Home » Áudio e vídeo » Resenha: Mr Robot — uma espécie de Dexter Nerd

Resenha: Mr Robot — uma espécie de Dexter Nerd

Imagine uma mistura de Tyler Durden, do Clube da Luta com Dexter e Matrix, mas sem kung fu e, bem, sem a Matrix. Adicione muito mais realismo na parte técnica, sem ENHANCE! e outras bobagens. É a premissa de Mr Robot, um thriller psicológico do USA Network que pode ser o primeiro seriado de hackers para adultos. Clique e leia a resenha!

4 anos atrás

11146569_913773262022951_4232384404809680435_n

A primeira impressão que tive de Eliott (Rami Malek), protagonista de Mr Robot, nova série do USA Network foi bem negativa. Me pareceu mais um daqueles nerds arrogantes de Internet, exalando misantropia e desdenhando do mundo que os alimenta, com frases de efeito como “Fuck Society” e posturas pseudo-radicais como desdenhar de mídias sociais, falar mal de Steve Jobs e corporações.

O gosto de hipocrisia enche a boca, afinal o USA Network é uma subsidiária da NBC Universal Cable, que por sua vez é uma divisão da NBC Universal, corporação com receita de US$ 23 bilhões, subsidiária da Comcast, receita de US$ 65 bilhões, mas aí então percebi que isso não era importante. A beleza do capitalismo é que você pode criticar corporações desde que isso seja parte da história, atraia público e anunciantes. E The Robot vai atrair muita gente. 

vlcsnap-00110

Não era pra ele murar num galpão todo transado, com vários carros esporte no térreo?

Esqueça dois idiotas e um teclado. Em Mr Robot ninguém cria interfaces GUI em Visual Basic para rastrear IPs. The Robot é o Anti-CSI Cyber. Para dar uma idéia do nível, dois personagens discutem Gnome vs KDE.

Vamos ver se consigo resumir a impressão que tive: imagine Clube da Luta misturado com Dexter e Matrix, mas sem Kung Fu. Não acredite na propaganda da série, onde Elliot diz que de dia é um engenheiro de segurança, e de noite é um hacker vigilante. Ele não sai correndo em telhados atrás de bandidos, anda de metrô e tem uma vida miserável.

Eliott trabalha em uma firma que presta serviços de segurança de redes, e detesta a vidinha corporativa. Antissocial quase em nível patológico, ele gosta de pessoas, só não gosta quando elas ficam muito perto, ou interagem.

vlcsnap-00111

03:00 AM, no meio de um ataque dDOS. Cadeiras vazias e Red Bull.

Já de cara ele diz que criou um amigo imaginário para poder conversar nos momentos de maior solidão. O amigo somos nós. Vemos o mundo através dos olhos dele, o que complica muito quando Eliott está (ou não?) tendo alucinações.

Ele usa engenharia social e ataques de força bruta para descobrir senhas e fuçar a vida dos outros. Como todo White Knight, ele quer ajudar, como quando descobre o segredo do peguete de sua analista.

Tal como Dexter ele guarda os resultados de suas "missões" em uma maleta de DVDs, como troféus.

Depois de sofrer um ataque RUDY (eu tive que pesquisar, eles são bons!) o maior cliente da empresa sofre um dDOS massivo. O cliente é a E-Corp, uma mega-power-corporação que está espalhada pelo mundo inteiro, e que aos olhos de Elliot é o mal encarnado. Literalmente aos olhos dele. Elliot diz que se programou para sempre que ouvir ou ler o nome da E-Corp, traduzir para Evil Corp. Todas as instâncias em que a empresa é mostrada ou mencionada, é como Evil Corp, uma boa dica de que Elliot é aquela trope chamada de “narrador não-confiável”. Vemos o mundo por ele, não quer dizer que estejamos vendo o mundo real.

vlcsnap-00107

Qualquer semelhança com a logo da Enron é mera coincidência!

Elliot descobre um root kit e determina que é preciso derrubar todos os servidores da empresa e restaurar backups. Em um dos servidores ele encontra um arquivo com assinatura do hacker, e uma mensagem mandando não apagar o arquivo. Ele segue a instrução.

Depois ele descobre que foi um teste, estava sendo recrutado por um hacker anarquista líder de um grupo ultrasecreto, tipo Scorpion sem que todos sejam retardados. Ele tem que incriminar o CTO da Evil Corp, fazendo o FBI acreditar que o ataque veio de lá.

vlcsnap-00112

Isso não é interface de um cyberataque de série de TV!

As cenas de hacking não são hacking, são trabalho de TI, com direito a portscans, IFCONFIGs e similares. Um usuário do Reddit detalhou a sequência de invasão/reação,  e mesmo com as liberdades que a dramaturgia exige, se tornou o mais realista uso de computadores que já vi numa série de tv.

vlcsnap-00113

Muito Portscan, nenhum ENHANCE!

Elliot mora em um apartamento xexelento na companhia de um peixe. Ele é muito solitário, e de vez em quando desaba. Sua válvula de escape é a morfina e suas noites de vigilante, mesmo que se resumam a fuçar a vida da analista ou de Angela (a totosa esquisita Portia Doubleday), colega de trabalho, amiga de infância e remooooto interesse amoroso. Ele é prático e prefere transar com a (tra) ficante.

vlcsnap-00121

Angela, uma moça… normal.

Christian Slater, o hacker anarquista Mr Robot faz um discurso totalmente Morpheus explicando que o mundo é uma ilusão, que o dinheiro é virtual, que eles podem melhorar a vida de milhões de pessoas apagando todos os dados da Evil Corp. Elliot pesquisa mas não acha nada sobre ele nas interwebs. Espectadores mais atentos ficam de orelha em pé.

Não sabemos quem existe e quem não existe. Uma hora Elliot volta pra sede do tal grupo hacker e está tudo abandonado. Será que foi tudo coisa da cabeça dele? Elliot pergunta se está alucinando que está alucinando. Não olhe pra mim, cara.

Mr Robot é um thriller psicológico sobre hackers escrito por e para gente que sabe programar o videocassete para não ficar piscando 12:00. O protagonista não é simpático mas é bem menos misantropo do que a percepção inicial dá a entender. Em termos médicos ele é “na dele”. Não é hipster descolado. Caramba, o celular do cara tem tela quebrada. Quer coisa mais realista que isso?

vlcsnap-00109

Viu Nick, não é só você…

Quem sentia falta de uma série adulta com ambientação no mundo da informática moderna, com discurso antiestablishment e fugindo de quase todos os clichês e tropes do gênero, Mr Robot é essa série.

O piloto está disponível no YouTube, menos pro Brasil, mas depois de todos o discurso contra a Evil Corp, tenho certeza de que não ligarão se você baixar o episódio da locadora do Paulo Coelho.

A série começará a ser exibida dia 24 de junho.

Aqui o trailer:

Mr. Robot: Official Extended Trailer - New Series on USA (Premieres June 24)

Avaliação?

zerocools

4,5 de 5 ZeroCools, só não levou 5 pois é inadmissível uma série começar tão bem, e não incluir o maior hacker de todos os tempos:

vlcsnap-00096

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários