Programa ALEXA de Radioexploração Espacial

O programa ALEXA de Radioexploração Espacial foi criado pelo Tulio Baars, um jovem brasileiro de 16 anos de Santa Catarina (Presidente Getúlio). Preciso fazer duas considerações antes de iniciar o artigo. A primeira é que eu fiquei bastante feliz e motivado em ver que um jovem de 16 anos, trocando o modismo da maioria dos jovens de mesma idade, decidiu de uma forma indireta, beneficiar a ciência/astronomia brasileira com um projeto independente. A segunda foi de ficar muito mais feliz em ver um projeto científico e tecnológico no Catarse.

Sua iniciativa é instalar e operar um Radiotelescópio em uma região extremamente favorável para monitorar a atividade de alguns corpos celestes com variados objetivos (explicarei mais sobre objetivos adiante). Apesar dele estar trabalhado sozinho no momento, o projeto é aberto a colaboradores de diversas áreas de conhecimento, assim como empresas e interessados em contribuir para esta iniciativa pioneira no país.

Anomalia Magnética do Atlântico Sul (Fonte: NASA)

Anomalia Magnética do Atlântico Sul (Fonte: NASA)



O Harvey I, o primeiro radiotelescópio de ondas curtas do Brasil, foi cedido pela NASA ao projeto, ficará em Santa Catarina e está localizado no centro do pico da AMAS [Anomalia Magnética do Atlântico Sul]. Esta anomalia faz com que o Cinturão de Van Allen, que é uma segunda ionosfera carregada de partículas ionizadas – prótons em sua vasta maioria – fique muito mais próximo da Terra, dificultando o funcionamento de satélites sub e orbitais (assim com a ISS e o Hubble) com inclinações orbitais de 35º a 60º pois estariam expostos a níveis absurdamente altos de radiação. Por isso, são poucas as rotas de satélites que passam na região, resultado em um menor nível de ruído e de interferência.

Preciso lembrar que a ciência no Brasil sofre grande descaso? E que o projeto está sendo realizado de forma “privada”, recebendo apoio de pessoas como você? Que o Governo só “prestou apoio” de uma forma: cobrando imposto?

Os objetivos do programa incluem:

  • recepção, leitura, análise e processamento de sinais de rádio provindos do planeta Júpiter, afim de determinar a ocorrência de tempestades, impactos de meteoritos e análise da composição química do planeta com base na identidade sísmica dos impactos
  • recepção, leitura, análise e processamento de sinais de rádio recebidos de pulsares e radiação cósmica de fundo para contribuir na Busca por Inteligência Extra Terrestre (SETI) e ceder dados de leitura e recursos computacionais ao SETI
  • monitoramento, recepção, análise e processamento de leituras de atividades solares, com o objetivo de aprimorar os atuais sistemas de previsão de tempestades solares, rajadas (Bursts e Flares) e ventos solares, que podem vir a intervir e até colapsar todos os sistemas de telecomunicações terrestres
  • monitoramento e análise de mecanismos de emissão de ventos solares e seus efeitos nas interações entre o Cinturão de Van-Allen e Ionosfera, para aprimoramento dos sistemas de telecomunicações orbitais.

O ano certo para esse projeto é 2013, quando o Sol entrará em seu período de pico em maio. O programa ALEXA pretende realizar observações destes fenômenos em uma localização privilegiada e com recursos tecnológicos superiores aos do último pico, sendo pioneiro mundial na utilização da AMAS para Radiotelescopia.

Tulio Baars

Tulio Baars

O Tulio Baars conseguiu três radiotelescópios, sendo um doado pela S.A.R.A. da NASA para monitoramento do Sol e Júpiter e aquisição de dados para o programa SETI e que será usado no projeto Harvey I. E os outros dois foram doados pelo Solar Research Center da University of Stanford e que será usado para o projeto Harvey II para monitoramento dos efeitos de tempestades e ventos solares na ionosfera terrestre e as suas interações com o Cinturão de Van-Allen, para pesquisas e desenvolvimento de sistemas de proteção para satélites de telecomunicações, equipamentos e antenas de telecomunicações terrestres.

Mesmo o projeto tá tendo alcançado seu objetivo, creio que seja válido doarmos mais, para que ele consiga obter a segunda parte do projeto, que consistem em:

R$ 1.800,00 para aquisição de um sistema de alimentação solar completo com baterias para o radiotelescópio móvel (um dos de Stanford pode ser desmontado e colocado em um carro);

R$ 500,00 para estruturação básica do laboratório móvel (gazebo, mesa, cadeiras de plástico, base das placas solares);

R$ 1.000,00 para aquisição de um sistema de estação metereológica e aviso de tempestades, para podermos prevenir acidentes baixando os mastros de antena.

E se ultrapassar isso ainda, ainda nos falta um computador exclusivo ao projeto, um monitor, osciloscópio, freqüencímetro, gerador de funções… várias coisas para equipar bem o lab!

Conversei com o Tulio e para não estender este artigo, publicarei outro artigo contendo nossa rápida entrevista. 😉

Relacionados: , , ,

Autor: Yeltsin Lima

Estudante de Publicidade e Propaganda, Web Developer, gosta de escrever sobre tecnologia e raramente (agora) sobre ciência. Não sabe escrever biografias, muito menos a própria.

Compartilhar
  • Que tal criar uma campanha online [vaquinha ou algo do tipo] para que qualquer pessoa possa doar?

  • É que o link foi colocado num lugar ruim pro leitor (preguiçoso) clicar.

    • Alexandre Oliveira

      Na verdade só quem conhece o Catarse (e muita gente nunca ouviu falar) entende bem o que é o link ao ler o texto.

      Não custava nada ter explicado melhor e ter dado MUITO mais destaque pro link (afinal, dinheiro de gente preguiçosa também é bem vindo ao projeto, eu imagino).

    • Na verdade eu coloquei logo no primeiro parágrafo 🙂

  • Eduardo Tenório

    Gostei do post. Esse a galera não pode implicar.

    • ClaudioLisboa

      Tb curti!

  • Eduardo Tenório

    Question: Tem certeza que vocês são obrigados a pagar impostos? Isso é uma pesquisa sem fins lucrativos. É ciência pela ciência correto? Então acho (achismo total mesmo) que deve ter algum programa/lei/norma governamental que permita isenção de imposto. Parece-me bastante lógico.

    • Tem não.

    • Estamos no Brasil, esqueceste? 😐

      • Eduardo Tenório

        Mas ainda assim existem incentivos à pesquisa. Parece piada mas existem (só é difícil achar hehehe).

        • Edmilson_Junior

          Para ter desconto custa mais caro ainda em documentação, advogados e etc. O governo não dá mole para quem é pobre não.

          • Eduardo Tenório

            Nosso país é uma merda mesmo.
            Isso era pra ser totalmente sem custo. Já to vendo que em 10 anos esses caras tão fora dessa bosta de país.

          • Alexandre Oliveira

            O governo realmente dá todos os incentivos. Dá todos os incentivos para os pesquisadores saírem do país.

          • Carlos Magno GA

            Eu li outro dia no ultimo segundo: cientista brasileira desenvolve músculos artificiais com nanotubos de carbono. Já no primeiro parágrafo o jornalista entrega: “A cientista XYZ, trabalhando na universidade de Duke, no Texas…”

    • Fausto Biazzi de Sousa
    • Já viu a burocracia que as faculdades e centros de pesquisa demoram meses para conseguir vencer e importar simples reagentes? É assim que o governo trata a pesquisa científica.

    • Somos sim, só há liberação sendo PhD credenciado no CNPq e Sercomex. Mesmo com a grana na mão, o cara espera uns 3 meses de burocracia até conseguir pedir o equip, ele chega aqui e aí são mais alguns meses para liberarem e verificarem como equip científico. Isso sem contar o tempo que a universidade (afinal, projeto científico aqui é só em universidade) leva para indexar aquilo ao acervo deles.

      • Eduardo Tenório

        Túlio, tem algum Hackerspace aí na tua cidade (ou próximo)? A gente aqui em Recife tá criando um, e a idéia de vocês tem tudo a ver com o ambiente. Além disso, vocês conseguirão colaboradores bem experientes em algumas áreas (de física a artes, passando por engenheiros, computeiros e designers).

        • Tem o Tarrafa em Floripa, não sei se ainda funcionam. Legal seria aquele Laboratório de Garagem, lá a galera é fera!

          • Eduardo Tenório

            http://www.tarrafa.net/wiki/index.php?title=P%C3%A1gina_principal

            Pela página, eles estão com encontros marcados para abril. Então dá uma chegada lá. A galera de hackerspace é super tranquila e não tem frescura porque você ainda tá no colégio ou não sabe programar (até porque não é só computação).

            E o projeto de vocês, com certeza os caras vão pirar. Vai ser uma ajuda massa.

  • estou até incrédulo que o Yeltsin escreveu este post. Muito bom.

  • Ótimo texto Yeltsin. assim como você, também adorei saber que o Catarse está ajudando inciativas científicas como essa! =)

  • Xultz

    Quando vejo que precisa fazer uma vaquinha prá juntar dinheiro prá pagar impostos prá um projeto de pesquisa desse tipo, me dá vontade de sair correndo… deste país com este governo miserável.

  • Salles Viana Gomes de Magalhae

    Estranho… não consegui achar “Los Angeles” no texto.

  • Diogo Custodio

    Dica rápida: Aqui em Santa Maria, RS, através da UFSM e do CRS/INPE, trabalhos similares vem sendo realizados desde o final da década de 80.

    Quem sabe seria uma boa oportunidade de unir esforços, e até mesmo sugerir um bom local para o jovem seguir com sua promissora carreira acadêmica? 🙂

  • Andrew Greenspan

    Pode dizer a verdade, Yeltsin. O Cardoso escreveu essa pra você. Só que não.
    “Mesmo o projeto tá tendo alcançado seu objetivo…”

    • Acho que o pior está logo no 1º parágrafo, onde ele já iniciou o post e depois diz que tem que fazer 2 considerações antes de começar o post! o_O

  • Acho que foi o Carlos Cardoso que escreveu…não estou acreditando…deve ter levado uma “chamada” do patrão…

    • Eduardo Tenório

      Também pensei isso na hora. Mas to dando um crédito ao omi. Hehehe.

  • Pingback: Como obter sucesso no financiamento coletivo de seu projeto? « Meio Bit()

  • Pingback: Programa ALEXA já arrecadou o dobro do pretendido » Bule Voador()

  • Oi, Yeltsin, tudo bem? Eu sou da Liga Humanista, uma das patrocinadoras do programa espacial Alexa, e eu fiquei interessado em ver a entrevista que você fez com o Tulio. Você ainda pretende colocar no ar? Aliás, o programa agora já dobrou o dinheiro :), o sucesso talvez valha como gancho. Faltam ainda 13 dias pra encerrar o Catarse do projeto.

    um abraço!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis