Hammerfall — Built to Last

hammerfall

O ano era 1997. Tudo era muito diferente do que temos hoje. As pessoas ainda compravam revistas para se informar. Música se encontrava em lojas de CD. E ainda existia a maluquice de você poder alugar um CD de música para ouvir em casa. Foi a conjunção de vários destes fatores que me levou a conhecer a banda Hammerfall. A banda veio da Suécia e a primeira vez que vi algo sobre eles foi na finada revista Rock Brigade. A reportagem era clara: o Hammerfall era uma saudável mistura entre Helloween e Manowar. Essa frase já me conquistou.

O próximo passo foi encontrar o primeiro disco da banda, Glory to the Brave, na locadora de CDs da cidade. Levei para casa e me tornei fã absoluto. Porém, a revista foi muito econômica em sua análise. No caldo sonoro que é a música do Hammerfall também encontramos muito de Accept e Judas Priest. Ou seja, nada original, mas muito divertido.

Já se foram quase 20 anos desde esse primeiro contato e agora o Hammerfall está lançando o seu 10º álbum de estúdio (uma média saudável de 1 álbum a cada 2 anos) que chegou às lojas no dia 6 de novembro. O que esperar do disco? Música épica, guitarras rasgadas, refrões grudentos, testosterona, couro, metal e aquela vontade de brandir sua espada contra o inimigo. Ou seja, zero de originalidade, mas é isso o que nós queremos mesmo.

Built to Last não é o momento mais inspirado do Hammerfall (a banda é conhecida por altos e baixos em sua capacidade criativa), mas também não é o pior que eles já fizeram. Segundo alguns críticos, desde 2008, a banda vem entregando músicas sem muita criatividade e com construção melódica pobre. Isso se deve, segundo as opiniões, à saída do guitarrista Stefan Elmgren. Ele seria o responsável pelas melhores construções da guitarra da banda. Sou obrigado a concordar com essa análise.

hammerfall2

O disco começa com a pancadaria de Bring It! que vai ficar muito bacana ao vivo. Logo depois passamos para Hammer High que já virou vídeo clipe e traz uma introdução de bateria que nos lembra de cara a versão de Over the Hills and Far Away do Nightwish. A música é um hino de batalha com coros e refrão grudento. Já faz parte das melhores músicas da banda. O disco segue com a mesma fórmula já consagrada e temos outros bons momentos com The Sacred Vow (refrão matador)Dethrone and Defy (que vai grudar em sua cabeça), e não podia faltar a balada melacueca Twilight Princess. A faixa título, Built to Last, é praticamente uma volta ao passado com uma pegada que lembra muito a sonoridade dos primeiros discos da banda. O disco termina com Second to None, uma composição forte e bem impactante.

O Hammerfall, atualmente, é formado por Joacim Cans (vocal), Oscar Dronjak (guitarra), Pontus Norgren (guitarra), Fredrik Larsson (baixo) e Davis Wallin (bateria). Built to Last já está a venda em todo o mundo, é o primeiro álbum do grupo pela gravadora Napalm Records e você pode achar o CD no Mercado Livre por R$ 35,00 (em média).

Vale a pena? Sim, claro. Indicação certeira se você já é fã da banda. Se você nunca ouviu, vale a pena dar uma olhadinha. Principalmente se é apreciador da sonoridade do Metal da década de 80.


Hammerfall – Hammer High (Official Video) | Napalm Records

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples