ad

Diretor ainda não desistiu de levar o Final Fantasy XV para o Switch

final-fantasy-xv-pocket-edition-

Recentemente Hajime Tabata deu a entender que sua equipe estava trabalhando numa versão do Final Fantasy XV para o Nintendo Switch e diante da repercussão que o assunto teve, o diretor do jogo tratou de esclarecer a situação.

Segundo o japonês, durante algum tempo eles chegaram a adaptar a engine Luminous para o aparelho, mas apara a tristeza daqueles que gostariam de encarar a aventura de Noctis em qualquer lugar, infelizmente o desempenho deixou muito a desejar.

No entanto, Tabata fez questão de defender o Switch, dizendo por exemplo que sua equipe não chegou a tentar otimizar a engine e por isso o resultado poderia ter sido bem melhor. Além disso, apesar de no momento o processo de adaptação estar interrompido, eles ainda não tomaram uma decisão e como o game designer chegou a dizer que testes com a Unity e a Unreal Engine 4 se mostraram mais positivos, há quem acredite que uma mudança de engine não está descartada.

No momento, o pessoal da Square Enix estaria apenas tentando entender as capacidades técnicas do console/portátil, estudando o que poderia ser feito com o aparelho e assim poder tirar tudo o que ele seria capaz de entregar.

Sem que uma posição mais clara tenha sido dada, uma das especulações mais fortes é de que a empresa estaria cogitando levar o Final Fantasy XV Pocket Edition para o Switch. Anunciado recentemente para os dispositivos mobile, esta versão do jogo promete ter muito do que foi visto no PlayStation 4 e no Xbox One, mas com um visual mais estilizado. O interessante é que quem já testou o jogo garante que pelo menos no início ele tem tudo o que vimos no original, o que pode fazer com que o título se mostre uma grata surpresa.

Para quem possui um Switch, receber um Final Fantasy XV “de bolso” pode até não ser o ideal, mas desde que o jogo tenha qualidade, acredito que ele será muito bem recebido pelo fãs.


FINAL FANTASY XV POCKET EDITION Announcement Trailer

Fonte: NintendoLife.

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Etílico

    Vejo muita gente criticando a possibilidade de lançarem a versão pocket para o Switch, mas ao meu ver, se o game entregar toda história e mecânicas e o único diferencial for apenas gráfico eu não me importaria, afinal é um grande jogo e o Switch um grande console, apenas não tem o poder suficiente (Até então) de rodar o game na engine original.

    • Felipe Braz

      Fora que tem mercado pra jogos com gráficos mais cartunescos, eu mesmo curto esse estilo.

      • Tem um mercado enorme nos portáteis, onde galera não se importa tanto com visual. Como o Switch é um portátil que vira console (e não o oposto) esse jogo seria bem vindo por um preço camarada.

    • Sophos Nsm

      O problema é que o que tenho no PS4 já é ruim. Péssima história confusa e design de fase ruim. Chatissimo e vc só fica indo de um lado pro outro caçar e pegar itens. Horrível. Além disso a história parece incompleta mesmo com os filmes e desenhos e quadrinhos e aquele beat up ruim que dizem se completar

      • Etílico

        Blz… eu ainda não terminei o game, mas até agora eu tenho gostado, e as paradas aí que vc citou tirando a
        história 90% dos games open world que tem por aí são assim.

        • Sophos Nsm

          Os 90 %ruim. Vê se WitCher é assim ou shadow of mordor

          • Etílico

            The Witcher eu joguei só o 2 e é muito bom apesar de não ser open world, agora o Shadow of Mordor achei extremamente enfadonho.

          • Sophos Nsm

            eu tb achei enfadonho. mas não segue o esquema de ff15 que é ainda pior.

      • Inquisidor

        eu não gostei tmb , paguei 250 empeachments nisso, o persona valeu cada centavo

    • Marcelo Paz

      mas o switch já é um tablet.

    • Meu problema com a versão Pocket do FF15 é dar uma péssima impressão de que o Switch é um console infantil.

  • EmuManíaco

    Pessoal não entende que qualquer jogo que tenha saído pra xone/ps4 podem ser portados pra Switch lapidando. Não aprenderam nem vendo o vita rodando jogos de ps3 muito bem. Qualquer jogo pode ser portado pra Switch. So diminuir resolução, texturas e principalmente modificando iluminaçoes dinamicas.
    Parecem esquecer que GTA5 saiu pra ps3, guilt gear xrd, rise of tomb rider entre tantos outros. Consoles muito inferiores ao switch tecnicamente.

    • Felipe Braz

      De vez em quando ouço pérolas vindo das equipes de dev aqui, coisas como “O software não tem que ser leve, é o hardware que tem que acompanhar”. Nessas softhouses o pensamento parece ser o mesmo.

      • EmuManíaco

        O problema maior são os leigos. Acham que tudo se resume a poder. Poder não é demérito da mesma forma que bons ports tbm não.

        • Felipe Braz

          Poder não é demérito, isso é um fato inquestionável, mas mesmo maquinas poderosas rendem muito mais com software otimizado.

          • EmuManíaco

            exemplos não faltam. pura verdade.

      • Cara por isso sinto saudades dos anos 90, mesmo os games não estando em tamanha evidência na época haviam versões de alguns jogos para diversos consoles. Não havia desculpa, porém os tempos são outros: desenvolver jogos deve ser trabalhoso pra caramba e custar mais atualmente.

        • Felipe Braz

          Otimização custa tempo, e como diria o super sam: Time is money, oh yeah!

          • É como disse: você hoje tem muito gasto pra desenvolver. Otimização? Isso não pertence mais.

          • Felipe Braz

            Peço desculpas se não me fiz entender, mas meu comentário foi mais pra reforçar o seu, e não uma contraposição =)

        • Se conseguem rodar Doom em calculadoras, não tem como um downgrade visual não fazer o jogo funcionar, a não ser que exigisse muito do processador por questões de física.

      • Juaum

        Já canseicde ouvir essa babaquice. E muitas vezes a falta de conhecimento basico em infra ou a preguiça geram tais babacas.

      • Os desenvolvedores do google chrome compartilham dessa filosofia.

        • Felipe Braz

          O mais engraçado disse é que no passado o firefox era um elepahnte e o chrome leve e rapido, hoje é ao contrário.
          A impressão que eu tenho é que o desenvolvimento do chromeos fez o browser engordar junto.

          • Acho que o problema são 3, oque você citou, o chrome não é mais um simples browser, mas todo um ecossistema para rodar aplicações. Depois e a questão de caba aba gerar um processo novo, aonde carrega todo o sistema, com plugins novamente, sem compartilhamento de memoria, a vantagem é que um javascript mau feito não para todo o navegador, mas como desvantagem as vezes 8GB de RAM não são suficientes pra quem precisa de muitas abas. O terceiro é que sempre quem pega a liderança no mercado de navegadores começa a ficar preguiçoso em relação a otimização, aconteceu com o IE, com o Firefox quando era Nestcape e hoje acontece com o chrome.

    • O problema é o quanto vai custar essa portabilidade toda. Se tiver que refazer o jogo todo (modelos, animações, texturas, iluminação, etc) muitas vezes não vai valer a pena, e o estúdio pode não querer pagar pra ver.

      GTA5 nasceu pra PS3 e foi portado pro PS4, e não o contrário. Rise of Tomb Raider foi feito, em conjunto, para XBO e X360. Tanto GTA5 quanto RotTR seriam muito superiores se não tivessem que suportar as plataformas menores (como esquecer o port nojento de Shadow of Mordor para a 7ª geração?).
      Agora imagina o que é preciso pra fazer rodar no Switch, que é praticamente um celular com crise de identidade…

      • EmuManíaco

        O switch é bem mais potente que o Ps3 e 36O. Muitas das limitações dos jogos atuais vem por causa da falta de memoria ram da geracao passada. O Switch tem 4gb, quase não tem funções extras pra consumir memoria.

        • Você poderia ter jogos de PS3 e X360 rodando num Switch, mas a disparidade de potência em relação ao XBO e, principalmente, PS4 (especialmente agora com o X e o Pro, respectivamente) é tão grande quanto na época do Wii com os da 7a geração.

          É tanto downgrade pra ser feito nos ports que acho difícil ter tantas empresas dispostas a entrar em modo full Square Enix e lançar versões inferiores de seus medalhões. Uma pena.

  • Mas tudo tem que ser lapidado se for lançado pra qualquer plataforma nova.

  • Maom

    Grandes coisas o diretor não ter desistido… Eu ainda não desisti do GTA 5 nem do Red Dead 2 pro switch e nem sou notícia! 🙂

  • Particularmente, eu preferiria uma versão pocket que funcionasse bem do que uma versão “completa” que gerasse um buraco negro a cada execução. O Switch é fraquinho e não dá pra esperar muito em gráficos realistas. Aceita que dói menos.
    O negócio é estilizar e simplificar para aproveitar o que ele faz melhor.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis