Por questões de incompatibilidade, iOS 11 pode matar quase 200 mil apps de 32 bits

A Apple vinha avisando há algum tempo, portanto quem não agilizou não pode reclamar que foi pego de surpresa: o iOS 11, a futura versão de seu sistema operacional móvel que será lançada com a próxima geração de iPhones não dará suporte a apps escritos em 32 bits, e quem não atualizar suas soluções a tempo vai ficar a ver navios.

A Apple introduziu o A7, o primeiro SoC com instruções de 64 bits em 2013, no lançamento do iPhone 5s. De lá para cá a indústria seguiu atrás e os chips de 32 bits entraram rapidamente em desuso. O Moto Maxx, lançado em outubro de 2014 foi o último top de linha com um processador de arquitetura antiga (no caso o Snapdragon 805 da Qualcomm) e os modelos mais simples foram abrindo mão de tais chips conforme os fabricantes deixaram de produzi-los. Logo a maçã entende que dar suporte a apps de 32 bits não é mais vantagem, sendo que os desenvolvedores podem gerar pacotes de 64 bits facilmente.

Hoje, quem é dev sério já atualizou seus apps e fornece os pacotes de 32 e 64 bits para hospedá-los no iTunes, com o dispositivo se encarregando de baixar aquele que utiliza em seu sistema; os iPhones 5 e 5c e o iPad de 4ª geração são os últimos dispositivos com chips anteriores ao A7 que rodam o iOS 10, e seguramente serão derrubados do telhado quando o iOS 11 chegar: como esse não dará suporte a apps de 32 bits e tais aparelhos não rodam aplicativos desenvolvidos na nova arquitetura, não há o que fazer.

Mas quantos apps serão diretamente afetados com a mudança? A SensorTower, uma empresa de análise de dados fez uma pesquisa avaliando todo o portfólio do iTunes e descobriu que cerca de 187 mil apps não possuem versões em 64 bits. Desses a maioria (38.619), sem nenhuma surpresa são games. Apps educacionais ficam em segundo lugar e soluções de entretenimento, em terceiro.

Embora seja um número considerável, tais apps não representam uma ameaça à Apple e seus usuários: com 2,4 milhões de apps disponíveis, tal número representa 8% do total; já os 92% restantes estão prontos para o iOS 11.

Há de se levar em conta que preguiça ou descuido não são os únicos fatores: a SensorTower constatou que 16% dos apps desatualizados não recebem updates há mais de três anos. A Apple sabe que sua lojinha está infestada de apps quebrados e abandonware e vem trabalhando arduamente para remover tudo o que não presta: só em outubro último cerca de 47 mil apps foram para o espaço.

As chances são de que você não perca nenhum de seus principais apps, já que essas empresas estão espertas e já os atualizaram há tempos. Já outros aplicativos que não vêem um update há muito tempo têm mais chances de não rodarem em um seu iGadget, uma vez que o iOS 11 enfim chegar.

Fonte: SensorTower.

Relacionados: , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Ah, já faz tempo que estão migrando né? Imagina a quantidade de apps de peido que ficarão obsoletos….

    • Maom

      Exatamente…. O android poderia inventar algo semelhante para fazer uma limpa. Ou exigir que cada desenvolvedor tivesse que renovar a intenção de manter o app na loja a cada 3 ou 4 anos. Tem tanto app, e jogo imbecil feito nas coxas de momento… Tipo os 200 mil jogos clones de flappy bird que devem existir e ninguém quer saber. A loja é uma bagunça eterna.

      • Vin Diesel

        Estão lá por estarem. Na sua lista só aparecem os mais mais. Você só chega em uma porcaria se realmente estiver procurando por ela.

      • Islan Oliveira

        Acho que deveria ser assim. 3 anos sem atualizar, deixaria de ser listado nas buscas. 4 anos sem atualizar seria excluído da Store. A quantidade de apps abandonados é gigante. Mesmo apps pagos de grandes desenvolvedoras tem esse problema. Comprei o app do Monopoly porque tava custando apenas 10 centavos e a última vez que ele foi atualizado, a mãe do desenvolvedor não tinha se despedido dos dinossauros.

        • Danilo

          Acho a idéia bem válida, mas poderia ter uma opção dentro do Play Store para esse filtro, “Quero ver todos os apps”, “Quero apenas os 64-bits”, “Quero apenas os atualizados nos últimos 2 anos”.

          E pronto…. a sensação de bagunça se dá quando não se tem filtro granular.
          Isso poderia acontecer pra AppStore também, criando filtros granulares de programas “atualizados com frequencia”, pra ninguém comprar um APP que foi atualizado em 2012 e nunca mais.

          • Islan Oliveira

            Diga-se de passagem a busca da Play Store é uma merda, essas opções seriam interessantes, mas duvido que eles coloquem tal função em um futuro próximo.

          • Theuer

            Boa! Concordo muito.
            A falta de update não é a obrigação do app ser merda! Ele pode ser tão simples/dedicado/específico, que 1~2 updates bastaram.
            Simplesmente passar a faca em App velho é coisa para hipster que só usa o telefone para brincar com o App hype do momento.

          • Islan Oliveira

            Cara, considerando que novas versões do Android são lançadas, novos hardwares são criados, por mais magnânimo que seja um app ele precisa de atualização pra funcionar bem em tudo. Não é porque um aplicativo funciona perfeitamente hoje, que vai funcionar bem daqui 2 anos, então atualizar pra manter tudo de boa é necessário. O aplicativo de notas que uso por exemplo, em 3 anos de uso não mudou nada e não agregou nenhuma nova função, mas sempre tem atualizações pra corrigir bugs, que são inevitáveis.

        • Theuer

          Poço de piche!

      • Para publicar apps na Apple Store a Apple cobra 99 dolares por uma assinatura anual de desenvolvedor, se o mesmo não renovar sua assinatura, todos seus Apps sai do Ar

        No caso da Play Store o Google cobra 25 dolares apenas de ativação da conta, como não precisa renovar a assinatura, o app pode ficar o resto da vida lá…

    • Exato, mas a Apple tá forçando a barra justamente pra dar aquele gás no desempenho e .. não, pera…

  • Juaum

    Quando será que a Google vai fazer o mesmo com o Android??

    • Fred

      Nunca. Do jeito que gosta de fragmentar, é capaz de criar uma versão 16 bits do Android só pra deixar a sopa mais colorida…. Tenho Android e essa unificação e atualização de sistemas é uma das poucas coisas que invejo a Apple.

      • Juaum

        Também não creio que irá acontecer(não tão cedo). Mas temos muitos smartphones potentes que são 32bit.

      • Diversidade é o novo fragmentado….

      • Theuer

        Confesso que isso me incomoda mais na teoria que na prática.
        Qual é exatamente o problema na prática de existir mais de uma versão de Android na loja?
        Sério. E não vale falar sobre Updates porque existem as linhas com Android puro ou quase.

        Só digo isso porque te entendo e ainda me pego querendo que a Google bote um pouco de ordem no galinheiro, mas a verdade é que estou num S4 de dois mil e pouco rodando o 7.1.1 feito sei lá por quem sem problemas.
        Abraço, boa noite.

        • Juaum

          As ROMS alternativas são mesmo incríveis. Uso a RR no meu Vibe K5 e a Lineage no LG G3.

          • Theuer

            Essa RR é a que está aqui, e ela é baseada na Lineage. 🙂
            Chega a ser surreal a quantidade de aparelhos que esses doidos conseguem portar as ROMS.

            Por isso que chega a dar nojo de Samsung, LG, Sony e outra que pouco suporte dão para seus aparelhos.

    • Raposão do Ártico 🦊

      Se tiver isso, 99% dos apps não vão rodar.

      • Vin Diesel

        Se o programador de iOS já é tosco imagina os de de Android…

        • É justamente o contrário. Um programador do iOS não tem nem 1 décimo de perícia de um programador Android, porque o Android é muito mais complexo do ponto de vista de desenvolvimento, fora a diversidade de hardware e versões.

      • Vinicius

        Mas ainda fica melhor que a Windows Store…

    • Vin Diesel

      Na loja da Play Store pode ter qualquer coisa. Bilhões de apps dr 8, 16, 33 ou 64 bits. Quem escolhe o que instalá em meu aparelho sou eu.

    • Jack Silsan

      Don’t hold your breath

    • Danilo

      Ainda bem que não! Eu tenho um Sony Z3 Compact, com Snap801, que é 32-bits, e está firme e forte até hoje, com perfomance boa o suficiente pro meu dia-a-dia.

      • Juaum

        Essa seria minha preocupação, meu LG G3 funciona bem pra caramba com a LineageOS. E faz uso do mesmo SoC que o seu Z3.

        • Danilo

          Eu queria muito ir pro LineageOS, mas os Sony são cheios de frescura pra colocar bootloader diferente, perde os DRM da Camera (que já é ruim, imagina sem o pós processamento?).

          • Theuer

            São os pequenos submundos fechados nos aparelhos né.
            Por exemplo…
            Eu sempre torcia para MediaTek continuar evoluindo seu baratos SoCs, só depois da linha Helios é que entendi que os SoCs deles são fechados e sem drivers públicos. Resultado, até segunda ordem, só compro aparelho com Qualcomm.
            Não faz o MENOR sentido uma empresa de “commodities” deixar seu hardware fechado.

    • No Android, a maioria dos apps são para rodar numa VM onde na prática, os apps não sabem o hardware por trás. Enquanto o Google não quebrar a compatibilidade da VM, o mesmo app pode rodar por tempo indefinido em qq plataforma de hardware que seja suportado pela VM.

      A fragmentação no Android é inevitável, mas tem causa comum: os fabricantes.
      Os fabricantes preferem revender o mesmo aparelho várias vezes – com atualizações cosméticas – do que ofertar atualização de SO gratuitamente.

      Tem alguns fabricantes onde a atualização corrige bugs que eles deixaram nos aparelhos antigos, mas que são oferecidos apenas em novos aparelhos comprados. Muito cara de pau a deles, é facil notar quando vem sequencias de modelos rápidas demais. Depois é para a Apple que o pessoal apontam as suas armas.

      Só há um hardware de referencia onde a fragmentação não ocorre, os Nexus/Pixel do Google.

      • Juaum

        Sei disso, mas pode ser que em algum momento a provedora do OS, no caso a Google venha a tomar tal atitude.

  • Monkey

    Um dia antes atualizam tudo. Não é só recompilar, não?

    • Gaius Baltar

      Até que a atualização chegue à Apple e seja colocada à disposição dos usuários leva tempo. Nesse período o app nos funcionará.

      • Raposão do Ártico 🦊

        E eles tiveram 2 anos pra fazer isso… aí vai demorar pra parecer na store e vão culpar a apple pelo atraso

        • Gaius Baltar

          Embora a porcentagem seja pequena é provável que sim. Eu já sei quais apps que utilizo não irão funcionar no iOS 11, pois antes de abri-las recebo sempre um aviso.

  • rjesus993

    Nariz de palhaço.

    • Raposão do Ártico 🦊

      Desde 2013 que a apple adotu 64bits, desde 2015 ela avisa que os developers precisa usar 64bits
      pra alterar o app pra 64bits é só marcar a opção

      se o dev não sabia ou não conseguiu fazer isso em 2 anos, na boa, é muito incompetente.

    • Por qual motivo ? hehehe

      Não avisaram com prazo suficiente ? A mudança é inútil ? 64 bits é bobagem ?
      Ou obsolescência de 5 anos é muito pouco, o resto do mercado tem uma obsolescência muito maior ? Duram 10 anos ?

      Fiquei curioso, o que seria o correto ???

      • rjesus993

        Nariz de palhaço é um termo dá faculdade de jornalismo para quando alguém enrola pra dar a notícia principal

  • Gaius Baltar

    Não dá para discordar. Desde 2013 que a empresa não fabrica mais aparelhos com arquitetura 32 bits, logo tem lógica que concentre esforços no segmento 64. 5 anos de suporte a um aparelho é tempo mais do que suficiente. Quem utiliza hoje um 5 ou 5c continuará a fazê-lo da mesma forma, apenas não receberá a mesma atenção.

    • jairo

      Ou seja , iniciou-se a fragmentação também no iOS.

      • Maom

        No caso, ao contrário. Vai diminuir parte da fragmentação ao abandonarem de vez os antigos aparelhos com 32 bits.

      • major505

        Fragmentação pode ser maior ou menor em determinada mas inevitavelmente sempre existe. em qualquer produto que evolua rápido.

      • Serão dois cenários. Equipamentos obsoletos de 5 anos atrás e equipamentos de 2013 pra cá. É uma fragmentação bem imperceptível para o usuário. O desastre seria, entre os equipamento atuais, disponíveis no mercado, ter várias versões do sistema, várias versões do mesmo app, e o usuário ter que se preocupar com o tecniquês para conseguir usar coisas básicas no device.

        Acho que não mudará nada. Essa chave tem que virar.

      • Gaius Baltar

        Não. É comum que dispositivos iOS com 5 anos de lançamento deixem de receber o ultimo iOS. Nesse caso ainda há uma justificativa técnica, pois em outros casos a justificativa foi puramente mercadológica.

    • Exatamente, tenho um iPad de 2011, que roda somente iOS8 e está lá em casa no uso diário… Assinatura da Zero Hora, NetFlix, Globo Play pra ver novela, navegar na Internet, Apple Music… os 99% que todo povo usa um device desses em casa… Até Horizon Chase roda nele. Mas com certeza, 6 anos depois, o negócio vai começar a ficar limitado, daqui a pouco vai deixar de rodar coisas…

      • Theuer

        Mas roda youtube? Pergunto isso, porque tive que ir atrás de uma Custom ROM para um aparelho parado aqui que pudesse substituir um iPhone 4 que tinha sobrado para meu irmão(levaram o Android dele num assalto) que não rodava mais youtube, Duo, e outros apps recentes.
        Não rodar YT hoje fica difícil.

        • No iOS 9 roda, o mais velho que tenho é iPad 2 e iPhone 4S.

          O IPHONE 4 é querer de mais. Tem que apelar ao YouTube antigo instalado sem atualização ou fazer jailbreak. Nem sei detalhes. É bem limitado.

        • Thiago

          iPhone 4 é um celular de 7 anos atrás. Pensemos. No safari roda youtube normal.

      • O (ex)Datilógrafo da AEB

        Eu tenho o primeiro iPad. Fica extremamente limitado. Só uso pra ler HQs.

        • O primeiro, de 2009 eu acho. Está completamente obsoleto. O iPad 2 roda iOS9, ainda dá pro gasto.

    • A Apple arrancou totalmente o suporte ao iOS7 no XCode8, eu não consigo testar mais meu App no mesmo, no Brasil existe muita gente com o iPhone 4 que morreu no iOS7, engraçado que o iPhone 4 foi o unico iDevice que recebeu o iOS7 e não recebeu o iOS8, então fica complicado, esse povo de iOS7 ficam reclamando que meu App não é compatível mais como eu vou dar suporte a algo que não consigo testar, teria que usar um XCode e MacOS velho o que complica demais a vida…

      Quando sair o iOS11 provavelmente o suporte ao iOS8 vai ser arrancado já que a Apple costuma deixar apenas as últimas 3 versões com suporte no XCode ai muito App vai parar de rodar no iOS8

      • Theuer

        Entendo sua dor.

      • O iPad Mini de primeira geração também parou no iOS7.

  • gbitte

    Como anda aquela história de quebrar o monopólio da Appstore? Apple pensaria duas vezes antes de abandonar e abrir espaço para outra loja antender os clientes do 5 para baixo se tivesse concorrência.

    • Danilo

      Quero ver alguém conseguir acabar com o monopólio da AppStore, e como fazer isso. Até os Apple-fans vão falar “não gostou? vai pra android”.

      Pelo menos no Android, vc pode instalar Amazon Store e qualquer outra store que tiver disponível/com vontade de testar.

      • Tem a loja Apps Club (da Opera/Bemobi) que é excelente. Você paga barato e tem um acervo selecionados de aplicativos (dos mais famosos aos mais comuns).

  • Wallacy

    Então… O maior problema da migração mesmo é que varias APIs interessantes morreram com o suporte a 32 bits. Eu tinha um aplicativo de vídeo que se baseava no QTKit (32bits) mas que não pude replicar 100% dos recursos usando AVFoundation (64bits).

    De modo geral, apenas aplicativos específicos vão ser prejudicados, mesmo o QTKit que eu usava tinha muitos problemas, apoiei a migração para AVFoundation, infelizmente eles não deram tanta prioridade em igualar os recursos então fiquei de fora da plataforma (Fiz uma outra versão no Windows), mas para 99% dos casos essa migração é indolor.

    A versão em 64bits tem muitas sacadas legais (como tagged pointer), principalmente no gerenciamento de memoria. Quem não migrou é porque já não da mais suporte ao aplicativo mesmo, 90% desses apps aí certamente estão abandonados faz tempo.

    • Léo Simas

      “, 90% desses apps aí certamente estão abandonados”
      O que não quer dizer que não sejam excelentes apps.

  • Léo Simas

    É uma pena! Há ótimos jogos que não serão atualizados.

    Street fighter IV Volt por exemplo não é atualizado desde 2013 e é um excelente jogo.
    Reckless Racing 1 não é atualizado desde 2015.
    Arkanoid da taito não é atualizado desde 2013.

    Fora tantos outros excelentes jogos.

    É realmente uma pena.

    • É reflexo de algo necessário. De fato, também curto muito Arkanoid, inclusive tenho instalado no iPhone 7, é um jogo de 2010, convenhamos que tem 6 anos, não fazem atualização desde 2013, tá bem jogado as moscas, a interface dele nem está aderente ao tamanho da tela do iPhone 7 Plus… Mas mesmo assim, gosto de jogar, tenho instalado aqui e já avisou que é um app 32 bits.

      Também tenho um iPad de 2011 com iOS8 que roda muito bem este jogo e pelo menos ali, vai seguir funcionando, apesar de fazer séculos que nunca mais joguei lá 😀

      E no final das contas, tenho impressão que isso seja só um rumor ! Pode ser que não pare de funcionar. E por outro lado, pode ser que a TAITO use a oportunidade para ainda atualizar e inclusive revisitar e remodelar o jogo !

      • Theuer

        Ler seu comentário me lembrou da migração do OSX 32 para 64bits láááá na época do Tiger ainda. A cada atualização nós íamos procurar o que é que tinha sobrado ainda rodando em 32bits.
        Quando o Kernel estava já em 64bits veio a fase Mac-Intel e regrediu tudo! hehehe Ficamos putos!
        Naquela época existiu uma fase com Macs Duo32, 2Duo 64, o mesmo sistema rodando em 32 ou 64 dependendo da máquina(existiam até formas de forçar 64) e ainda o Rosetta tentando fazer os pano de rodar Apps PowerPc no sistema Mac-Intel.
        Não sei porque no fundo eu as vezes tenho saudades daquela época, acho que a banalização(não quis dizer popularização) das coisas dão uma brochada.

        …ou a falta de grandes novidades talvez.
        Abraço.

        • Saudade dos powerpc. Essa guinada pra Intel foi uma eresia!!! Intel outside forever

  • Jay Silva

    E o pior é que a Apple dá todas as ferramentas para os devs atualizarem.
    Desenvolvedores grandes e com outros aplicativos provavelmente irão lançar os updates. Mais devs pequenos provavelmente não.
    Mas o bom é dar uma limpa na loja mesmo. Quantidade não é sinônimo de qualidade.

    • Não dá mesmo. Para você utilizar a última versão do XCode, você precisa ter o El Captain instalado, mas se você tem um MacBook com mais de 3 anos de uso, o El Captain não é elegível a instalação, ou seja, te obriga a comprar um outro computador Apple (ou faz como eu, roda o MacOS na VirtualBox), portanto a Apple não dá todas as ferramentas para os devs.

      • Alvaro Carneiro

        rapaz se for pensar assim, a Apple também não paga os salários dos devs, não dá os computadores, internet, escritório para trabalhar, funcionários de apoio, café e mentos.

        quer ganhar dindin com app tem que investir. aliás, quer ganhar dinheiro tem que investir, nem que seja numa pistola para assaltar um banco.

      • Jay Silva

        Nada a ver o que você falou. Se a pessoa quer ser um desenvolvedor, o MÍNIMO é ter uma boa máquina que rode o software de desenvolvimento. Isso chega a ser meio que obvio e básico.
        E vc está totalmente enganado sobre ter um Mac com mais de 3 anos de uso. O El Capitan já está defasado, atualmente a última versão é o Sierra, que é compatível até com iMacs de 2009.
        Com um Mac lançado 8 anos atrás vc consegue usar a última versão do XCode.

        Chega a ser infantil a sua desculpa. O desenvolvedor quer ter retorno. E não existe retorno sem investimento.

  • Cássio Amaral

    Dessa vez, não dá pra criticar a Apple. Há mais de 3 anos que ela migrou seus aparelhos para a arquitetura 64-bit, tempo mais que suficiente para os desenvolvedores portarem seus apps para a nova plataforma também. Felizmente é uma minoria.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis