Home » Miscelâneas » O futuro da Pixar: nada de continuações, só obras originais

O futuro da Pixar: nada de continuações, só obras originais

Nada de Divertida Mente 2 ou Wall-E 2: presidente da Pixar revela que após lançamentos de sequências já agendadas, estúdio focará em obras originais

3 anos atrás

inside-out

A Disney Pixar pode estar feliz da vida com a excelente bilheteria de Procurando Dory (a matriz com certeza está), mas o fato é que o estúdio sempre se concentrou em ser um contador de boas histórias, desde os primórdios. Assim sendo, nos próximos anos ele irá se concentrar em novas produções originais e não devemos ver novas continuações, além daquelas que já estão agendadas.

Quando a Pixar revelou sua lista de filmes futuros para os próximos anos, além das já sabidas continuações de Os Incríveis e Toy Story o terceiro filme da série Carros, além de uma nova produção 100% original chamada Coco, agendada para 2017 e que vai trazer um pouco da cultura mexicana para a tela, abordando o Dia de Los Muertos. Aqui estamos tratando de produções até 2018, só de daí por diante a Pixar irá abrir mão de novas sequências e continuações, e irá focar em novas histórias.

Em entrevista, o presidente Jim Morris disse que diferente de outros estúdios que encomendam sequências de filmes de sucesso tão logo eles estourem e tenham um bom desempenho, o processo criativo da Pixar busca trabalhar com seus diretores de modo a permitir o desenvolvimento de novas e criativas histórias, sempre buscando novas possibilidades e menos preocupados com sequências. Isso vem muito do início da Pixar, quando John Lasseter e Steve Jobs definiram juntos os primeiros sucessos do estúdio, todos histórias únicas.

Assim sendo, Morris deixou claro que após as sequências já em produção, a partir de 2020 todas as próximas obras da Pixar serão originais. E isso independe do desempenho nos cinemas, Toy Story 4 pode ter uma bilheteria assombrosa ou Coco surpreender, não ganharão sequências. Os dois filmes já agendados para daqui a quatro anos serão ideias novas e inéditas.

A gente sabe que a Pixar costuma ser sinônimo de qualidade, tirando alguns tropeços (O Bom Dinossauro) seu portfólio é da fazer inveja em muitos estúdios, o que evidentemente enche a Disney de orgulho. É certo que as futuras produções originais atingirão inegável sucesso, mas é triste saber que ao menos de 2019 em diante não veremos mais nenhuma continuação de seus filmes, ao menos não a médio prazo.

Fonte: Entertainment Weekly.

relacionados


Comentários