Home » Cultura » Chuck Berry: aonde nenhum roqueiro jamais esteve

Chuck Berry: aonde nenhum roqueiro jamais esteve

Chuck Berry e Carl Sagan, uma dupla inusitada? Não, esses dois tinham muito em comum, Chuck Berry eternizou o Rock e Carl Sagan eternizou Chuck Berry, mandando sua música para as estrelas. Clique e veja como Johnny B. Goode é o Rock do Cosmos.

3 anos atrás

chuck_carl

A Terra vai ser destruída. É um fato, e não estou falando do Trump. Em alguns bilhões de anos teremos um último dia perfeito, então o Sol começará a esfriar e crescer, se tornando uma gigante vermelha. Ele ultrapassará a órbita da Terra em tamanho, incinerando todas as criações do Homem. Todos os nossos méritos e defeitos, perdidos para sempre. 

Ou quase. Perdida entre as estrelas uma pequena sonda, com um cérebro eletrônico primitivo mesmo para os padrões de hoje seguirá em sua missão, e a menos que ela tenha um encontro com um asteróide ou uma ave de rapina Klingon, seguirá por muitos milhões de anos levando sua Mensagem, na esperança de que alguém, em algum lugar a encontre.

Se isso acontecer, os nossos amigos alienígenas de um futuro distante terão acesso a uma minúscula amostra do melhor que a Terra tem a oferecer em termos de Cultura. Fotos de nossas grandes conquistas e descobertas, sons da Terra e música. Bach, Mozart, Beethoven, canções tribais e, como representante do Rock and Roll, Johnny Be Goode do mestre Chuck Berry.

Na época foi uma decisão controversa, Rock era considerado “coisa de adolescente” mas Carl Sagan e Ann Druyan, responsáveis pela seleção de conteúdo do disco bateram pé. Sagan respondeu que “há um monte de adolescentes na Terra”.

A decisão foi respeitada, o que permitiu a Sagan enviar a Chuck Berry esta carta, em seu 60º aniversário:

c7qaawkvsaewwee

“Caro Chuck Berry;

Quando dizem a você que sua música viverá para sempre, normalmente você sabe que estão exagerando. Mas Johnny B. Goode está no disco interestelar preso à nave Voyager — agora a dois bilhões de milhas da Terra e seguindo para as estrelas. Essas gravações vão durar um bilhão de anos ou mais.

Feliz 60º aniversário, com nossa admiração pela música que você deu para este mundo…

Go, Johnny, go.

Ann Druyan

Carl Sagan”

No centro do disco da Voyager, há uma inscrição, feita à mão: “Para os criadores de música. De todos os mundos, de todos os tempos”. É a dedicatória de nosso presente, e convenhamos, sortudos esses aliens. Qualquer disco que tenha Chuck Berry é um senhor presente.

adxiazw

Eu adoro imaginar quantos anos de discussão acirrada entre cientistas alienígenas, quantos papers de humanas (ok, o equivalente deles) serão escritos tentando interpretar

Deep down in Louisiana, close to New Orleans
Way back up in the woods among the evergreens
There stood a log cabin made of earth and wood
Where lived a country boy named Johnny B. Goode

A única certeza é que Chuck Berry agora viverá para sempre, entre as estrelas, onde é seu lugar.


Leia também:

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários