Por que adoro Bitcoin?

Sou entusiasta de Blockchain-Bitcoin. Divulgo artigos a favor e contra porque gosto da discussão de ideias.

Fiquei fascinada porque trabalho com crédito, cobrança e pagamentos internacionais há mais de 13 anos. Nos últimos 4 anos vi meus clientes na América Latina sofrendo para comprar euros e dólares.

Fechar câmbio no Brasil é D+2 (dois dias úteis para empresas trocarem reais por dólares americanos).

Na República Dominicana e na Argentina, você nunca vai ter certeza quando conseguirão lhe pagar, pois possuem acessos escassos da moeda americana.

Venezuela, então? Há 7 anos, qualquer empresa poderia levar 6 meses para conseguir pagar um fornecedor estrangeiro. Hoje não há previsão.

Acha que o problema é só na América Latina?

O banco sueco da empresa ainda levava de 5 a 7 dias úteis para identificar um pagamento. Mesmo com SWIFT (sigla em inglês para comprovante interbancário de transação financeira) ainda corria o risco de não identificar o pagamento.

Sem contar as taxas! Há bancos que cobram 100 dólares por transação.

Imaginei como meu trabalho poderia ser mais fácil se todos usassem Bitcoins: a transação seria imediata, pública, auditável. As empresas registrariam em seus livros contábeis como já o fazem atualmente.

Então, ao receber hoje a notícia do economista e prêmio Nobel, Joseph Stiglitz, que disse em certa parte do artigo:

Por que as pessoas querem bitcoins? Por que as pessoas querem uma moeda alternativa? A verdadeira razão pela qual as pessoas querem uma moeda alternativa é participar de atividades ilícitas: lavagem de dinheiro, evasão fiscal”.

Não posso falar por outras pessoas, mas por mim: essa ideia de que criptomoedas são somente para o crime já cansou minha beleza.

Dinheiro em espécie é a fonte atual mais comum de se lavar dinheiro

Você pode desde comprar uma lata de refrigerante na padaria (que não emite nem cupom nem nota fiscal), comprar equipamento nas lojas da Santa Efigênia…

Pode até mesmo pagar um boleto de baixo valor em nome da sua mãe em qualquer agência sem precisar se identificar, mas experimente comprar um carro em concessionária com dinheiro: levantará suspeitas e a empresa ou banco que receber esse dinheiro deveria informar ao COAF.

Sabemos que o Brasil tem especialistas em roubo, mas que não entendem de guardar dinheiro, vide aquele caso do apartamento do Geddel ou os dólares na cueca de tantos.

Então, por que todo mundo pensa que o Bitcoin é considerado culpado?

Exchanges no mundo todo pedem foto de passaporte ou carteira de identificação e uma foto sua quando se cadastra para trocar sua moeda fiat (termo técnico para moedas fiduciárias) por criptomoeda.

A justificativa do laureado é:

é porque eles não querem qualquer tipo de supervisão, como temos em nosso sistema bancário”.

Nessa parte, eu semi-concordo com ele. Não quero expor tudo o que faço, mas estou cansada da burocracia bancária, das fraudes e tentativas de acesso de ladrões e estelionatários, sejam eles mascarados ou de colarinho branco.

Mais do que isso, o Bitcoin permite sobreviver em economias extremamente controladoras, como no Zimbábue.


Leia também:

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Gabriela Bia

Viajante apaixonada, Tenista frustrada, Controller de Crédito, Astrônoma Amadora e Cozinheira nas horas vagas.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples