Home » Meio Bit » Internet » Troll americano aprende sobre causa e efeito

Troll americano aprende sobre causa e efeito

O Post-Dispatch, um jornal de St Louis, EUA, publicou um artigo despretensioso perguntando aos leitores qual foi a coisa mais maluca que já comeram. Isso estimulou participação, gente postando sobre comidas exóticas em lugares distantes, um bom papo.Um babaca com QI a menos e cromossomas a mais resolveu estragar

9 anos atrás

O Post-Dispatch, um jornal de St Louis, EUA, publicou um artigo despretensioso perguntando aos leitores qual foi a coisa mais maluca que já comeram. Isso estimulou participação, gente postando sobre comidas exóticas em lugares distantes, um bom papo.

Um babaca com QI a menos e cromossomas a mais resolveu estragar a brincadeira, e postou um comentário com uma única palavra, um termo grosseiro significando uma certa parte da anatomia feminina (isso mesmo, aquela mesma, onde tudo acontece e tudo se resolve).

O autor do artigo apagou o comentário. O babaca, claro, voltou e postou de novo.

Irritado o autor resolveu fuçar, viu que pelo IP o comentário estava vindo de uma… escola. Ele pegou o telefone, ligou pra lá e rapidinho identificaram o babaca. Era um funcionário. Encostado na parede, o babaca como todo bom fanfarrão, pediu pra sair, juntou a trouxa e foi atrás de outro emprego, porque ali ele já era.

A reação de Kurt Greenbaum, o autor, está sendo criticada por alguns leitores do jornal, mas nós que cuidamos de vários sites, temos uma presença online profissional, só podemos aplaudir. A Internet passa a imagem de ser uma terra de ninguém, o que não é verdade. Leis de Causa e Efeito funcionam por aqui, você é SIM responsável pelo que escreve. Seja em um post, seja em um comentário.

Se o sujeito se acha no direito de ofender e estragar a brincadeira dos outros postando palavrões, que arque com as conseqüências disso.

Esse tipo de gente nada contribui, nada acrescenta. Só aparecem em artigos onde podem criticar, escolhem alvos “fáceis” e consomem tempo de leitores sérios, que, desavisados, tentam argumentar com eles, apenas para ouvir um “é, pode ser”.

Trolls nunca, nunca admitem um erro, vejam por exemplo esta LINDA resposta do Fabião a um ataque gratuito e covarde à figura de Paul Allen, o Nick Ellis da Microsoft. Viram um “tem razão, não pesquisei, estava errado”? É, nem eu.

Por isso no MeioBit instituímos o ZICA – Zero Idiot Comment Act. Seremos menos frouxos na moderação. Trolls não acrescentam, então serão extirpados sem dó. Quem quiser discordar com argumentos, é bem-vindo. Quem quiser xingar a Fabiane e pedir a cabeça dela apenas por não gostar de um artigo, vai rodar.

Com isso teremos menos, porém melhores leitores.

Fonte: Ars Technica



relacionados


Comentários