A incrível pirâmide flutuante do Fantástico (e outras bobagens)

malditoscabecadecobra

Jaffa, kree!

Toda criança é um cientista de nascença, então nós expulsamos isso dela. Algumas conseguem driblar o sistema e permanecer com seu deslumbramento e entusiasmo pela ciência intactos.”

— Carl Sagan —

Ontem o Fantástico prestou (mais um) enorme desserviço à população. Em uma matéria que envergonharia o History Channel apresentaram uma “comunidade esotérica” na Serra do Roncador famosa por suas sessões de cura.

Controlada por uma cidadã que atende pelo incrivelmente humilde título de “Deusinha”, o grupo pratica a nobre arte de separar otários de seu dinheiro, vendendo promessas vazias de curas milagrosas, via pacotes de R$ 700,00 que envolvem as clássicas “cirurgias espirituais”. Você sabe, aquele truque barato de mágica onde um prestidigitador finge que está enfiando a mão dentro do sujeito e tirando o câncer, a diabetes e em alguns casos a… a Aorta.

novoiluminismo2 — Resposta ao Fantástico – A Farsa das “cirurgias” espirituais – James Randi (legendado)

No vídeo acima James Randy demonstra como essa picaretagem é feita.

Os picaretas do Fantástico (sorry, não merecem ser chamados de Jornalistas) perguntaram aos místicos se poderiam recolher amostras dos tecidos e sangue removidos dos pacientes miraculosamente curados. A resposta?

Nós do grupo entendemos que fazer a biopsia seria pedir uma comprovação daquilo que o mestre está mostrando para nós. Hoje nós não estamos liberando, te dando o material para você levar para biopsia em função disso. Porque nós entendemos que é um respeito e um amor pela atitude do mestre.”

Exato. Fazer a biópsia seria pedir uma comprovação. Isso se chama CIÊNCIA, seu infeliz.

Não satisfeito o Fantástico achou uma das fiéis do tal grupo que por acaso é médica. Geriatra. Vejam o diálogo:

Fantástico: “E você está certa de que era carne aquilo e de que era sangue?”
Elisabeth Teixeira: “Sim, sim.”

Fantástico: “O que a senhora viu é realmente sangue? É secreção humana?”
Fernanda Campos, médica cirurgiã: “É sangue, é secreção humana, e é tecido realmente do fígado, se operar o fígado, é tecido hepático, é tecido pancreático, é tecido gástrico. Depende onde o mestre vai fazer a vibração de cura.”

Ou seja: ela é capaz de identificar fragmentos de tecido de diversos órgãos e determinar se uma secreção é humana ou animal apenas olhando. CHUPA HOUSE, essa mulher merece um Nobel da Medicina. Ou uma comissão de ética do Conselho.

O tal grupo do Santuário Místico do Roncador diz seguir uns tais Mestres Intraterrenos, que moram nos subterrâneos e/ou além de um portal interdimensional que existe dentro de uma caverna. A tal “Deusinha” é a única que escuta os tais Mestres, através do ouvido surdo. Calma que melhora.

A chamada da Globo foi de uma má-fé atroz, é impossível que tanto desconhecimento científico exista, e a própria matéria contradiz a chamada:

aliens

Nem tudo que é sólido flutua no ar

Vejam as tais pirâmides:

piramide1

piramide2

piramide3

Elas flutuam? Com certeza, não é truque, os curandeiros deixam os jornaleiros passarem uma corda em volta para demonstrar como não há nada físico entre as pirâmides de alumínio de 400 kg e as 4 bases. Para os desenganados que jogam dinheiro fora financiando essa gente parece realmente impressionante. Se esses desenganados quiserem muito acreditar, num nível Fox Mulder sobre aliens ou eu que a Luciana Vendramini vai me ligar desejando feliz aniversário, claro.

Em um raro momento de lucidez o jornaleiro da Globo desvenda o truque, mas nem percebe, quando diz:

A pirâmide parece realmente estar solta, suspensa por um campo magnético.”

Sim, seu fugitivo da escola primária que passou a infância soltando pipa no ventilador. QUALQUER CRIANÇA que já desmontou um alto-falante para brincar com imãs sabe disso. É o truque mais velho do mundo. É ciência básica, magnetismo descrito por Tales de Mileto em 600 AC. PIOR, enquanto em 2014 você se DESLUMBRA com um brinquedo de criança, em 600 AC um GÊNIO indiano chamado Sushruta Samhita não só entendia imãs como os usava como ferramenta. Ele era médico e removia farpas e estilhaços de metal de seus pacientes. Com imãs. Entendeu o PORQUÊ de a Índia ter um programa espacial de verdade?

As tais pirâmides (note que estou abusando do pejorativo “tal”) estão contidas por barras de ferro, para que não sejam repelidas lateralmente, como todo mundo que brincou com imãs (você não, jornaleiro da Globo) sabe. Eles até removem as barras e demonstram a pirâmide sair de alinhamento e cair.

A bobagem, claro, é a cura de todos os males:

Dalvan David Luvison: “Ela faz a cura em qualquer tipo de doença.”
Fantástico: “Qualquer tipo de doença?”
Dalvan David Luvison: “Qualquer tipo.”
Fantástico: “Mesmo doenças graves?”
Dalvan David Luvison: “Sim. Doenças médias, leves e graves. Não em um estado muito adiantado, que não tem mais condições, mas qualquer tipo de doença. Porque essas ondas tem todos os comprimentos, frequências e amplitudes de ondas. Então é tipo uma radioterapia natural da Terra.”

Se a tal pirâmide gera ondas eletromagnéticas com todos os “todos os comprimentos, frequências e amplitudes de ondas” então ela tem energia infinita. Podiam vender pro Al Gore. E ganhar um Nobel por desmentir todo o conhecimento de Física contemporâneo.

Um físico foi aporrinhado pelo Fantástico, e obviamente em 5 s deduziu o funcionamento do brinquedo, fez até um modelo em laboratório demonstrando a tal pirâmide flutuante, que o Fantástico INSISTE em tratar como mistério. Geraldo Magela, o cientista em questão teve sua fala editada e quando ele diz que a tal pirâmide NÃO está sob efeito de um campo magnético natural fica parecendo que ele defende a picaretagem.

O que ele quis dizer é que se fosse o campo magnético da Terra todo mundo estaria levitando, pois um campo forte assim agindo universalmente afetaria todo tipo de molécula diamagnética, como a água em nossos corpos. Tipo isto: um sapo flutuando em um campo magnético

Moveyourcow — Floating Frog

É preciso um campo de 16 teslas pra esse sapo levitar. Os imãs do LHC alcançam 8 T. O campo magnético da Terra na latitude 0 longitude 0 (fica na costa da África) tem 31,869 µT (trinta e um vírgula nove microteslas).

Levitação magnética não é novidade para ninguém que seja minimamente informado. Há brinquedos em papelarias baseados nisso. Esse aqui é especialmente legal:

brusspup — Amazing Magnetic Levitation Device!

A “reportagem” chega ao cúmulo de dizer:

Para o professor, trata-se de um truque.

Não só pra eles, Fantástico. Pra qualquer um com mais de dois neurônios e/ou uma infância decente.

Ao deixar na dúvida a ciência e não questionar os esquemas de cura e as pirâmides mágicas o Fantástico praticamente assinou embaixo do esquema todo. O número de visitantes aumentará imensamente. Textos como este serão raros e considerados chatos, obra de gente que não aceita que exista “algo mais”, mesmo que não aceitar o algo mais signifique não acreditar em truques de salão.

O Fantástico, ou por má-fé ou ignorância ou os dois se deslumbrou com truques de aula de ciência de escola pública, e nem é da Escola Municipal Tancredo Neves, onde para desespero das pedagogas paulofreirianas em vez de aprender a odiar o capitalismo e denunciar a exploração do homem pelo homem, os alunos estão criando um microssatélite, com direito a apoio da NASA.

Aqui, Fantástico. Algo pra você pautar, é mágica também. Um bloco de alumínio solto dentro de misteriosas espirais de cobre energizado magicamente flutua e começa a derreter, sob força dos Mestres Ocultos Reptilianos canalizando energia de Atlantis:

Spaisekraft — Levitation Coil – Induction Heating

Mentira, se chama indução magnética. Se vocês tivessem estudado ao invés de pensar em quantas meninas comeriam sendo repórteres do Fantástico saberiam que quando eletricidade passa por um condutor é gerado um campo magnético, e vice-versa. O bloco de metal é energizado, as correntes elétricas geram calor por causa da resistência elétrica do material sendo atravessada pela corrente de Foucault e ele derrete pelo efeito Joule.

As bobinas em si não ficam muito quentes, e só por causa do calor emitido pelo bloco metálico.

Aqui, Fantástico. Uma demonstração de magia muito mais impressionante do que uma porcaria de um imã: um fogão mágico Illuminati que só esquenta a panela:

cooking bizzare — Experiments In Induction Cooking HDCam

O nome da mágica? Fogão por Indução, algo tão incrivelmente avançado que você compra no Ponto Frio. O campo eletromagnético aquece o metal na panela mas como revistas, ovos e chocolate não são afetados por campos magnéticos fracos, nada acontece com eles, então são literalmente cozidos pela metade.

Não é magia, Fantástico, é Ciência, e é capaz de produzir demonstrações muito mais impressionantes do que os picaretas que vocês tanto gostam.

Tentando um fiapo de jornalismo o Fantástico perguntou aos místicos se podiam levar um cientista para examinar as pirâmides. A resposta:

O Santuário respeita a ciência, mas que as informações em torno das pirâmides são mais complexas do que lhes é permitido revelar, por respeito à hierarquia dos Seres de Luz, ou seja, dos mestres do mundo intraterreno.”

A reportagem terminou com uma nota de esperança. Ao menos UM dos envolvidos nessa pataquada respeita a Ciência.

Nota: a reportagem, com direito a uma transcrição das bobagens ditas pode ser encontrada neste link aqui.

Relacionados: , , , , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Marcio

    As vezes (sério) eu temo pela vida do nosso querido Cardoso….

    • Guilherme

      Cuidado com a conspiração dos Illuminatis da Globo. Marquem minhas palavras: um suicídio vai acontecer com o Cardoso, e será logo!

      • Eu

        Matéria no G1: “…o corpo de Carlos Cardoso, do blog MeioBit, foi encontrado ontem boiando na baia de Guanabara, com 6 tiros nas costas. A causa da morte foi afogamento. A hipótese mais provável é suicídio.”

        • Detalhe que a autópsia será feita pelos “especialistas” contratados pelo… Fantástico. 🙂 😀

          • nailson

            É só ele mudar aqui pro Tocantins. Aqui é sussa!

    • Maycon Cruz

      [Modo Conspiração On]

      Vamos fazer uma operação de escolta! Se perdemos o Cardoso, o mundo estará condenado! Próximo passo: vão querer que o André “tire umas férias”. Permanentes, diga-se de passagem.

      [Modo Conspiração Off]

  • Tenho SKY HD e Netflix, fora uns 6 videogames então peço desculpas por não ter assistido à esse programa contigo. Pareceu divertido. No Twitter. 😛

    • Daniel Almeida

      Me diverti tanto no Twitter que liguei pra ver um pedaço disso.

      • Eu cresci na década de 80 e 90, portanto pra mim parecia uma reprise do que o Fantástico passava naquela época. 😉

        Época na qual eu ainda assistia e comentava com os coleguinhas de colégio pra falar mal. Me chamavam de revoltado. Poizé. :/

        • Daniel Almeida

          Hahahaha!! Contemporâneo!! Era sempre uma reportagem misteriosa pro final. Nem te bateu um saudosismo?

          • Saudosismo por saudosismo, fico no Netflix mesmo. Lá chegou o Top Gear UK de 2004. 😛

        • Lucas

          Foi exatamente o que me lembrou. Minha infância assistindo Fantástico. E eu sempre ficava chateado quando eles mostravam a visão da ciência pq eu queria acreditar que aquelas coisas eram reais. hahaha

    • Realmente. Eu apenas lia os tweets e esperei o texto vir. E veio. hahaha

    • João Lucas dos Santos

      “Tenho SKY HD e Netflix, fora uns 6 videogames”. #ostentação
      Mas por mais dinheiro que você tenha existe algo que você nunca vai conseguir comprar: Um dinossauro!

      Att,

      • Luiz

        Eu tenho um dinossauro, quero dizer, restos.

        • Guzats

          eu uso suco de dinossauro no meu carro.

          • Marcos Araújo

            Se é pra ser pedante, na verdade você usa, basicamente, suco de árvores não degradadas do período carbonífero… hehehe

          • Guzats

            Rapaz, tem gente mais caxias do que eu aqui hahahahah

          • Maluco do UT

            esse negocio de petroleo vir de arvore e dinossauro so não caiu pq da muita grana achar que petroleo é ‘não renovavel’ para quem produz. E para outros, melhor fingir que é não renovável por causa do efeito estufa.

          • Daniel Almeida

            Na verdade, algas

          • Erro conceitual: petróleo não é feito de dinossauros mortos, como muitos gostam de dizer 🙂

          • SERIA DE DINOSSAUROS VIVOS !!??????

          • Aldoir

            KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

          • Vocês estão tentando dizer que o GuzAts tem dinossauros vivos no carro dele? O quão legal é isso?!?

      • Edmilson_Junior

        Se comprar uma galinha ele já está meio caminho andado.

    • Cacio Frigerio

      Posso andar com você no recreio?

      • Me arranjando umas garotas antes, pensarei no seu caso. 😛

  • Maycon Cruz

    Citemos a máxima do Universo mais uma vez: “Brasileiro odeia ciência”! Odeia tudo aquilo que pode ser explicado racionalmente pois isso “não tem sal” e todas aquelas historinhas misticas e espalhafatosas parecem bem mais suculentas e fáceis de engolir para essa gente. O Fantástico por sua vez, não é boba e garante seu peixe e sua pauta.

    E viva a ignorância!

    • Essa mesma massa de manobra que acredita em Fantástico será a mesma que elegerá o coxinha Luciano Huck como presidente do Brasil no futuro, tô até vendo. :/

  • Luis Pereira

    Cadê o Padre Quevedo? Essa palhaçada não teria durado cinco segundos se ele tivesse ido lá

    • OnoSendai

      Padre o quê, eu quero é James Randi na cola deles!

      • luisbrudna

        O Randi tá muito velho.

        • Padre Quevedo também não é nenhum jovenzinho.

        • OnoSendai

          Infelizmente concordo, mas de qualquer maneira a diferença de idade entre os dois é de apenas dois anos.

          • luisbrudna

            Não gosto muito do Quevedo. Ele costuma dar umas explicações sem sentido e nada adequadas para o caso. Inventa outras bobagens pra explicar uma bobagem.

  • Pior que assistir isso, é ver na reportagem pessoas que em teoria tiveram oportunidade de aprender / frequentar e buscar conhecimento chegando de carro importado e jatinho… É, a ignorância é bela, não vê cor nem carteira.

    • luisbrudna

      É um erro pensar que ricos são necessariamente mais espertos.

      • Com certeza não, mas espera-se que alguém com maior poder aquisitivo tenha facilidade de obter informações e conhecimento.

        • luisbrudna

          A internet forneceu a facilidade e não aproveitaram. Mas, concordo contigo neste ponto.

        • Já faz muito tempo que qualquer um que não esteja passando fome tenha a mesma facilidade de obter informações e conhecimento. O custo disso não é em dinheiro, é em vontade.

  • Maluco do UT

    ué, acha que vai dar audiência falar que é mentira?

    • Luis

      Como assim? Jornalismo vive disso, as melhores reportagens são sobre denúncias.
      Vai esperar alguém morrer ou perder todos os seus bens pra ser menos leviano . Criminoso o que o fantástico fez ontem.

      • Criminoso é a palavra mais correta mesmo.

      • Maluco do UT

        ninguém aqui falou que é certo fazer, mas é o que da audiencia.

        tenta passar uma regulação para o setor, que se sair falando merda toma multa, se mentir vai preso… se inventar um boato e não provar tb vai para a cadeia. Começa o festival de mimimi ‘censura demoniaca dos comunistas encapetados’

  • Edmilson_Junior

    Eu normalmente não vejo tv mas fiquei curioso, resolvi ficar e ver o Fantástico até o final para ver aquela picaretagem e pensar como alguém podia acreditar naquilo que qualquer criança que já brincou com um imã sabe como funciona. Eles seguraram a “reportagem” até o final para ter alguma audiência, me lembrou em muito a Record.
    E quanto ao material para biopsia o tal “repórter” se tivesse meio neurônio poderia ter limpado a mão na própria roupa como quem não quer nada e quando voltassem para a civilização fazer a biopsia no material que aderiu à roupa.

    • Alexandre Norberto

      Imagine ele fazendo isso e levando ao ar. Um “adêvogado” (dos bon$$) logo cairia de pau em cima da Matrix, com mandado expedido por um juiz “idôneo” acusando a emissora de preconceito contra religião e o que você acha então o que aconteceria com o editor, repórter e equipe? RH e em seguida a fila do INSS e Seguro-desemprego. Já ocorreu isso por lá em outras épocas, o pessoal de lá é gato escaldado…

    • luisbrudna

      Não sei se adiantaria muito. Pq a Globo ficaria com a fama de ter enganado o pessoal do Roncador. Aí eles ganhariam ainda mais fama.

  • Rodrigo Corsi

    Ontem eu fiquei com vergonha de assistir aquilo…

  • Lucas Ferreira.

    Muito maneiro o texto Cardoso, realmente eles fazem um tremendo desserviço ao país com esse tipo de matéria e isso não é de hoje. Só uma correção, quando você diz: “As bobinas em si não ficam muito quentes, e só por causa do calor emitido pelo bloco metálico.” Na verdade as bobinas ficam extremamente quentes, isso porque o cobre também tem resistência à circulação de corrente elétrica, então porque o bloco derrete e as bobinas não? Simples, as bobinas são feitas com tubos de cobre, por onde circula água fria e evitando que elas esquentem a ponto de derreter o cobre. No mais parabéns pelo ótimo texto.

  • EstrelaStein

    Fiquei tentando entender o que era o campo magnético telúrico. E foi surpresa eles não usarem o termo “quântico”.

    • Maycon Cruz

      Fico surpreso que eles não tenham falado que essa tal pirâmide fosse feita de grafeno.

      • EstrelaStein

        Nanotecnologia em alta também.

    • Telúrico é picaretagem vintage, do tempo da picaretagem de raiz, tipo Universo em Desencanto. Eles não estão em dia com os picaretas quânticos.

      • Marcio

        Caramba, meu trabalho fica praticamente ao lado da sede desta seita aí, do Mundo Racional. Achava que ninguém mais conhecia esses caras, tirando o Tim Maia.

        • João Lucas dos Santos

          O Tim Maia ainda aparece por ai? Puts! Aí eu dou valor nessa seita #ounão!

      • EstrelaStein

        Picaretagem Old School.

      • cquintela

        Porra, Universo em Desencanto tem mérito, fez o Tim Maia produzir o melhor álbum dele hahahah.

        • Franklin Weise

          Sem dúvida o melhor. Mas, na verdade, o álbum já estava pronto antes da viagem do Universo em Desencanto – aí ele entrou na seita, mudou as letras e regravou os vocais. Cá entre nós, as letras ficaram bem ruinzinhas, dá pra ver que foram “forçadas” a entrar na métrica da música.

    • Douglas

      sabe que em uma das cartas que eles mandam pro fantastico, aparece a palavra quantico

  • Alvaro Carneiro

    De idiota o “Fantastico” não tem nada. Inocente é aquele que pensa que o reporter foi burro, que o editor do Fantastico é burro etc.

    Enquanto estamos aqui lendo este texto, comentando, o pessoal do “Fantastico” estão com rios de dinheiro nos bolsos.

    O que importa para eles é a audiencia. Se tiverem que AFIRMAR que uma piramide levita ou que um grupo no interior do tocantins inventou uma máquina de viajar no tempo que ao mesmo tempo faz tele-transporte – eles vão AFIRMAR isso sem pensarem duas vezes.

    • Tudo pela audiência da massa de manobra que está à frente da TV aberta no final de semana.

      ♩♬ “Ê, ôô, vida de gado!” ♪♫

      • Ricardo Lisboa

        Pode ficar com meu like também!

    • Raffael Bottoli Schemmer

      Tome meu like. Depois da frase “O Brazil odeia a ciência” só isso mesmo capaz de resumir a total ignorância e inadimplência dos jornaleiros de elite (Cartel de elite).

    • Franklin Weise

      Álvaro, pensei o mesmo. Eles estão numa trajetória de queda crônica de audiência e buscarão qualquer meio para reverter isto. Se a matéria deu audiência, preparem-se, virá muito mais por aí…

    • Fabrício Somalia

      Matou a questão Alvaro. O começo da matéria dá a entender que rolou um dinheiro ali para a comunidade aparecer na TV. “Por que só agora a comunidade resolveu se abrir?” “Bem, porque recebemos uma grana da Globo por publicidade gratuita” (SQN).
      De Bobos e Ignorantes a Globo não tem nada. Esses somos nós.

    • Afirmar as coisas do jeito que afirmaram é pra gerar repercussão (além da audiência em si), e – tchãrãn – estão conseguindo, inclusive com este post acima.

      E Edit: eles mostraram os dois lados da coisa, inclusive com o cara demonstrando a pilantragem em escala reduzida. Não afirmaram nada, nem pra um lado, nem pro outro. Que cada um tire suas conclusões.

  • JoaoFPR

    A bem da verdade, o que mais me chamou a atenção, foi o fato da tal “reportagem”, não ter sido vinculada na Record.

    • Vai aparecer, só que na forma: “veja como este pastor consegue levantar esse novo templo da Igreja Universal, basta pagar o dízimo”. 🙂 😀

  • Unfear

    Deus da luz? deve ser Darwin reciclando o lixo hehe.

  • João Paulo

    O mais legal é que se a pirâmide realmente emitisse ondas de todas os “comprimentos, frequências e amplitudes”, emitiria toda sorte de radiação que mais faz mal que bem… isso sem falar em luz visível que, em amplitude “infinita”, cegaria muita gente ali…

    • Luiz

      Me deu uma vontade de colocar uma barrinha de cesio naquela piramide.

  • É novamente comprovado: o Brasil odeia ciência. A Globo pensa assim: dane-se se estamos endossando um esquema criminoso, fazemos tudo pela audiência e se você é idiota para acreditar e morrer, problema seu. Além disso ninguém tem cérebro para questionar, ou ao menos se importar.

    Todo mundo temia o futuro de George Orwell, mas já vivemos o de Aldous Huxley há décadas.

    • Bem que as pseudociências poderiam nos assombrar pelos apenas 15 minutos de fama reservados às subcelebridades que inundam os inúmeros sites tipo EGO na internê. Virou mainstream. Ciência no Brasil é coisa de hipster ou militante revoltado. :/

    • Don Saydan

      Cara, se já estamos vivendo o futuro de Huxley, eu exijo a minha dose de soma agora!

      • EstrelaStein

        Também quero a minha.

        • Eu quero soma e as festinhas cheias de garotas pneumáticas onde ninguém é de ninguém…
          BTW, não acredito que um livro tão bom tenha o prefácio de Olavo de Carvalho

    • Antonio Carlos da Graça Mota D

      “você é idiota para acreditar e morrer, problema seu”

      Essa questão me deixa dividido: de um lado quero que esses criminosos sejam presos e expostos. Por outro lado, tem a questão da Seleção Natural 🙂

  • Anderson Oliveira

    E que eles editaram a parada e não mostraram que a grande mente por trás dessa turma ai é o ET Bilu, que já tem contrato de exclusividade com a Record…rs

  • Well Dias

    Cardoso, eu vi este espetáculo circense (não dá pra chamar de reportagem) e a medida que eu lia seu texto me perguntava o porquê você estava gastando tempo escrevendo sobre os absurdos que passa na TV. Não creio que as pessoas que vêem estas coisas na TV e acreditam nelas são as mesmos que lêem matérias do Meiobit. Mas daí me veio a idéia que, neste caso, você não está escrevendo para alertar ou informar as pessoas, mas para fazer um tipo de catarse, de expurgo. Senti também um teor de desespero no sentido de “até quando isso vai ser assim”.

    • Pior é saber que essa maioria paga TV a cabo para assistir… à Globo.

      O que dá audiência no History Channel não são as belas séries sobre a influência romana no Reino Unido e sim os Alienígenas do Passado.

      Já estamos vendo a distopia Idiocracy tanto na TV aberta como na TV fechada. O povo quer BBB, quer Esquenta. Para eles, Cosmos é só um cara falando sobre matemática num fundo preto com luzinhas.

    • Fernando Vieira

      Isso pode ser útil para ajudar algum incauto também. Suponha que algum sujeito procure no Google por essas pirâmides que ele viu ontem no Fantástico e quer saber mais. Pode ser que ele venha parar aqui. Aí pode-se até salvar uma alma.

      • Well Dias

        Tem razão. Esqueci desse detalhe também.

      • Raffael Bottoli Schemmer

        Não consegui entender seu comentário. Ok, a proposta do Cardoso sim, mas a frase “pode-se até salvar uma alma” não, pois não consigo (Sério, depois de seu texto eu voltei a tentar, pois já desisti a muito tempo) tentar entender como uma pessoa que assiste e procura algo do tipo consiga ser salva. Acho que nem deus mais salva (Ou quer salvar), esses casos graves precisam de ajuda, no caso esse tipo de ajuda “Illuminati”. Pra esse tipo de gente eu até me dedicaria a tentar dar uma mãozinha, não para tirar do fundo do poço mas pra empurrar de volta pra dentro.

    • Guilherme

      Isso não está totalmente correto. Nós temos que ser alertados a partir de um local. Se for no MeioBit, é ruim para nós? Eu sempre vou votar para estes posts informativos, que são os melhores daqui.

    • Franklin Weise

      Well, percebi este tom de expurgo. De modo geral, o Cardoso escreve num tom ácido, mas bem-humorado. Desta vez, não. Dá pra sentir que o texto foi escrito num momento de raiva. Às vezes é bom escrever assim, com o sangue fervendo.

    • Maluco do UT

      #cardosorevolts

  • nailson

    @ccardoso:disqus, achei ótima a comparação com os Goa’uld. putz grila, a mulher se refere como “Deusinha” e tem uma pirâmide pra enganar. Achamos o esconderijo de alguém aí.

    Quero ver a hora que vai aparecer o O’Neill.

    • OverlordBR

      O Cardoso só não entendeu que estas pirâmides aí da tal seita são versões melhoradas dos ZPMs!

      Se bobear, a tal seita pode manter Atlantis funcionando infinitamente, pô!

  • Manoel Netto

    Cara, a própria reportagem põe em dúvida (dúvida pra quem acredita, porque nós já sabemos) a coisarada toda. Fez o papel de repórter de dar a notícia, com o cuidado de não afirmar se tratar de picaretagem (afinal “religiões e seitas” são de certa forma protegidas por nossa legislação e eles poderiam ter problemas) mas também com a responsabilidade de contatar especialistas para dar sua opinião baseada nas imagens. Fez questão de solicitar comprovação científica e exibir as respostas negativas no ar. Não achei que o programa promoveu em nenhum momento a pilantragem, pelo contrário, expôs e apresentou as contradições.

    • Cara, o repórter se comportou como um idiota retardado. Ele tem o dever de conhecer ciência de primeiro grau, e não ficar cegamente engolindo as bobagens do entrevistado. Essa é a diferença entre jornalismo de verdade, tipo 60 Minutes, e o Fantástico.

      • Manoel Netto

        O que pude perceber na reportagem foi respeito por parte da equipe. Eles foram convidados a participar de uma coisa que até então ninguém havia veiculado, o mínimo que ele poderia apresentar era respeito e o devido cuidado. Se trata de pessoas (aí me refiro aos “pacientes”) que acreditam em algo e que aquilo pode curá-los. É muito sensível algo assim, não dá pra chegar com pé na porta, uma equipe de cientistas, equipamentos de avaliação, etc. Ficou claro na matéria que nada daquilo poderia ser comprovado cientificamente. Isso por si só, em minha opinião, já fez com que a matéria cumprisse seu papel jornalístico.

        • Well Dias

          Você não respeita aqueles que acreditam que você é um idiota.

          • Manoel Netto

            Então você não respeita ninguém que diga algo que você não acredita, afinal, em sua visão eles estão te fazendo de idiota ;). Dessa forma, conclui-se que você não respeita nenhuma religião, seja ela qual for.

          • Well Dias

            Tem um confusão aí. Existe um diferença entre ser sincero e acreditar no que fala (como muitos líderes religiosos) sendo ou não uma verdade, e mentir para convencer outros. Uma coisa é convencer outros da sua crença num ser divino que veio ao mundo e morreu para nos salvar, outra é construir uma pirâmide suspensa por imãs e dizer é mágica. No segundo caso é apenas picaretagem.

          • Manoel Netto

            Mas nesse caso você está concluindo que eles não acreditam na tal existência do tal mestre, por conta do artifício da pirâmide. Da mesma forma que poderíamos concluir que os padres não acreditem em Cristo por conta dos artifícios da hóstia, da água benta, etc (que eles sabem se tratar de apenas um artifício, converse com um). Artifícios existem até mesmo na ciência – olha o placebo aí ;).

          • Well Dias

            Aí é que está. Conversar com um padre ele dirá que é só um efeito psicológico do que real. Conversar com esse povo da pirâmide eles não admitirão.

          • Ricardo Funke

            No Brasil o charlatanismo é um tipo criminal, assim consagrado pelo artigo 283 do Código Penal Brasileiro, tratando a matéria no capítulo dos Crimes contra a incolumidade pública e não naquele referente às fraudes.

            Pela legislação brasileira o charlatanismo é conduta de “Inculcar ou anunciar cura por meio secreto ou infalível”. Na exegese do artigo, tem-se a prática como o objetivo doloso – onde há a intenção clara de praticar-se o delito. Inculcar tem o sentido de fazer-se de bom, insinuante; anunciar pode ser feito tanto nos meios de divulgação escritos e verbais, mesmo um simples pregão; secreto quer dizer que os princípios contidos no mecanismo de cura não são explicitados, tal como preconizam os organismos regulamentadores mundiais.4

            Nota-se que o efeito “cura” não importa: quer a vítima tenha ou não se curado, o charlatão continua incurso no tipo criminal.

        • Daniel Almeida

          Antigamente eles mostravam o Thomas Green Morton como um mistério, aí descobriram Padre Quevedo e James Randi e resolveram expor o cara e várias furadas que guaradaram em suas filmagens por anos. O respeito pelos “pacientes” vai até onde interessa.

        • Xultz

          Concordo 100% com você. Achei a matéria muito mais equilibrada do que esperava. O repórter mostrou os fatos, sem dar opinião pessoal. Ao invés disse, procurou especialistas, que todos disseram que era enganação. O repórter entrou em contato e negaram análises científicas com desculpas esfarrapadas, e isso ficou claro. Na minha opinião, foi uma das melhores matérias da Globo sobre este assunto.

        • O problema que vejo é esse respeito pela pseudociência durar 20 min (pelos tweets que li ontem) enquanto os “esclarecimentos científicos” só corresponderem aos 2 min finais.

          A primeira impressão é a que fica pro povão: a estratégia é a mesma nos telejornais, onde veiculam por minutos a meia-dúzia de vândalos num protesto com milhares de pessoas.

          • nailson

            E tem mais, quando é pra “passar” um politico ou aspone corrupto, eles vão até o fim.

          • Ué, precisaram de 20 minutos pra mostrar como a pilantragem funciona e apenas dois pra um cara mostrar como a porra toda funciona, de tão simples. Sem segredo! hahahahhaha =P

        • Ricardo Funke

          Respeito?! Isso é crime, se a globo tivesse algum respeito eles estariam mostrando a polícia invadindo e prendendo esses picaretas charlatães safados!

        • luisbrudna

          Comentei antes por aqui. É fácil um grupo qualquer inserir argumentos religiosos e místicos para ganhar o escudo super poderoso do respeito. É uma pena.

    • Rafael Martins Barbieri Nunes

      Concordo Manoel. Essa gente que critica a matéria do fantástico deveria ter noções básicas de jornalismo. É assim que funciona, eles mostraram os dois lados e quem for “inteligente o suficiente”, entende que aquilo é uma farsa, pois pra mim ficou claro que é. Por se tratar de uma crença, o repórter não pode chegar lá e jogar a ciência em cima deles. Óbvio que ele tem que “engolir as bobagens do entrevistado” para assim mostrar ao público o que ele estava falando. Depois foi mostrada a opinião de especialistas, que pra quem não entendeu, é o outro lado da história. Não sejam idiotas, por favor! Como se a Globo tivesse medo de desmascarar alguém… no próprio Fantástico mesmo, quantas reportagens de picaretas gravados com câmeras escondidas. Por favor, vamos pensar antes de falar.

  • OverlordBR

    Sinto uma sensação de vergonha alheia elevada a enésima potência.
    Vergonha alheia dos “jornalistas” do Fantástico por fazerem esta bostica de reportagem
    Vergonha alheia dos patifes que enrolam as pessoas com todas estas falcatruas.
    Vergonha alheia de algumas pessoas que, mesmo com formação acadêmica, ainda acreditam nos canalhas desta seita.

  • ” Porque essas ondas tem todos os comprimentos, frequências e amplitudes de ondas.”

    Ok, hora de desengavetar aquele motor de movimento perpétuo, afinal.

    • Se emite ondas de todos os comprimentos, porque raios não está brilhando afinal?

      • Bem, para qualquer onda que eles emitem, eles também estão emitindo uma onda inversa que a cancela…

  • Não acredito. É sério isso? O Fantástico deu espaço para a pseudociência? Estou chocado com isso.

    • Luiz

      Voce está chocado em descobrir que o fantastico não tem credibilidade alguma? oh, coitado.

    • Fabrício Somalia

      Texto é um péssimo transporte para sarcasmo…

  • Luiz Henrique Rauber Rodrigues

    e o sangue… bem… lembram daqueles conjuntos químicos infantis, uma das receitas era do “sangue do diabo” 😉

  • Ah, e outra coisa que eu esqueci de falar. Repotagem sobre pirâmides voadoras era mais do que óbvio de que se tratava de uma farsa.

    Todos nos sabemos que a única pirâmide que voa é a TelexFREE.

    • OverlordBR

      Ótima lembrança!
      Aliás, se você fizer um “tratamento” com esta seita aí, aposto que ganha créditos no programa da TelexFREE.

    • Francisco Lunardi

      Vai ver é um novo ramo da “empresa”.

  • Luke Skywalker

    Fazia tempo que eu não assistia o Fantástico, e por acaso caí nessa reportagem. Bem, contando que o nível dos espectadores que assistem a Globo no domingo não é assim tão grande, creio que sim, deve ter algum esquema de dinheiro envolvido nisso, e foi somente uma reportagem-propaganda. Prometo ficar mais uns 5 anos sem ver o Fantástico. (PS: estava passando Cosmos mais ou menos no mesmo horário na NAT GEO)

  • João Lucas dos Santos

    O que mais me espanta não é o Brasil odiar a ciência, mas sim o Carlos Cardoso ainda ficar nervoso com isso. A Globo é uma empresa capitalista e certamente na sua visão deve ter algo como “e gerar lucro para seus acionistas”. Então eles vão fazer MESMO esse tipo de matéria sensacionalista pra ter ibope!

    Matérias com ciência séria não dão ibope quanto matérias com ciência fajuta! Não me assustaria se Alienígenas do Passado tiver mais audiência que Cosmos.

    As pessoas são assim! Elas gostam de se espantar com o desconhecido, mas tem preguiça de tornar o desconhecido, conhecido. Se mudar o “man in the mirror” já é complicado, imagina mudar outras pessoas!

    P.S.: Essa não é uma mensagem desmotivadora, mas apenas um reforço do seguinte lembrete: “DON’T PANIC!”.

    Ass.: Alguém que acredita no “algo mais”, mas também tem “mais de dois neurônios e/ou uma infância decente”.

    • Vinicius Zucareli

      Só um esclarecimento, o problema não é acreditar no “algo mais”, mas em usá-lo para explicar coisas facilmente esclarecidas pela ciência e em não tentar esclarecer pela ciência.

      • João Lucas dos Santos

        A sua resposta ficou meio confusa, mas concordo com você. O nome disso é Argumento Deus das Lacunas. Isso é uma falacia. Não faça isso. Isso é feio!

        Att,

      • Guest

        Entendo e concordo, cara. Mas isso que você comentário se chama Argumento Deus das Lacunas.
        Isso é uma falacia.
        Isso é feio. Não faça isso!

        Att,

  • Joel

    Já eu estava esperando algo muito mais sensacionalista. Eu tenho esperado muito menos do Fantástico. Esperei algo próximo à reportagem sobre a suposta casa mal assombrada no RS, feita pelo teledomingo:

    http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/teledomingo/videos/t/edicoes/v/fenomenos-sobrenaturais-sao-reconhecidos-pela-fisica-quantica/3421905/

    Nesta reportagem, chegaram ao cúmulo de usar música de suspense e consultar um pseudofísico (que, na verdade, é um místico quântico com diploma). E a minha expectativa anda tão baixa, que estava esperando algo assim do Fantástico também.

    Devido a isto, eu fiquei impressionado com a lucidez de alguns questionamentos chave e com a consulta de um físico reconhecido pelos pares. Esses elementos sutis são bastante provocativos e sugerem a charlatanice subjacente.

    Estava lembrando agora que tempos atrás o Fantástico fez uma série de programas com o mágico Kronus sobre coisas sobrenaturais/paranormais. Achei essa série interessante também, porque, apesar de envolver os elementos sensacionalistas esperados (e que atraem o público, inegavelmente), o mágico Kronus e outros especialistas estavam participando ativamente, mostrando como todos os fenômenos abordados tinham explicações científicas. Esse pode ser um bom caminho para despertar pelos menos suspeitas. Ainda não é o ideal, me parece. Mas o ideal não seria assistido em massa, como o fantástico é.

  • Fabricio Fleck

    Parabéns pelo texto, Cardoso. Você fez um excelente trabalho de pesquisa que todo a equipe de jornalistas do Fantástico e todo o dinheiro da Globo não foi capaz de fazer.

  • Felipe Fritzen

    O link? Não, obrigado.

  • Raffael Bottoli Schemmer

    Essa é sem duvida a melhor matéria escrita pelo Cardoso no ano (Sério, não sei como ele consegue se superar, é um feito atrás do outro). Nunca li nada com tanto sarcasmo por parágrafo. A única coisa que acreditei nisso tudo, além de que o mundo esta perdido é (Luciana Vendramini vai me ligar desejando feliz aniversário). No dia que ela aprender a usar o Google Alertas, e conhecer as milhões de citações suas por seu nome, sério, a probabilidade será de 8 em 10 de tu receber uma ligação inusitada. Se têm gente que acredita nestas aberrações, sério Cardoso, acreditar na ligação ou visita da Vendramini é algo a se pensar (Pois ou nada mais faz sentido ou tudo faz sentido).

  • Renato Giovanny

    Muito bom, como sempre, Sr Cardoso. Só faltou mencionar a pobre mulher que aparece no começo da matéria. Ela tem câncer e freqüenta o ritual de encanação desde 2009. São cinco anos e sabe-se lá quantos mil reais gastos e parece que ela não está muito bem né?

  • Bruno Antunes

    Ótima matéria. Falou a verdade.
    #SciCast

  • Marlon

    Assisti a matéria na íntegra ontem a noite, e tenho que confessar que fiquei com muita pena daquela senhora já sem cabelo, lutando há anos contra o câncer. A “Deusinha” diz que cura tudo. O “assistente” diz que cura de tudo, mas a doença não pode estar muito avançada, que aí não tem mais jeito. Aí me aparece uma coitada, sofrendo com o câncer há anos, e há anos indo lá fazer os “assalamaleico” com a “Deusinha”. Não vou dar uma de “seitero” e avaliar a mulher pela imagem, mas claramente a senhora tinha a doença em estado avançado, visto suas feições e a presença de oxigênio pra auxiliar a respiração.

    • É complicado pensar nisso mesmo. Ao menos o médico só liberou ela com a condição de continuar com o tratamento regular, então o pior que pode acontecer é ela perder um dinheirinho (que olhando pelo lado mais triste ainda da coisa não vai fazer falta por muito tempo)

  • Lipe Laurêncio

    Lá vou eu entrar em polêmica de novo, mas eu vi a matéria e tive impressões bem diferentes do autor do texto.

    Mostrava um ritual buscado por muitas pessoas, apresentava os argumentos dos líderes do ritual, e em seguida uma resposta acadêmico-científica.

    Ao menos a mim, parecia o tempo todo que as falas da ciência vinham apresentar como o conhecimento explica ou desbanca o que estava ali.

    A reportagem dava voz a todos que seriam capazes de opinar sobre o assunto, sem apresentar nenhum deles como verdade.

    Isso é o que eu conheço como jornalismo.

    Mas essa é só minha opinião.

    • Interessante. Imagino como seriam as matérias sobre corrupção no seu conceito de jornalismo.

      • Lipe Laurêncio

        Essa comparação é a típica hipérbole de quem não tem um argumento inteligente.

        Corrução é um crime previsto em lei. Um ritual religioso, ainda que afronte a ciência, não é crime. E a televisão não pode inferiorizá-lo.

        • Agronopolos II

          Cuidado…
          Ele pode resolver bloquear sua conta só por esse argumento

          • Lipe Laurêncio

            Espero que não. Estou tentando manter o debate no campo da inteligência. Se ele me censurar, só vai confirmar um fanatismo de opinião, onde a dos outros não merece respeito e sim censura.

            E qualquer fanatismo é perigoso, seja religioso, ideológico ou qual for a natureza. É dele que nascem as ditaduras e o terrorismo.

          • Ricardo Funke

            Tá, mas charlatanismo é crime…

        • Alexandre Cunha Gomes

          “Corrupção é crime previsto em lei”, Ok! E que tal, exercício ilegal da medicina, charlatanismo e curandeirismo? Crimes previstos em nosso código penal:

          Exercício ilegal da medicina, arte dentária ou farmacêutica

          Art. 282 – Exercer, ainda que a título gratuito, a profissão de médico, dentista ou farmacêutico, sem autorização legal ou excedendo-lhe os limites:

          Pena – detenção, de seis meses a dois anos.

          Parágrafo único – Se o crime é praticado com o fim de lucro, aplica-se também multa.

          Charlatanismo

          Art. 283 – Inculcar ou anunciar cura por meio secreto ou infalível:

          Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

          Curandeirismo

          Art. 284 – Exercer o curandeirismo:

          I – prescrevendo, ministrando ou aplicando, habitualmente, qualquer substância;

          II – usando gestos, palavras ou qualquer outro meio;

          III – fazendo diagnósticos:

          Pena – detenção, de seis meses a dois anos.

          Parágrafo único – Se o crime é praticado mediante remuneração, o agente fica também sujeito à multa.

        • Charlatanismo também é crime.

        • luisbrudna

          Então é só criar um ritual enganador e chamar de religião. Pronto. Estará automaticamente protegido de críticas e merecedor de respeito infinito? Acho que não.

    • Marcoscs

      sem querer generalizar mas a palavra ‘seita’ por si só já me deixa com um pé atrás.
      Especificamente nesse caso os membros da seita usam um fenômeno físico básico e, mesmo sabendo que é física básica, dizem às pessoas que é um fenômeno paranormal. Cara, isso é charlatanismo, puro e simples.
      Obviamente há circulação de dinheiro de alguma forma, senão não teria como se manter essa estrutura que eles têm. Ou seja, há exploração da fé alheia.
      Prometer curar doenças e promover tratamento sem estar devidamente habilitado para isso é exercício ilegal da medicina. Também é crime.
      Enfim, a questão não é praticar o bom e velho contraditório, expor opinião A e confrontar com opinião B para o espectador/leitor/ouvinte poder formar seus pontos de vista.
      Não.
      Isso você faz quando há pontos de vista minimamente válidos que mereçam ser ouvidos e mereçam a reflexão do público. Mas não é esse o caso. Esse é o caso de se fazer jornalismo denúncia, não de ouvir as ponderações de charlatães. Esses caras têm que ponderar é com a Polícia, não com jornalistas.
      A não ser que você não os veja como charlatães porque professam uma fé e só por isso já sejam merecedores de algum crédito,
      Pois bem, com relação a isso só posso te dizer uma coisa:
      Jim Jones também era líder de seita.
      918 pessoas mortas em um ritual de suicídio coletivo.
      David Koresh: 75 pessoas mortas em um incêndio criminoso quando a fazenda onde os seguidores e ele moravam estava prestes a ser invadida pelo FBI.
      Marshal Applewhite: fundador da seita ‘Heaven’s Gate’, Levou 39 pessoas ao suicídio coletivo para que suas almas se encontrassem com ET’s.
      Shoko Asahara: líder da seita Verdade Suprema, jogou gás sarin no metrô de Toquio matando 12 pessoas.

  • Foi um epic facepalm assistir essa matéria, ontem. Ignorância científica tem limite, gente. Mas eles tratam como um mistério, e não picaretagem, pois a lei defende os “religiosos” 😛

    • Por causa dessas coisas temos pastores bilionários e ovelhas que fazem questão de pagar dízimo em dia.

  • Francisco Lunardi

    Se quando esse programete ainda tinha a liderança da audiência já tinha muita “rebobagem”, imagina agora que não tem mais.

  • Teilor

    Apesar da matéria ser do tipo ‘jornalismo desnecessário’, não vejo nenhum motivo para criticar tanto assim o Fantástico. O repórter parece acreditar nas besteiras que os caras da tal comunidade contam, mas talvez seja mais por respeito do que por acreditar mesmo. Eu mesmo sempre evito contestar diretamente as crenças místicas das outras pessoas.

    E a edição do Fantástico ficou boa, eles mostraram o lado místico e depois colocaram cientistas explicando que aquilo tudo era baboseira (o que nem precisaria ser explicado); se alguém quis acreditar na dona Deusinha e seus espíritos cavernosos, pois que acredite; burrice ainda não é crime nesse país.

    • Assino embaixo. Até porque eles mostraram o “pacote” que é vendido por uma empresa feita só pra isso, e também mostraram a recusa dos caras em levar um físico lá pra ver a pirâmide (o que sinceramente qualquer pedaço de ferro resolveria)

  • Luíza Sabchuk

    Só um detalhe: a Índia pode até possuir um programa espacial decente, enquanto nós avançamos em ciência a passos de tartaruga. Mas não falem como se fôssemos piores que eles: na Índia, o sistema de castas é vigente há várias gerações (sistema esse que gera uma desigualdade monstruosa. Certas castas não tem direito a quase nada, enquanto no Brasil, a Constituição abrange todo mundo – brasileiro nato ou naturalizado – como cidadão), está tão enraizado na cultura deles quanto o fato de que jogam os corpos dos mortos no Rio Ganges e não os enterram por uma questão de crença. Credulidade, charlatanismo, ignorância, não são privilégios de brasileiros. É bom tomar cuidado antes de julgar um povo melhor que a gente só por ter um programa espacial ou ter mais avanço em ciência.

    • nailson

      Sério que a gente não tem um sistema de castas aqui? poxa, aqui tem o Nordeste, desigual sem igual.

    • Com tudo isso de ruim a India ainda faz o que faz. Se fosse na mesma proporção, no mínimo as estantes da ISS teriam um selo made in brazil.

    • Nós temos elevador social e elevador de serviço. Se isso não é casta…

      • Daniel Almeida

        A ideia era que fossem usados para facilitar o serviço e não sujar o social. Geralmente quem volta da praia tem que entrar pelo elevador de serviço, quem está subindo com material de obra – poeira, tinta – também. A posição da entrada de serviço deveria facilitar que entrássemos com compras direto na cozinha mas hoje é uma do lado da outra e nem faz diferença.

        • Agronopolos II

          Verdade tudo que vc disse. Mas fala ai para madame de apartamento e porteiros

          • Daniel Almeida

            Sim, eu vou falar sempre que for necessário 😉

      • Esqueceu das cotas?

  • Fantástico é como se fosse o Teletubbies para adultos… Se você tem pelo menos 80 de QI você sente uma enorme “vergonha alheia” na frente da TV… Eu não aguento… coloco alguma série ou filme, ou então vou dormir cedo.

  • Leooo

    “Um bloco de alumínio solto dentro de misteriosas espirais de cobre energizado magicamente flutua e começa a derreter, sob força dos Mestres Ocultos Reptilianos canalizando energia de Atlantis”.
    To rindo igual um macaco aqui.

  • Marcelo Eiras

    Se um piramide de 400 kg que levita causa espanto…

    Imagina quando souberem que existem trens de várias toneladas que além de levitarem, viajam a uma velocidade superior a 400 km/h. 😉

  • Marcelo Eiras

    “Para mentes primitivas qualquer tecnologia suficientemente avançada é indistinguível de magia”. Arthur C. Clarke

  • Pingback: Phil Spencer, da Microsoft: “a Nintendo não venceu a E3 2014, foi a Sony”()

  • Adriano

    “Entre mortos e feridos, salvaram-se todos”.

    No fim das contas todos saíram ganhando. O Fantástico há tempos não dominava o burburinho das redes sociais (tô chutando), os tais adoradores das pirâmides voadoras ganharam mais fiéis pois, em momentos de desespero, as pessoas se apegam à qualquer coisa. Não duvido que essa semana esteja sendo bem lucrativa pra eles.

    Porém, ainda quero ver antes de minha morte alguma reportagem que aborde temas similares com um perfil um pouco mais agressivo na linha da seguinte afirmação:

    – Olha, se não nos deixa investigar, é picaretagem e ponto final.

    Ou então com um tom bem irônico no melhor estilo Bill Maher em Religolous.

    Até lá, vou vivendo tentando manter meus princípios e escrúpulos. Caso eu os perca, abrirei uma igreja e ficarei milionário.

  • Manderly

    Chamar os jornalistas do fantástico de jornaleiros é uma ofensa brutal aos jornaleiros!

  • Mano, o Meio Bit é foooda ! Faz alusão de coisas topa ! Ahahhaahah

    Quando vi essa reportagem na Rede Esgoto de Programação, primeiramente, ri pra caralho. E depois fui pro history channel assistir comentários sobre Ets que aparenta ser mais interessante que a bosta do fantástico, brincadeira haha. History não presta.

  • O jornalista não pode ser culpado, mas os picaretas da seita sim.

    Ele está ali para mostrar os pontos de vista do ritual e dos especialistas (físico, sexóloga etc). Nós, jornalistas, quando fazemos uma matéria, não colocamos a nossa opinião. Nós vamos atrás dos dois lados. Ele fez isso muito bem. Mostrou a seita e foi atrás do médico e do físico para explicarem o que estavam vendo (não só as médicas da seita, mas um médico de fora no laboratório que disse ser impossível definir se era tecido humano sem uma biopsia)

    Na edição, quando diz do campo eletromagnético da Terra, eu que não entendo quase nada de física, consegui entender muito bem o que aconteceria com as pessoas e equipamentos se aquilo fosse um campo magnético da Terra.

    Gostei dos seus argumentos, mas deveriam estar mais voltados à turma da Deusinha e menos ao repórter, que é apenas um mediador…

    • O nome do jornalismo que não questiona é Assessoria de Imprensa.

      • Mas ele questiona quando vai atrás do físico e do médico. Ele, inclusive, queria levar as supostas secreções pra biopsia e tentou levar o físico para conhecer a pirâmide, a equipe da “Deusinha” que não permitiu.

    • Agronopolos II

      O povo da Deusinha pode fazer o que quiser, o problema é alguns que se chamam jornalista vender algo tão pífio como “Mistério do Roncador” e colocar em horário nobre

  • OverlordBR

    “Local determinado para o reencontro dos Filhos do Sol e ponto de ligação com Machu Pichu, através da “grande estrada”.
    O trabalho do Roncador é orientado pelos mestre Sanat Kumara, Saint-Germain, Septenefille e Samael Aum Weor.
    Sua guardiã é denominada Vestal do Roncador e representante dos Mestres da Região. ….

    No mosteiro especial de Machu Pichu, as jovens escolhidas para despertar a energia sexual – a energia divina no homem – eram denominadas vestais. No Império Romano e em outros, as vestais eram responsáveis pela guarda do fogo sagrado. No sentido
    esotérico, temos o fogo para a elevação da energia Kundalini.
    Deuzinha é conhecida como a “Vestal do Roncador”, por suas faculdades
    extrasensoriais e pela missão recebida aos 17 anos, de seu instrutor-
    Mestre Septenefille.
    Nascida no Pantanal do Mato Grosso, reside na cidade de Barra do Garças-MT. É uma pessoa muito especial, enquanto sensitiva e paranormal, o que lhe permite ajudar muitas pessoas em variadas questões. Através da leitura da aura ela traz do registro
    akáshico informações de ordem física e metafísica, de acordo com a busca
    ou necessidade pessoal.”

    PQP!
    Mesmo se eu fosse um canalha que quisesse “enrolar” as pessoas, nunca conseguiria criar uma estorinha tão bizarra assim!

    Fonte: www . terraverde . org . br /site/agenda/terraverde/1/2/viagem-ao-santuario-mistico-e-ecologico-do-roncador

  • James Ocelot

    Se fosse no acre ate dava pra acreditar

  • Eduardo Fernandes

    Mas, ainda fica um GRANDE MISTÉRIO: Onde eles conseguem gente idiota pra pagar por isso?

    • luisbrudna

      Conseguem pq tem pessoas (veja aqui nos comentários) que defendem o direito deles enganarem os outros. Só pq se cobrem com a proteção do manto religioso. Aí acham que devem ser intocáveis pela exigência de respeito religioso. 🙁

  • João Vitor

    Ainda bem que eu estava dormindo na hora do fantastico, mas, após ler essa matéria, fico feliz em dobro, pelos risos que ela me garantiu e por ter me safado de receber ondas iradas de burrice.

    Enfim… é “fantastico” que a gente veja esse tipo de coisa! Ao menos, a internet salva. Um salve ao inventor do WWW. Valeu!

  • Fico com receio de criticar duramente o Fantástico porque eles também foram responsáveis pelas demonstrações do James Randi e consequentemente do ostracismo do Thomas Green Morton, além do Dráuzio Varela desmistificando chazinhos por aí.

    • luisbrudna

      Critique quando merecerem críticas. Pronto.

  • Geraldo Carmo

    A associação é com as pirâmides egípcias e as múmias, porque vários pseudocientistas e místicos costumam afirmar que as múmias são bem conservadas porque estão sob as pirâmides, ignorando os métodos de mumificação antigos. Muita picaretagem convenceu os incautos ignorantes e desesperados se utilizando desta mística. E o pior é que sempre haverão aqueles que defenderão tal pilantragem com todas as forças, não hesitando em cometer barbaridades para isto.

  • Yan Vianna

    Essa matéria do Fantástico é uma merda.

    Mas Cardoso é um bosta arrogante, fala do jornalista da globo, mas é “jornalistazinho blogueiro” que fez 3 pesquisas na Wikipedia sobre física e se acha o Carl Sagan brasileiro.

    “… para desespero das pedagogas paulofreirianas em vez de aprender a odiar o capitalismo e denunciar a exploração do homem pelo homem,”

    E quem é você para falar sobre pedagogia? Não deve conhecer nem Piaget ou Vygotsky. Muito menos leu Paulo Freire ou tem prática em sala de aula de colégio público para dar palpitar. Coisa de jornalistazinho de Fantástico que você crítica e repete. E pela arrogância se você é tão gênio, espero seu doutorado e publicações na área para resolver a crise do ensino no Brasil e incluindo no EUA grande potência com um sistemas de ensino reconhecidamente falido pelos próprios americanos.

    Deve ser um grande leitor da Veja e Olavo de Carvalho para repetir essas merdas sem conhecimento nenhum. Jornalista tem mania de achar porque leu resumo e Wikipédia pode dar palpite sobre todos assuntos principalmente ciência humana e pedagogia.

    • Marcelo Eiras

      Paulo Freire foi um farsante, um engodo. Aquelas picaretagens de “A Pedagogia do Oprimido” eram apenas esquerdismo bolorento travestido de métodos pedagógicos e nunca deram resultado algum, jamais produziram nenhuma redução das taxas de analfabetismo em parte alguma, seja no Brasil, no Chile, na Guiné-Bissau, em Porto Rico e outros lugares que engoliram aquela palhaçada.

      Hoje apenas esquerdopatas crônicos endeusam paulo freire, a maioria sabe que aquilo é lixo inútil.

      Inclusive o governo petista promoveu paulo freire a “patrono da educação nacional”, o que de certa forma é coerente já que nossas universidades nem chegam perto das melhores do mundo e estão sempre caindo pelas tabelas, nosso ensino básico está sempre na rabeira de qualquer lista internacional, citações cientificas brasileiras em publicações de respeito estão cada vez mais raras e nosso nível cultural geral nunca esteve tão baixo.

      Mas o que esperar deste governo chefiado por gente do naipe de Dilma Roussef, aquela que não conseguia lembrar o título do livro que tanto a havia impressionado na semana anterior, ou o ex-presidente Lula, que não lia livros porque lhe davam dor de cabeça.

  • Acabo de descobrir o quanto o ensino público tá fraco. Se mostrassem esses simples brinquedos magnéticos e suas funções nas aulas até hoje eu amaria ciência…

  • Realmente existem mistérios (sérios e investigados pela ciência) que circundam o formato piramidal, mas são curiosidades científicas, e não essa pataquada de alquimia-show do século XIX aí.

    • luisbrudna

      Não. Não existe nenhum poder especial em uma pirâmide.

      • Não diria poder, apenas curiosidades. Algumas experiências feitas por um tal Antoine Bovis envolvendo o processo de mumificação dentro de estruturas piramidais parecem ter dado resultado curioso. Infelizmente boa parte desse “estudo científico” está em sites relacionados a conhecimento exotéricos, e é claro que esse pessoal vai defender sua verdade com unhas e dentes. Eu prefiro ter um olhar científico, e testar as verdades defendidas. Acreditar cegamente nesses “mistérios” do Fantástico é tão bobo quanto manter um ceticismo fechado e não pensar em uma outra explicação científica pras coisas. Por exemplo, tem um objeto patentado na década de 40 que supostamente preserva lâminas de barbear em um objeto piramidal. É nosso dever científico analisar, testar, apontar as farsas e aprender sempre mais.

  • Kayo César Ribeiro

    cara beleza e ciencia e bla bla bla e aquilo tudo era mentira. Mas eu não entendo esse seu ataque de ódio ao jornalista. Acho q o jornalista, nesse caso, foi imparcial e educado cm as pessoas que estavam na comunidade. Vc queria o que, que ele chegasse la na comunidade esbravejando que era tudo mentira, enganação, explicando cientificamente? Se ele fizesse isso a reportagem deixaria de ser imparcial e passaria a ter um lado. O jornalista tem q mostrar os fatos independente se vc acredita ou não na historia. Pensa mais um pouco antes de ofender o trabalho dos outros.

    • Marcoscs

      seu pensamento está equivocado de diversas formas…
      primeiro, não existe “imparcialidade” no jornalismo e nem em qualquer atividade humana, pelo simples motivos de que não conseguimos ser ‘imparciais’ em nada. Os nossos valores, signos, crenças, já nos tiram esse manto de impessoalidade que a utopia da imparcialidade traz, imparcialidade na atividade humana é uma falácia.
      Segundo, a reportagem tentou ser equilibrada pondo em lados opostos a razão e a religião, mas aí está o erro. Não se trata de religião, se trata de uma seita que pratica charlatanismo e exercício ilegal da medicina. São crimes, e sendo crimes latentes a vista de qualquer um deveria ser tratado não como algo que mereça discussão e reflexão, mas como denúncia, estaria mais para o lado do jornalismo denúncia e investigativo, daquele tipo que o jornalista faz a matéria e entrega para a polícia investigar.
      A reportagem acabou tendo por esse grupo um respeito que definitivamente eles não merecem.

      • Kayo César Ribeiro

        E quem define se esse grupo merece ou não respeito? vc? Acho q o tom da reportagem foi justo, mostrou o q eles acreditam e apresentou fundamentos científicos sem ofender a crença dos outros. O q vejo acontecer muito no Brasil são pessoas utilizarem da ciência e da razão para impor sua opinião. O q elas não enxergam e q ao fazer isso estão agindo como as pessoas q estão tentando combater.

        • Marcoscs

          não se está atacando a crença de ninguém, mas há elementos objetivos de que há algo muito errado ali. Charlatanismo, extorsão pela fé, exercício ilegal da medicina, não são suficientes para você?
          E percebendo que está se cometendo um crime contra a população cabe ao jornalista denunciar sim, é obrigação dele. Uma obrigação ética, independente de questões de fé.
          De novo, não se trata de atacar a fé de ninguém, trata-se de verificar a existência de um delito e denunciar, e ali estava claro e óbvio que vários delitos estão sendo praticados.

  • Daniel

    Eu achei a abordagem do Fantástico interessante justamente porque eles não julgaram. Somos um país cheio de crenças e mitos… para algumas pessoas a saciedade em continuar acreditando em alguma coisa é mais importante que encontrar verdades e explicações. E o Fantástico, para mim, deixou nas entrelinhas que aquilo tem cor, cheiro e parece fraude, mas, cada um que faça seu próprio julgamento…

    • luisbrudna

      Ah é… né. Dê a chance pro pessoal ser enganado. Assim teremos um mundo mais justo. Enganadores não perderão os seus trouxas de plantão.

      • Daniel

        Concordo, mas se ponha no lugar de quem foi enganado. Acho que nunca podemos impor nosso julgamento sobre ninguém, já que não gostamos quando o fazem conosco. O certo, portanto, seria trazer toda a informação para que a própria pessoa chegue às suas próprias conclusões, descobrindo por si só que foi enganado ou mesmo permitindo que a pessoa mostre que quem sempre esteve enganado fomos nós que já julgamos. Pois bem. E foi isso o que o Fantástico fez. Um jornalismo que respeita o telespectador nunca diz o que é certo ou errado, mas dá toda a informação para que a decisão final seja do indivíduo.

  • João Porto

    Eu desejo um mundo melhor! Um realidade onde seja possível a Luciana Vendramini ligar para o Cardoso no dia do aniversário dele.

  • AHHAHAHHHAHAHAHH! Namoral muito bom! nem vi a reportagem mas conheço a emissora sitada não duvido do FANTÁSTICO ACONTECIMENTO SEM EXPLICAÇÃO que aconteceu ali! Não adianta meu veio, pobre no brasil ta fodido mesmo, já não tem a educação decente nas escolas e ainda vem esse monte de abutres para aproveitar da ignorância aleia!

  • luisbrudna

    E a ´Deusinha´ provavelmente usa um ponto eletrônico naquele ouvido que ela diz ser surda. Pelo ponto eletrônico ela recebe as dicas dos colegas da farsa para que pareça ter poderes especiais.

  • Calma, gente! Semana que vem o Fantástico faz uma reportagem de denúncia sobre o caso chamando o Randi, vocês vão ver. Ou o meu nome não é Francisco.

  • Andréa Ribeiro

    É interessante como uma argumentação correta, utilizando exemplos milimetricamente escolhidos que não deixam margem à qualquer discussão cai no desgosto de muitos devido a forma como o interlocutor expõe seus argumentos.

    Assim como o autor do texto, me valho das palavras de Sagan em “O mundo assombrado pelos demônios” com relação à popularização da ciência: a ciência não é (ou ao menos não deveria ser) uma atividade desenvolvida somente nas altas esferas intelectuais (e sociais); cabe a NÓS (e quando digo “nós” me refiro à classe de cientistas e pesquisadores) transformar o conhecimento acadêmico em informação acessível à população em geral. Caso você se enquadre nessa categoria, pare e pense: quantas vezes você fez isso na vida? Quantas vezes traduziu um artigo do “academiquês” para o português de forma que qualquer leigo com o mínimo de conhecimento conseguisse compreender?

    Parte do emburrecimento da população, que se apega à pseudociência como forma alternativa de suprir uma necessidade de “sobrenatural e inexplicável” em suas vidas, é culpa nossa. É culpa dos professores de ensino fundamental e médio (categoria na qual também me enquadro) que não estimulam o desenvolvimento da curiosidade e do pensamento científico desde cedo nas crianças; é culpa de um sistema universitário/acadêmico dominado por castas no qual muitas vezes o conhecimento fica retido dentro de determinados grupos de pesquisa; é culpa, claro, das pessoas que não correm atrás de respostas verdadeiras às suas perguntas e se agarram ao fio mágico de misticismo que a tantos encanta.

    Eu olho para essas pessoas e, ao contrário do autor do texto que soa pedante em vários momentos, vejo falhas e ingenuidades que poderiam ser corrigidas em simples explicações isentas de esoterismos ou vocabulários técnicos e sem fazer com que as pessoas se sintam burras. Por mais que essa possa ser sua opinião, NINGUÉM (repito: NINGUÉM) vai querer ouvir ensinamentos de uma pessoa que ofende gratuitamente e os chama deliberadamente de burros. Esse tipo de comportamento só ajuda a perpetuar mais ainda a ignorância.

    Quanto ao problema jornalístico: não é de hoje que a falta de embasamento científico de jornalistas prejudica ou até desinforma a população geral. Isso não quer dizer que o jornalista seja burro ou incompetente, mas serve de GRANDE ALERTA para a formação que esses profissionais tem no Brasil. Na minha opinião, ao menos uma especialização ou mestrado científicos seriam interessantes para trabalhar na área (assim como ocorre em economia, por exemplo).

    Por fim é intrigante pensar que, num universo onde os átomos que formam o nosso corpo já fizeram parte de uma estrela, as pessoas ainda procurem resposta na pseudociência. Existem coisas tão (e até mais legais) do que pirâmides que flutuam que são reais e comprovadas cientificamente (o vórtice hexagonal de saturno, o sistema de redistribuição de calor na terra, etc)… será que não cabe a nós, detentores desse conhecimento, abrirmos um pouco mão da arrogância que nos é inerente e nos valermos de calma e paciência para explicarmos essas maravilhas aos “leigos”??? Fica aí o questionamento.

    • Maíra dos Anjos

      Andréa, o autor tem como marca abusar de sarcasmo, ironia, hipérboles, e também costuma ser politicamente incorreto quando o assunto é humor. E nesse texto em especial, sua irritação está bem clara, o que só acentua tudo isso. Mas não dá pra acusá-lo de não tentar simplificar ao máximo o que explica. Só reler esse texto mesmo, qualquer “leigo” é capaz de entender o que ele está falando e suas breves explicações sobre os fenômenos dos vídeos. E quem ele chama de burro deliberadamente é o tal jornalista do Fantástico, os responsáveis pelos rituais místicos ele chama de picaretas mesmo. Não o vi chamar o leitor de burro em nenhum momento.
      Recomendo que leia outros textos dele, aqui nesse blog mesmo, que tenham “CIÊNCIA” como marcador. Falarão de coisas fantásticas com uma linguagem não acadêmica, sem ser idiotizante, com as melhores metáforas explicativas possíveis. Não sei qual é a sua área acadêmica ou o que vc ensina para jovens, mas de repente pode até vir a ser útil na sua experiência em sala de aula.

      • Andréa Ribeiro

        Olá Maiara.

        Em momento algum eu disse que os princípios de parcimônia ou de navalha de occam não foram utilizados pelo autor, inclusive começo a arguição postulando que os argumentos dele foram milimetricamente escolhidos; critiquei uma postura recorrente no meio acadêmico/ científico que se repetiu em demasia durante o texto seja como recurso de linguagem ou como forma de extravasar uma raiva contida (e bem clara) quanto à ignorância de maneira geral.
        Se faz igualmente interessante a reação das pessoas ao texto nos comentários (muitas vezes mais agressiva do que o próprio texto em si), que se baseiam exatamente nesse sarcasmo exacerbado para ofender deliberadamente quem acredita em tais fatos, quem veiculou tais fatos e quem não compreende tais fatos. O texto serve então como respaldo para perpetuar um comportamento nocivo (já supracitado e explicado) que leva a todas as consequências do meu comentário anterior.
        Quanto à minha formação, sou oceanógrafa e tenho mestrado em física marinha e dinâmica dos oceanos e minha área de ensino é exatamente em física. Não tenho absolutamente nada contra o autor, só não posso endossar uma postura contra a qual luto diariamente pois vejo as consequências que mesma pode incutir nos processos de ensino e aprendizagem.

  • Marcio Faria

    Eu não assisto TV aberta por isso e outras coisas mais, porém tive o desprazer de ter que assistir essa MERDA e gostei muito de ver o nível a que a GLOBO chegou…não deveria ser surpresa já que essa mesma TV explora um tal de BBB e tem o mesmo nível em noticiários e novelas…deprimente!

  • Bruna Cipriano

    Desculpe, te contestar, mas o papel do repórter é ser imparcial. Ele não pode parar a matéria e dizer: ” Olha, gente na minha opinião é tudo picaretagem. Não venham aqui!”. Ele tentou mostrar isso ouvindo as duas partes e levando profissionais para darem sua opinião. Isso é regra básica de jornalismo.

  • Pingback: ETs futebolísticos estão adorando a Copa » Ceticismo.net()

  • Marcio Melo

    Não foi má fé ou ignorância não, simplesmente queriam ibope e estão cada vez mais loucos por isso e apelam para qualquer misticismo se for preciso.

  • Cacio Frigerio

    Perfeito tudo que foi dito.. e vejam EU NÃO ESTOU DEFENDENDO OS PICARETAS..

    Mas o efeito PLACEBO é comprovado cientificamente… Se os trouxas acreditam que estejam sendo realmente curados.. é incrível.. mas isto é benéfico..

    • O que não torna menos anti-ético vender tratamentos baseados em placebo, quer sejam pílulas de açucar, homeopatia ou cura com pirâmides.

  • Pingback: Fantástico: a pirâmide flutuante()

  • Pingback: Lamentamos desmentir o History Channel mas a nave Interestelar da NASA não existe()

  • Pingback: SciCast #40 — Aquele com as pirâmides()

  • Pingback: Sala da Justiça 24 — pirâmides flutuantes, Brasil em 8K, FIFA anti-hackers, Rússia bane AMD e Intel, Harley-Davidson com MP3 e mais « Meio Bit()

  • Daniel Loureiro

    texto ótimo com risadas garantidas, mas…. eu não sei se é para se preocupar tanto, afinal, ninguém com menos de 30 anos assiste TV. Quer dizer, acho eu. Minha visão sobre a TV é a mesma do South Park naquele episódio do “The Washington Redskins’ Go Fuck Yourself Holiday Special” (#HappyHolograms). Sério, alguém aqui assiste TV?

  • Thiago Alencar Nogueira

    Parabéns pelo seu comentário. Arruma um emprego pro meu tio lá na globo.

  • gfg

    HAHAHAHAHAHAHAHA, não acredito, esse joão santini foi um vereador da minha cidade, ele sempre foi um picareta, só não imaginei que seria tanto, essa deusinha ai é parente dele, se eu não me engano sogra.
    As ultimas noticias que eu sei é que eles foram pra sorriso e conseguiram investimentos milionários(fazendeiros cheio de grana é o que não falta lá) para construírem um “hospital”

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis