Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

Rússia vence Guerra Nuclear Homeopática contra os EUA

Por em 17 de dezembro de 2013
emDestaque Energia Indústria relacionados      
Mais textos de:

Site | Twitter
  • AndréLMC

    É mas energia limpa e segura é o cacete! Vide Fuck-shima. Não me interessa se carvão é mais radiotivo ou não, eu não moraria num raio de uma usina nuclear nem que me pagassem!

    • Paulo Bernardi

      Legal, você também não deve andar de avião por achar carro mais seguro,.

    • Fernando Silva

      Legal, você também não deve beber leite e chupar manga com a possibilidade de morte imediata.

    • Eduardo Alves

      EDITADO

      André, acidentes como o de Fukushima I são pontos fora da curva (poucos por sinal). Estamos negligenciando a melhor forma de produzir energia por puro medo e desinformação. Além disso o projetos dos retores utilizados em Fukushima já estão com 46 anos. Levando em consideração que eles suportaram um terremoto E um tsunami, o saldo final ainda é positivo. Bem seguro na minha opinião.

      EDITADO

    • http://ceticismo.net/ Pryderi

      Ok, vc é daqueles que acham que tubarões são monstros assassinos, quando cães e até mesmo ABELHAS matam muito mais. Fukushima, meu pobre desinformado, tomou um MOTHERFUCKING TSNUNAMI no quengo e resistiu. Rio de Janeiro, São Paulo ou qualquer cidade brasileira não aguenta nem mesmo uma chuvarada de meia hora.

      Vc dá até vergonha de ter o nome que tem.

      • Ruy Acquaviva

        A usina de Fukushima está vazando radiação em grandes quantidades até hoje. Ela era tida como segura e à prova de tsunamis, o que não correspondia à verdade. O Tsunami não é desculpa, a usina foi construída na beira do mar em uma zona de terremotos, não é à toa que tsunami é uma palavra japonesa, eles são muito frequentes por lá. As usinas de tório são uma grande idéia e muito promissora, podendo até mesmo resolver o problema do lixo radioativo das usinas convencionais. Mas para que as pesquisas com usinas de tório prosperem, não podemos maquiar o perigo (real) das usinas convencionais de urânio e plutônio. Elas são bombas atômicas mantidas em estado de dormência, mas que podem explodir a qualquer momento (não em uma explosão nuclear, mas uma explosão como a de Chernobil), espalhando enormes quantidades de energia. Há inclusive um grande risco de isso acontecer em Fukushima. A coisa por lá está muito mais feia do que os comunicados oficiais dão a entender.

        • http://ceticismo.net/ Pryderi

          Imagino que um grande engenheiro como vc jamais teria cometido este erro, né? Enquanto isso, nas TROCENTAS usinas nucleares do mundo…

          • Ruy Acquaviva

            Não sou engenheiro e não sou capaz de fazer uma usina nuclear melhor. Como você critica tudo e todos neste site, imagino então que você deva ser especialista em tudo, o maior gênio da História da humanidade. Sim porque se você critica todos os assuntos e agora está dizendo que eu só posso criticar a questão nuclear se for um engenheiro capaz de fazer melhor, imagino que você para ser minimamente coerente deve ser o melhor em

            TODOS os assuntos. Porque seria uma grande imbecilidade da sua parte usar um critério comigo e outro para si mesmo. Então, estou honrado em colocar uma resposta a um comentário do maior gênio de toda a História da Humanidade.

          • http://ceticismo.net/ Pryderi

            Não sou engenheiro e não sou capaz de fazer uma usina nuclear melhor.

            Notamos. Apenas um palpiteiro leigo que fala coisas sem nexo e sem embasamento.

            Como você critica tudo e todos neste site, imagino então que você deva ser especialista em tudo, o maior gênio da História da humanidade.

            Isso é verdade. Viu? Até mesmo você é capaz de raciocínio lógico. COntinue assim. ;)

            Sim porque se você critica todos os assuntos e agora está dizendo que eu só posso criticar a questão nuclear se for um engenheiro capaz de fazer melhor

            A diferença é que eu critico mediante conhecimento de causa. Você criticou uma obra de engenharia sem saber PICAS do assunto. Tipo, vc deixaria eu fazer uma operação no coração de um familiar seu? Eu não sou cirurgião, mas…

            imagino que você para ser minimamente coerente deve ser o melhor em TODOS os assuntos.

            Olha, ficar mimimi não refuta uma linha do que eu disse. As TROCENTAS usinas nucleares – aquelas bombas-relógio, como a princesa disse – ainmda estão lá.

            Porque seria uma grande imbecilidade da sua parte usar um critério comigo e outro para si mesmo.

            Como é chato eu ser eu e você… bem ser você.

            Então, estou honrado em colocar uma resposta a um comentário do maior gênio de toda a História da Humanidade.

            Eu te abençoo!

          • Ruy Acquaviva

            Ser metido e sem noção eu já sabia que você era. Tem gente que vai ler suas frases admitindo que acha ser o maior gênio da humanidade e vai achar que é ironia… Mas nós dois sabemos que você REALMENTE se acha…
            O que eu não sabia é o quanto você é fraco.
            Para chamar alguém de ignorante em algum assunto, precisamria primeiro mostrar que sabe alguma coisa dele, mas você não sabe NADA. Incrível sua cara-de-pau. Merece o troféu peroba.
            Eu citei as usinas de tório e defendi o uso desse tipo de usina porque as usinas de urânio são muito mais perigosas. Não defendi que as usinas nucleares não sejam usadas, mas que se use a tecnologia mais limpa e segura baseada no tório.
            Mesmo sendo metido como você é, ficou claro em suas respostas desnecessariamente agressivas (agressividade que usa contra todos para não precisar entrar no mérito das discussões) que você NÂO TEM A MENOR IDÉIA do que eu estou falando. Você não sabe o que é uma usina nuclear de tório. Não sabe o risco de uma usina nuclear de urânio, não tem noção da meia vida radioativa do urânio e do plutônio. Enfim, você diz que eu não entendo nada para rebater minha argumentação citando a “científica” quantia de “trocentas” (porque não sabe quantas são) usinas que não explodiram.
            A questão não é quantas usinas já explodiram, a questão é que a tecnologia de fissão atual é perigosa e produz grandes quantidades de material contaminante, quando existe uma tecnologia muito mais segura e racional para o uso da energia nuclear.
            Agora eu tenho certeza que você vai responder com arrogâncias e bravatas para dizer-se conhecedor da área e sustentar seu medíocre expediente de desacreditar o interlocutor. Talvez até copie umas frases feitas do Cardoso para dar um jeito de sustentar a própria arrogância mas cada tentativa sua de dizer-se mais sapiente e esperto que as outras pessoas apenas revela uma patética insegurança levando a uma patológica necessidade de auto-afirmação.

          • http://ceticismo.net/ Pryderi

            Quantos

            Acidentes

            Aconteceram

            Nos

            Últimos

            Anos?

            Você é apenas mais um leigo que se baseia no alarmismo de jornais, que vê um acidente de avião e decreta que são caixões voadores, ignorando todos os voos diariamente.

            Quantos

            Acidentes

            Aconteceram

            Nos

            Últimos

            Anos?

            Pode me chamar de fraco o quanto quiser, filhota desinformadinha. Não vai mudar UMA LINHA da verdade: Sua parca, digo, PORCA informação vem de sites de notícia. Só isso, nada mais.

            Sapateia mais. Acho muito engraçado. ;)

          • Ruy Acquaviva

            Sim, sou mais um leigo. É proibido um leigo fazer comentários?
            E você? Diz que é um expert no assunto mas não escreveu uma única informação técnica, apenas uma FRASE FEITA, de que não ocorreram outros acidentes nos últimos anos.
            Justamente o pior de todos os argumentos pois desconsidera que um acidente com uma usina nuclear contamina o meio ambiente por centenas de anos, provocando doenças e deformações genéticas para as gerações futuras.
            Mas você não quer comentar. É um sujeito que transforma um simples comentário em uma briga porque PRECISA de autoafirmação no blog.
            Aliás seu comentário deixa claro isso. Quando diz que estou “sapateando” e que “acha engraçado” você tenta passar que está “por cima”. Mas por cima do quê? De uma discussão sem importância em um site sem importância? É patético. Pode achar engraçado. Você dá pena. Se precisa tanto dessa autoafirmação é porque sua vida é mesmo uma bosta. Tenho dó. Pode sair por aí dizendo que “venceu” mais uma “importante” discussão, para mim não importa.
            O único motivo pelo qual eu segui nessa discussão tola foi tentar ver até onde iria seu desespero. Mas me arrependi porque é muito triste ver uma pessoa tão insegura e vazia a ponto de puxar briga por um assunto sem importância em resposta a um comentário qualquer.
            Este site tem posts muito bons, mas você e mais uns poucos comentaristas ficam gravitando aqui, agredindo qualquer um que não coloque as mesmas piadas sem graça e comentários repetitivos que ficam fazendo em todos os comentários, para escrever comentários agressivos por pura trollagem.
            Já ví muita gente trollando assim em sites e foruns e sei que o fazem por insegurança e falta de auto-estima e isso dá pena. Mas ao mesmo tempo dá para perceber que escolher essa forma de compensação para suas frustrações indica falha de caráter e mesquinharia e isso você aparenta ter de sobra.

        • Samuel Santiago

          devo entender que você é um privilegiado que tem informações do alto escalão de segurança da usina que contam esses segredos para você, mas para mais ninguem e que enquanto isso todos os reporteres do mundo estão sendo alimentado com mentiras maquiadas?

          • Ruy Acquaviva

            Eu me baseio nas imformações veiculadas pela imprensa, dando conta que o vazamento de água radioativa em Fukushima nunca parou, tendo se mantido em constante aumento desde o acidente. As notícias também falam de peixes com altíssimo nível de contaminação sendo pescados na região da usina, a ponto da pesca ser proibida na região.
            As notícias estão na internet, basta pesquisar um pouco para achar informações alarmantes, não de teóricos da conspiração, mas de órgãos oficiais. Lamento que essas notícias atrapalhem sua opinião, mas não é me agredindo que você vai fazer com que elas desapareçam.
            Aliás uma atitude construtiva seria trazer notícias que reforcem suas opiniões e desmintam as minhas. Será que você resolveu me atacar com essa boçalidade porque não achou essas informações ou porque você é mal educado mesmo? Não sei, só sei que um vazamento de radiação de mais de dois anos não é um mero detalhe.

        • Leonardo Alves Araujo

          Se fosse acontecer como em chernobyl já teria acontecido no momento do tsunami meu caro, hoje a única coisa que preocupa é o vazamento de água contaminada, e a contaminação do solo que ocorreu quando as águas do tsunami invadiram a cidade, o reator está estável e já estão retirando o material radioativo da instalação, ou seja o risco de uma explosão ou aumento da radiação é quase 0.

          • Ruy Acquaviva

            Procure a seguinte notícia na BBC Brasil: “Após novo vazamento, radiação em Fukushima atinge nível crítico”, a notícia é de 1 de setembro de 2013. Procure também a notícia: “Japão pode usar muro de gelo para barrar vazamento nuclear em Fukushima”, é de 3 de setembro e fala da necessidade de apelar para o congelamento do solo em volta da usina (calcule o custo) para conter o vazamento de 400 toneladas de água radioativa POR DIA na usina. Não é invenção minha, uma rápida pesquisa na Internet e você mesmo pode conferir. Realmente o problema não é o perigo de explosão, o perigo é a contaminação radioativa. Lamento se você não gosta desses fatos, mas eu não os inventei.

          • Idilberto Lopes

            E o pessoal terá muito trabalho ainda, demorarão alguns anos ainda para resolver o problema… aliás… assisti numa reportagem que estão desenvolvendo alguns equipamentos para o serviço, mas para a parte mais crítica ainda não encontraram solução.

            Usinas nucleares são eficientes e beneficiam milhões de pessoas, mas quando resolvem dar errado o prejuízo se estende a milhares de anos.

            Se uma usina hidrelétrica arrebenta, morre um bocado de gente, animais e plantas, mas logo se recupera o local… mas quando uma usina nuclear da um problema assim, a coisa se alastra e atinge várias gerações.

            Até agora não entendi o motivo de delongarem tanto o assunto se o que você falou não está errado. Me senti no site G1 agora. Uma pena.

          • Ruy Acquaviva

            Este site em geral é muito bom, mas a seção de comentário é uma lástima. Quando eu vejo alguém tentando fazer uma análise sobre algum tema, é certeza de ver em seguida respostas (muitas vezes agressivas) de uma mesma meia-duzia que atacam o comentarista até que ele perca a vontade de debater.
            Parece que só se pode fazer comentários chulos, rasos e repetitivos, que é o que essa meia-dúzia sempre faz. É como se fosse uma patrulha para garantir a mediocridade dos comentários.
            Dificilmente eu leio os comentários e quando faço me arrependo porque sempre constato que não dá para escrever nada além do mesmo punhado de frases feitas e piadinhas sem graça que os membros da patrulha colocam.
            Muitas vezes eu nem venho ler aqui, apesar de ter posts interessantes, porque uma parte da graça do site de tecnologia é o bate-papo sobre os artigos e aqui infelizmente isso é impossível.

    • Murilo Teixeira

      Alguém deve ter dito isso para a nota de 100 dólares, quando descobriu a eletricidade.

    • http://plagius.com/ Gustavo

      Até podem questionar o custo-benefício dessas usinas em determinado local. Quanto a segurança, basta não ser negligente. Enche o saco esse mimi de ecochato que não sabe como a coisa funciona e acha que tudo vivo ao redor vai sofrer mutações genéticas.

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Sim, Itaipu numa zona de terremoto seria super-tranquila, afinal você sabe nadar, né? Na vida real não tem o Super-Homem pra soldar a represa Hoover com a visão de calor.

      • Ruy Acquaviva

        A represa Hoover rompeu???!!!

        • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

          Jura? Vou precisar das setinhas?

          • Ruy Acquaviva

            Sim por favor, desenhe para mim. O que é mais perigoso se rompido por um terremoto, uma barragem de água ou o tanque de resfriamento de uma usina nuclear? Só não vale falar que as usinas são feitas à prova de terremotos, pois elas são tão à prova de terremotos quanto as barragens. Pode usar o Super-Homem para deixar a explicação mais didática.

          • Idilberto Lopes

            Lembrando que, terremoto no Brasil acaba com tudo porque não temos frequentes problemas com isso e não nos preparamos seriamente pra isso… cai a minha casa, cai a do vizinho, cai o shopping, cai tudo…

            Morei numa região que antes da construção de uma usina hidrelétrica era linda, mais de 2km de cachoeiras seguidas no rio Paranaíba, mas por um pequeno aumento no orçamento e redução de 9% da produção, sacrificaram essa maravilha da natureza que era o Canal de São Simão.

            Enquanto a energia limpa não for extremamente lucrativa, ainda veremos a degradação do meio ambiente e acidentes como esse de Fukushima.

          • Marcelo Eiras

            Não nos preparamos seriamente para nada. Duas horas de uma chuva já é suficiente para provocar o caos.

          • http://fellipec.com Luiz Fellipe Carneiro

            Se Itaipu rompe, no mínimo uma meia duzia de cidades ao longo do rio teriam as populações dizimadas. E não dá tempo de evacuar não.

  • Xultz

    “moradores próximos de minas de carvão são expostos a mais radiação que quem vive ao lado de de usinas nucleares.”

    Então é por isso que o seriado dos Simpsons passa há tantos anos :)

    • http://reviews.guedesav.blog.br/ Bruno Guedes

      Bom, aparentemente a cidade inteira tem várias variedades de dano cerebral, então não vamos nos precipitar… :P

  • ubuntuholic

    “Quando o comunismo acabou”
    Cardoso, os bolivarianos, incluído o PT, estão ressuscitando-o. Energia limpa é com a fusão atômica, sim, ainda não está dominada, mas os cientistas estão quase lá.

    • Leonardo Alves Araujo

      A fusão está muito longe de ser dominada, o principal motivo ainda é que gasta-se mais energia para gerar e controlar a fusão do que é gerada pela fusão em si e até o momento não há nenhum avanço quanto a isso.

      • Bruno

        Há testes de contenção por meio de campos magnéticos. Um plasminha a 20 milhões de graus derrete praticamente tudo.

        • Leonardo Alves Araujo

          A testes para realizar a fusão utilizando lasers, contenção com campo magnético, e várias outras teorias mas todas esbarram na quantidade de energia gerada em razão da energia utilizada e por enquanto a conta não esta fechando, quando isso for possível creio que estaremos perto de mais uma revolução.

    • Bruno Barbieri

      sim.
      com os dolares de cuba.

      e o braço armado dos petralhassss!!!!!!!!!!!! dentro do BR é o PCC; e internacional é as FARCs

  • Bruno

    Acredito que esse número excessivo de armas nucleares não sejam reais. Isso aí é só resquícios da guerra fria. Uma mentira bilateral. Fabricar uma arma nuclear muito mais complexo do que a maioria de vocês imaginam. Não é só uma questão de explodir plutônio ou fundir hidrogênio.

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Complexo? Fizeram em 1945, com barro fofo e pedra lascada.

      • Samuel Santiago

        numa caverna… sendo ameaçado por terroristas…

        tambem vi esse filme.

        • Bruno

          mas não eram nazistas?

    • http://fellipec.com Luiz Fellipe Carneiro

      Deve ser por isso que só testar uma meia dúzia, só que não.

  • Paulo Teixeira

    Que desespero ao ler ‘alguns’ comentários. Pobre Cardoso, a qualidade do público não é proporcional à qualidade da informação apresentada.

  • Julio Verner

    “Quando o comunismo acabou” – Avisa os camaradas Latinos, estão preso na mesma cápsula da Melhor Korea. Rumo ao HEXA!