O Marte que foi ou o Marte que será

martemolhadinho

Essa imagem foi criada por Kevin Gill, entusiasta de tecnologia espacial e programador. Ele utilizou um software de mapeamento escrito para um trabalho de pesquisa, informações sobre a geografia marciana e texturas da NASA.

Não é uma representação cientificamente precisa, há muitas variáveis desconhecidas, e talvez Marte nunca tenha tido tanta água assim, e os depósitos no solo e nos polos podem não ser suficientes para reverter o estado do planeta para o que era.

O mais impressionante nessa transformação, ou Terraformização de Marte é que pode ser feita com nossa tecnologia atual. Ao menos em teoria temos recursos para transformar o planeta vermelho em um segundo pálido ponto azul.

Uma das técnicas sugeridas é diminuir o albedo, a relação entre luz recebida e refletida. Com um albedo menor o planeta se aqueceria, os gases presos no solo seriam liberados e a atmosfera teria sua pressão elevada do 1% da atmosfera terrestre, que é hoje, para algo que consigamos suportar sem trajes espaciais.

Claro, como a atmosfera marciana é em sua maior parte CO2, teríamos que usar respiradores, mas não trajes completos. Idealmente teríamos que aumentar a concentração de Oxigênio na atmosfera, mas sem ligar o Reator (Quaid sumiu com a chave) como fazê-lo? precisaríamos de máquinas em escala planetária.

Felizmente existem máquinas auto-replicantes que conseguiriam escurecer a superfície marciana, diminuindo seu albedo E ao mesmo tempo retirariam Oxigênio do solo, recuperariam Carbono e aqueceriam o planeta: São chamadas de plantas.

Carl Sagan propôs o uso de musgos e outras espécies, adaptadas para as condições marcianas. Seria um trabalho de semeadura que duraria décadas, mas depois de iniciado, é só esperar.

Arthur Clarke por sua vez sugeriu missões que capturariam cometas e asteroides ricos em água, direcionando-os para colisão com Marte. Seria um trabalho também de décadas, mas um dia depois de milhões de anos Marte teria sua primeira chuva, e a Humanidade teria um segundo lar, fugindo do destino dos dinossauros, extintos por colocarem todos os ovos em uma única cesta.

Fonte: TA

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples