Ayreon — The Source

O legal do Heavy Metal é que o estilo é tão vasto que sempre é possível encontrar uma banda que você nunca ouviu ou que está começando agora e já mostra um incrível trabalho. O que compete a você é pesquisar e encontrar essas bandas. Quando a internet não existia esse trabalho era feito nas lojas de CD e nas revistas impressas especializadas no assunto. Atualmente nos resta pesquisar nos sites especializados e indicações de amigos. Esse álbum do Ayreon recebeu uma chance de ser ouvido lá em casa por conta da belíssima capa (sim, eu já comprei muito CD por conta da capa. Algumas vezes dei sorte, em outras nem tanto).

O Ayreon não é uma banda nova. Na verdade, não é bem uma banda. O Ayreon é um dos projetos musicais do multi-instrumentista holandês Arjen Anthony Lucassen. Ele está na estrada com o Ayreon desde 1995 e já lançou 15 discos. E qual o estilo? Heavy Metal Progressivo. Na verdade, cada disco é uma ópera rock com várias participações especiais. Todos os discos, em maior ou menor grau, contam histórias dentro do mesmo universo ficcional que foi construído como uma imensa ficção científica com dezenas de ramificações.

The Source, lançado agora em 2017, já é candidato a ser considerado o melhor disco do ano. Embora nunca tenha ouvido a banda (exceto em algumas coletâneas antigas) essa produção falou alto para mim. Todas as músicas são bem construídas, bem compostas, possuem o refrão grudento característico do estilo e, embora o disco tenha quase 90 minutos de duração, parece que acaba muito rápido. Outras características são as harmonias complexas, os instrumentos clássicos e as diversas participações especiais.

ayreon-the-source

O disco é organizado para que cada vocalista interprete um personagem na história (coisa que já vimos em vários projetos) e encontramos em The Source gente como James LaBrie (Dream Theater), Tommy Karevik (Kamelot), Simone Simons (Epica), Tobias Sammet (Edguy, Avantasia), Hansi Kürsch (Blind Guardian), Russell Allen (Symphony X, Adrenaline Mob), Floor Jansen (Nightwish) e Zaher Zorgati (Myrath). Só o fato de conseguir unir toda essa gente já é uma prova da qualidade do projeto. Fecham a banda Arjen Lucassen (guitarra, baixo, teclados e sintetizadores), Ed Warby (bateria), Joost van den Broek (piano), Ben Mathot (violino), Maaike Peterse (violoncelo) e Jeroen Goossens (instrumentos de sopro).

Na história contada, no planeta Alfa, a humanidade se vê cada vez mais dependente de máquinas e enfrenta problemas como o efeito estufa. Eventualmente, o presidente (Russell Allen) recorre ao complexo de máquinas que mantém o planeta funcionando (Frame) para que elas solucionem os problemas que afetam o mundo. Elas determinam que o problema reside na própria humanidade e decidem desligar os sistemas vitais para deixar todos morrerem.

Tarefa ingrata escolher as melhores músicas do disco, mas podemos citar The Day That the World Breaks Down (com a participação de quase todos os vocalistas convidados)Sea of Machines (cativante e com um refrão grudento)Star of Sirrah (típico metal progressivo)Run! Apocalypse! Run! (um pouco mais rápida)The Dream Dissolves (para mim a melhor do disco)Into the Ocean (um rock quase clássico).

Infelizmente o disco não foi lançado oficialmente no Brasil, o que faz com que seu valor seja um pouco salgado. É possível encontrar as versões com CD duplo e DVD no Mercado Livre por R$ 160,00.


Arjen Anthony Lucassen — Ayreon – Run! Apocalypse! Run! (Official Lyric Video) The Source 2017

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Matheus Mauro

    Caraca, que surpresa boa ver alguém falando de Ayreon em portais não tradicionais haha

    Sobre nunca ter escutado antes, faça um favor a si mesmo e vá atrás do The Human Equation, do 01011001 (sim, é o nome de um álbum) e do Universal Migrator.

    • 01011001 me arrepia toda vez que escuto…. e olha que só ocorria com a The Prophet’s Song do Queen…

      …mas aí também não consigo pensar nisso sem citar o Devin Townsend…. que sou tiete… (uy!)

      • Gilson Lorenti Fotografia

        pelo o que entendi esse The Source é a história do que aconteceu antes deste 01011001

        • Yep…. antes da transmigração….

        • Matheus Mauro

          Sim.

          E a raça alienígena descrita nessas histórias (Forever) aparece e participa, em maior ou menor grau, de todos os outros álbuns exceto o “Theory of Everything” que é uma história à parte.

      • Matheus Mauro

        Também curto esse careca gostoso

      • Matheus Mauro

        Quem arrebenta no 01011001 são as mulheres. Aliás, o Arjen escolhe bem demais as cantoras em todos seus projetos: Anneke van Giersbergen, Floor e Irene Jansen, Marcela Bovio, Simone Simmons…

        Espero que algum dia ele recoloque vocais extremos como já fez utilizando o Akerfeldt, só que com mulher: convidando Alissa White-Gluz, Otep Shamaya ou Sabina Classen já é um bom começo.

    • E tem Bruce Dickinson no Universal Migrator né…..

      • Matheus Mauro

        Sim, na parte 2

  • Rick

    Esse eu ainda não ouvi.
    Mas o The Human Equation é excelente!

    Sem ser Ayreon, já ouviu Leonardo: The Absolute Man?

    • Gilson Lorenti Fotografia

      vai para a lista. Tenho que procurar 🙂

    • gfg

      Fui procurar no youtubiu, e deixei a reprodução automática ligada. Levei um susto quando começou a tocar… Leonardo.
      No mais excelente indicação, gostei muito.

  • Gesonel o Mestre dos Disfarces

    Nunca tinha ouvido falar, mas álbuns que contam histórias sempre me chamam a atenção.

  • Braumeister

    Obrigado, Gilson!

  • AH PORRA, AGORA DÁ PRA CONVERSAR!

    Cara, que discaço…. mas o The Human Equation, é o mais foda dele(s)….

    • Gilson Lorenti Fotografia

      vou ver se acho para comprar 🙂

      • Os CDs do Ayreon são meio barra pra achar… peça pra alguém te mandar de fora….

        • Gilson Lorenti Fotografia

          já percebi. Nenhuma gravadora nacional lançou a maioria dos discos.

          • Tive alguns, mas fui forçado a “adquirir alternativamente” o resto da discografia em lossless… mas ainda tinha meus rips dos CDs… ultimamente meus rendimentos não me permitem mais apoiar a gravadora o artista em sua obra… afinal, eles ganham grana é com show, não mais com vendas de CDs…

        • Matheus Mauro

          Achar é fácil porque na Amazon tem todos, problema é o custo-Brasil haha

  • caio.

    Álbum do Ayreon é comprável pelo site deles, e chega. Demora, mas chega hahaha Tem opção autografada tb…
    Não gostei desse The Source, nem do The Theory of Everything, mas Human Equation e 01011001 acho animais.

  • Kang Otro ✓

    Abri achando que era jogo kkk não fiquei decepcionado mesmo assim.

  • abraaocaldas

    Engraçado que ninguém cita o Into the electric castle … :/ será que eu gosto de um dos menos famosos…

    Ah e já tem no Deezer 🙂

    • SupermanIndiano

      E o meu preferido, e o único que tenho em forma física. Sensacional…

    • Gilson Lorenti Fotografia

      Eu estou descobrindo agora e marcando todas as indicações 🙂

    • Alexandre Oswald

      Este foi o meu primeiro do Ayreon, por causa deste fui conhecer toda a discografia.

  • Alexandre Oswald

    Fora do projeto Ayreon, gosto muito dos álbuns Star One, onde cada música está relacionada com um livro ou filme de ficção científica. No álbum de estúdio tem até a participação do Dave Brock do Hawkwind com um mix das músicas mais famosas deste grupo.

  • Alexandre Oswald

    Recomendo também o projeto Ambeon, que é a fusão de Ambient+Ayreon.

  • gfg

    UAU, tenho certeza que já vi esse nome por ai, mas nunca dei a devida atenção, e estou me arrependendo bastante. Essa é a segunda “descoberta” de banda boa esse ano, a primeira foi Kadavar.

    • Nohan Crisólogo Costa

      Poxa, muito boa essa Kadavar!! o

  • Gumieri

    Hashtag Sempre fui Fã.

  • Belkar

    De repente tenho um monte de coisa pra escutar. Estava enjoando de ouvir sempre a mesma coisa.
    Alguém tem mais bandas de metal prog pra indicar?

    • Matheus Mauro

      Fates Warning, Threshold e Shadow Gallery são representantes mais antigos
      O Arjen ainda tem Star One, Ambeon e Guilty Machine

      Não sei seu gosto, então vai testando isso tudo (e as bandas são bem diferentes entre si e tem umas que pesam um pouco no metal): TesseracT, Animal as Leaders, Textures, Periphery, Symphony X e nessa linha aí.

      • Belkar

        Valeu, Matheus

        Vou me organizar pra ouvir tudo aqui e não esquecer nada

        🙂

    • Adriano Garcez

      Ainda do Arjen, ouça The Gentle Storm, o projeto mais ambicioso dele e que conta com a sereia Anneke van Giersbergen <3

      O álbum é duplo, contando com as mesmas músicas em cada um, mas com arranjos diferentes – Gentle é mais calmo/barroco, sem contar com instrumentos elétricos, enquanto Storm é a metal opera em si.

      • Matheus Mauro

        The Heart of Amsterdam <3

    • Alexandre Oswald

      Gosto do Evergrey, os primeiros álbuns até o ao vivo são excelentes.

  • André Luís Garlini

    01011001 é meu álbum favorito de todos os tempos. Mas The Source chegou bem perto de desbanca-lo. Amei cada segundo.

  • Cesar Augusto Othero Tiossi

    Ainda existe a Galeria do Rock e lá se encontra o disco. Fácil.

  • Filipe Aguiar

    Vale lembrar que o Álbum foi disponibilizado PELO PRÓPRIO Arjen no canal oficial dele no youtube.
    Além disso o Álbum está disponível no Google Play Music. Acredito que no Spotify também.

  • Pingback: Ayreon – The Source | Notícias Legais()

  • Alexandre Oswald

    Já escutei e entrou para a minha lista dos melhores. Depois do Human Equation, achei que decaiu um pouco, foi bom ver este projeto revigorado.

  • nao ouvi, mas é algo estilo blind guardian 9até o memso ta no album ai), rhapsody of fire, etc 😀

    • Nohan Crisólogo Costa

      eehhh… não.

  • Guilherme Daniel Bankai

    Gostei!

  • Toqen

    Opa, já vou colocar na playlist, junto com as sugestões dos comentários.
    Minha contribuição: Zavod e Dream Evil
    https://www.youtube.com/watch?v=KmMU4AekXTA

  • E eu achei que essa era uma “bandinha que só eu hipster conhecia e curtia”. Grata surpresa!

  • Guilherme Soares Zahn

    Ayreon é imperdível. Quem gosta, não deixe de ouvir o “Into the Electric Castle” – a participação do Fish, ex-Marillion, é espetacular. No Universal Migrator 1 tem participação do Neal Morse, e no 2 do Bruce Dickinson… e os álbuns são TODOS muito coesos e bem escritos!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis