Home » Meio Bit » Apple e Mac » Cassinos: nada de iPhone durante o jogo

Cassinos: nada de iPhone durante o jogo

10 anos atrás

Contar cartas em jogos como BlackJack (também conhecido como 21) é algo muito difícil e portanto, não é proibido nos EUA.
 
Antigamente, o uso de telefones celulares era proibido dentro dos Cassinos e a medida foi revertida quando eles notaram queda nos lucros, porque as pessoas paravam de jogar para atender o telefone ou retornar uma ligação. Aí acabava o transe do jogo para fazer coisas de pessoas normais, como comer ou tomar banho.

O aplicativo A BlackJack Card Counter faz exatamente isso, ajuda a contar cartas, de 5 maneiras diferentes e estava sendo usado por usuários para ter uma vantagem competitiva dentro das probabilidades do jogo. O programa conta inclusive com um modo stealth para que a tela do aparelho fique desligada e o jogador possa continuar informando as jogadas. Há também, na versão mais recente, avisos vibratórios, para que não seja necessário ligar a tela do aparelho para saber quando parar, quando apostar mais ou menos.
 
17-2-2009 23-49-01
 
Por causa da proibição do uso do programa no estado de Nevada, a demanda aumentou. Com o sucesso, o preço caiu de 5 para 2 dólares para que os donos de iPhones e iPods Touch possam trapacear jogar melhor.
 
17-2-2009 23-49-29 17-2-2009 23-55-04
 

Se você escapar do Sam Rothstein e do Nick Santoro e for pego pela polícia: de um até seis anos de detenção e multa de 10 mil doletas.

Fontes: iTunes, ArsTechnica

relacionados


Comentários