Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

Neurocientista garante: transplante de cabeças é um procedimento possível

Por em 2 de julho de 2013
emCiência Geral Indústria Meio Bit relacionados     
Mais textos de:

Site | Twitter
  • http://fellipec.com Luiz Fellipe Carneiro

    Se tem como unir o cérebro a espinha de outro corpo, então teria como religar uma espinha quebrada de um paraplégico!?

    • Gustavo Wentz Biasuz

      Tem mais um problema a ser resolvido no caso dos paraplégicos, que é a degeneração da placa motora secundária a denervação. Infelizmente, um problema sem solução no momento.

  • Gedvan Dias

    Muito interessante! Mas acho que o post poderia se aprofundar um pouco mais…

    A parte das veias e artérias é fácil de ver como seriam “conectadas”, mas e as ligações nervosas que vêm de todo o corpo para o cérebro? Seriam ligadas uma a uma? Além disso, qual o potencial desta técnica para a eliminação de doenças? Imagino que Parkinson ou Alzheimer continuariam no novo corpo, mas vários tipos de câncer poderiam ficar para trás.

    • Carlos Magno GA

      Você poderia criar um clone seu com menos peso, maior força física e sem cânceres e doenças como a doença de Krom, esteatose hepática, artrose, doenças cardíacas, pulmão 100%, etc.

    • Gustavo Wentz Biasuz

      Se não for doença metastática…

  • Gustavo Wentz Biasuz

    Em teoria so precisa rafiar os vasos pra sobreviver o procedimento.
    Quero ver é rafiar a medula!!!

  • Luiz Felipe

    Ainda prefiro a tecnica do Robocop.

  • Lucas Timm

    E o corpo de um terceiro gerando toneladas de anticorpos para rejeitar a nova cabeça com tudo o que tem dentro — comofas? Teria que ser implantada no corpo de um membro da família em primeiro grau (pai/mãe/irmãos)? sei não…

  • Renan teixeira

    Se de errado cola tudo com células tronco que elas resolvem… ou não?

  • Alcy2k

    Acho que o termo correto seria “transplante de corpo”. Trocar um corpo danificado por outro.

  • Edmilson_Junior

    O problema é encontrar alguém disposto a doar o corpo.