dias. Enquanto isso as operadoras se viram com backups mais fracos e links de satélite, caríssimos. A Internet em lugares como o Quênia está pelo menos 20% mais lenta.

Esse tipo de acidente tem gerado questionamentos sobre alternativas, infelizmente não há nada melhor. Cabos de fibra óptica são excelentes para transmitir dados em larguras de banda absurdas. chegar perto disso via rádio exigiria uma faixa enorme do espectro eletromagnético, em uma frequência muito suscetível a efeitos climáticos.

Principalmente, teríamos o gargalo da latência. Satélites de comunicação, que ficam na chamada Órbita de Clarke, a 36.500 km de altitude são geoestacionários, assim tanto a antena da SKY quanto as da Embratel podem apontar para um ponto fixo no céu e manter contato.

Isso possibilita a rede de comunicações global, mas a um preço. Na melhor das hipóteses um sinal viaja 36.500 km até o satélite e 36.500 km de volta até o destinatário. Isso dá um total viajado de 73.000 km. Como a velocidade da luz é de apenas 299.792,5 km/s, o sinal leva 0,2435 s para chegar. PING DE 200 ms, LAMMER! É QUERER MUITO SER KICKADO!

Não há, dentro do que sabemos hoje de Física, como melhorar isso. Por ser um meio controlado a fibra é ordens de magnitude mais eficiente que ondas de rádio, como sabe muito bem qualquer usuário de SKY, quando chove forte. Na verdade ainda nem se sabe com certeza o limite teórico da fibra óptica, toda hora criam novas técnicas de modulação. Já conseguiram 100 terabits por segundo em laboratório. Isso é suficiente para baixar todo o Pr0n da internet em apenas algumas horas.

Portanto, a menos que algo revolucionário, que desqualifique Einstein aconteça, ainda teremos que aguentar idiotas e suas âncoras por muito tempo desligando a internet.

Relacionados: , , , , , ,
  • http://twitter.com/albertomyra Alberto Myra

    Quando não é uma Idosa que corta os cabos da Internet da Armênia/Georgia.
    http://info.abril.com.br/tvinfo-novo/info-ar/idosa-corta-internet-armenia-2c9f94b62f21c77f012f30885cad08e2.shtml

  • http://twitter.com/rabc rabc

    Aqui um mapa melhorado com os cabos submarinos:
    >> http://www.submarinecablemap.com/

  • http://tranqueiradigital.blogspot.com/ Thiago

    Esses capitães por ai deveriam ser mais educados e obedecer as cartas náuticas, ou melhor, fazerem eles pagarem a manutenção caso eles danifiquem…

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Eu imagino o tamanho da trolha jurídica gerada por um incidente desses.

      • Guilherme Richter

        águas internacionais 😀

  • http://twitter.com/sennateixeira João Senna

    Quantun Entanglement é a única saída, mas como isso parece estar a algumas décadas de distância, convivemos com o meio físico.

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Não serve para transmitir informação. Por isso esse DEABO não viola Einstein.

  • Rubslopes

    Fiquei com a impressão que a velocidade da luz não é tão rápida assim.

    • Eduardo Lauffer

      fibras opticas utilizam a luz pra carregar a informação
      não entendi seu comentario

      • Rubslopes

        Eu disse que a velocidade da luz parece “lenta” porque, usando internet por satélite, o mais rápido que as leis da física permitem neste universo ainda é 200 de ping 😛

    • Luiz Felipe

      Porque voce se esqueceu do meio, a velocidade maxima é no vacuo.

      • http://www.facebook.com/people/Rodrigo-Oliveira/100001730693040 Rodrigo Oliveira

        Verdade. A velocidade da luz passando pela atmosfera terrestre é cerca de 0,00003% mais lenta.

        Pessoalmente acho que o Cardoso deveria ser fuzilado ao amanhecer por ignorar um erro tão grande desses.

        • Luiz Felipe

          Depois que os neutrinos viajam mais rapido que a luz, ninguem sabe porque, é por conta desses detalhes esquecidos.

          • http://www.facebook.com/people/Rodrigo-Oliveira/100001730693040 Rodrigo Oliveira

            Quando medimos a velocidade de neutrinos, isso é relevante. Numa conta da ordem de milissegundos para o sinal ir e voltar da orbita geoestacionária, e durante uma quantidade ínfima dessa distância passando por um meio 0,00003% mais lento, acho que pode ser arredondado. Ninguém vai ser preso por isso.

          • Luiz Felipe

            Claro que não, é apenas chatisse usual.

          • http://trentohosting.com.br Leonan Trentini

            0,00003% equivale a quase 9Km/h. Por isso q da essa diferença kkkk

  • http://www.shimatai.com.br Wagner Shimatai

    O pior é a Global Crossing utiliza uma blindagem absurda em alguns cabos, mas mesmo assim tem neguinho que consegue fuder com eles.

  • http://www.facebook.com/daniloj Danilo Jorge

    Uma alternativa a esses satelites a 36.500km é uma empresa chamada O3B http://www.o3bnetworks.com/ com satélites a 8.000km de distancia. A Petrobras usa O3B para que engenheiros -na sede da Petrobras-acompanhem a operação de sondas através de videoconferencia.

  • ricardo_sdl

    Para quem se interessar aqui vai um link para uma visualização interativa dos cabos submarinos:
    http://www.submarinecablemap.com/

  • PredadorJrk

    Eu imagino a cara desses capitães(?) quando descobrem a merda que fizeram.

  • http://profile.yahoo.com/MMT32AV4DAGOWW3IHAA65BLKKE Francisco

    Que pena que não é possível usar neutrinos para transmitir informações.

    • Gersio Lafasse

      este foi de longe o melhor comentário…

  • Daniel Almeida

    O melhor, nem tão revolucionário assim, seria uma baita proteção nos cabos, custaria caro a fabricação e instalação. É avaliar se compensa, saber se a quantidade de vezes que esses acidentes e o prejuízo em cada um paga a alteração. Uma alternativa é colocar a blindagem extra apenas em áreas suscetíveis a esses acidentes.

    • http://www.facebook.com/victor.parahyba Victor Parahyba

      Dependendo do local do cabo submarino, eles têm proteção inclusive contra mordida de tubarão, é uma baita de uma proteção. Acontece que um navio arrastando uma âncora é uma força grande demais para ser viável uma proteção para isso. =/

    • http://www.facebook.com/victor.parahyba Victor Parahyba

      Dependendo do local do cabo submarino, eles têm proteção inclusive contra mordida de tubarão, é uma baita de uma proteção. Acontece que um navio arrastando uma âncora é uma força grande demais para ser viável uma proteção para isso. =/

  • http://www.twitter.com/RaptorHawk Hawk

    Gostei daquela primeira imagem. Existem cabos que vão da costa oeste do Estados Unidos, até a costa leste da China? Impressionante!