Home » Áudio e vídeo » Resenha: The Knick — é tipo House, mas sem todo aquele otimismo e simpatia

Resenha: The Knick — é tipo House, mas sem todo aquele otimismo e simpatia

The Knick pode parecer mistura de Downtown Abbey com Dr House mas é uma excelente série médica de época. Confira nossa resenha atrasada.

5 anos atrás

The-Knick-16x9-1

AVISO: primeiro de tudo, peço imensas desculpas, sei que é imperdoável resenhar uma série que já está no ar.

Se isso te ofende, caro leitor, aperte ALT + F4 para nosso formulário de reclamação.

A série é sobre um médico antipático mas genial, que comanda o setor de cirurgia de um hospital nos Estados Unidos. Ele tem um assistente negro, que é bom mas não tanto quanto se acha, tem conflitos com a administração do hospital, que repassa exigências feitas pelos filantropistas que doam dinheiro a eles. O tal médico tem que gerenciar brigas na equipe, relacionamentos proibidos e pra piorar é viciado em medicação controlada.

Neste momento você está gritando É KIBE DE HOUSE! DESCARADO! MUDA NADA!

Eu tenderia a concordar, se não tivesse assistido. Foi a minha reação quando li a sinopse, mas The Knick não é do SyFy. The Knick é dirigido, produzido e fotografado por Steven Soderbergh, e neste momento eu que já tinha sua curiosidade agora tenho sua atenção.

The Knick se passa no ano de 1900, em uma versão fictícia do hospital Knickerbocker, apelidado de The Knick. O  hospital de verdade existiu em NY entre os anos de 1862 e 1979.

vlcsnap-00043

O personagem principal é o Dr John Thackery, Thack pros amigos, se ele tivesse algum. Quer dizer, até tem, um ou outro mas no primeiro episódio o amigo mentor e superior no hospital se suicida, desiludido por não conseguir resolver o problema da Placenta Prévia, um dos casos que requerem uma cesariana de emergência.

Não é um problema fácil, cesarianas bem-sucedidas, extremamente bem até então eram as que se conseguia ao menos salvar a criança. Na maioria dos casos morriam os dois, por hemorragia.

Para completar a desgraça Thack descobre que seu candidato para seu antigo posto foi preterido pelo Conselho do hospital. Uma família influente, encabeçada ali por Cornelia Robertson, a Loura Caridosa modernosa cheia de idéias perigosas de igualdade racial, serviço social, assistência médica para população carente… ela era tipo Obama, uma comunista. Provavelmente muçulmana também, segundo a Fox News.

Thack é obrigado a aceitar a inclusão de Algernon Edwards, excelente cirurgião, formado na Europa, com passagem por vários hospitais ilustres, co-autor de trabalhos científicos, mas com dois problemas: primeiro, tinha a cor errada, segundo, estava entrando por peixada.

Os outros médicos ficam indignados, é inadmissível um negro, que até poucos anos atrás era basicamente propriedade, estar ali como um igual. Thack também não gosta, mas a questão pra ele se resume à questão do pistolão e do conflito que isso gerará na equipe. Pessoalmente ele está pouco se lixando pra cor do Dr Edwards.

vlcsnap-00047

“The Doctor is a nigBLÉÉÉMMMMM

Isso não o impede de colocar Edwards pra fazer trabalho de enfermeiro, mantê-lo longe das cirurgias e até dos pacientes, mas cada vez que ele acaba participando de uma intervenção, dá alguma sugestão útil, e Thackery começa a pesar se vale o stress de manter Edwards por perto, mesmo irritando todo mundo.

The Knick tem um monte de cenas feitas para “chocar”, como médicos sem luvas ou máscaras, anestesia sendo pouco mais do que Éter, procedimentos como ESTOURAR com apertões cistos nos rins, mas é tudo mostrado como era em 1900, o auge da tecnologia e do conhecimento. No funeral de seu amigo Thackery faz um discurso emocionado sobre a era de descobertas, de ciência, de aprendizado que estavam vivendo.

O hospital está sendo eletrificado, já possuem telefones, e estão negociando a compra de uma incrível maravilha tecnológica: uma máquina de Raios X.

Ah sim, eles também usam um anestésico local inovador, que além de aliviar a dor localmente deixa o paciente com um excelente estado mental, facilitando as intervenções. É uma droga nova, vinda do oriente, e Tackery basicamente não vive sem ela. É esta aqui:

3b7b6788fb6b98fa3673e5038bb69911

Claro que ele não pode se injetar o tempo todo, precisa dormir, então vai pra Chinatown, onde é habituê, VIP de uma casa de damas que tlocam favoles por dinheilo, onde consome Ópio e Japinhas made in Hong Hong em quantidades industriais.

Quanto a Edwards ele quer ir embora, acostumado com a Europa, onde era só um humano de segunda classe, não conseguiu se adaptar ao Knick, onde era tratado como sub-humano. O racismo na série é terrível pois não é caricato como em Django Livre, não há a catarse do Django explodindo todo mundo. Pior, é algo real, documentado e institucionalizado.

Edwards só aceita a vaga por causa da família Robertson. Sua família trabalha pros Roberts faz tempo, eram tratados com educação, respeitados como pessoas, e as crianças cresceram juntas, Edwards e Cornélia são quase como irmãos. Quase. Os Robertsons aliás pagaram os estudos de Edwards na Europa.

O que o faz ficar foi presenciar um procedimento especialmente complicado onde Thackery salvou um paciente com um equipamento criado por ele. “Não vou deixar este circo até aprender tudo que você tem a ensinar”. Como Thackery faria mais adiante, Edwards colocou a curiosidade científica na frente do orgulho.

vlcsnap-00044

Esterilização é para os fracos!

Há várias tramas paralelas, como o motorista (ok, cocheiro) da ambulância que ganha comissão pelos pacientes com grana que leva pro hospital, o administrador que desvia dinheiro do hospital para pagar dívidas a um mafioso, a freira que fuma bebe e faz freela mandando bebês não-nascidos direto para Jesus, se é que você me entende, o médico filho de pai rico que é protegido do Thack para desespero do pai, que quer ele num hospital mais chique, e a enfermeira bonitinha dadivosa.

A Parte Técnica

A direção de Soderbergh é primorosa, bem como sua fotografia. Ele faz mágica para passar o clima de áreas com iluminação de lampião, a Casa de Ópio é quase claustrofóbica. A câmera nervosa que era moda alguns anos atrás não se faz presente. A cenografia é excelente, a produção colaborou com museus e historiadores para reproduzir equipamentos e procedimentos de época. O trabalho de próteses também é ótimo. A imersão e reconstituição de época são tão boas que a gente estranha não ser tudo em preto-e-branco.

vlcsnap-00046

A criança está virada? Simples, coloque a barriga em uma bacia de gelo, ela fica com frio e se vira. CIÊNCIA!

O Elenco

Clive Owen está arrebentando como Thackery, foi muito corretamente indicado ao Globo de Ouro de melhor ator por isso. Você o conhece de Closer, Sin City, Identidade Bourne e outros.

Andre Holland está passando a dose certa de indignação e resignação. Seu Dr Edwards não quer mudar o mundo, mas gostaria que isso acontecesse. Infelizmente vive em um tempo onde discriminação racial é tão normal que em nenhum momento ouve-se o termo “racismo”. Sua carreira é bem recente, seu primeiro filme foi em 2011 e ele está em Selma, que você deveria ver, mas spoiler: o MLK morre no final.

vlcsnap-00045

Pacientes valem dinheiro, as equipes de ambulância de cada hospital disputavam a tapa. Imagine se seu plano de saúde fosse assim…

O resto do elenco de apoio também manda muito bem, especialmente Cara Seymour, que faz a Irmã Harriet, e Chris Sullivan, que faz Tom Cleary, o motorista da ambulância. A química entre eles é excelente, proporcionam o principal alívio cômico e vivem uma das amizades mais improváveis da história da televisão.

Conclusão

The Knick não é uma paródia nem ridiculariza a tecnologia da época. Também não idolatra ninguém. Mesmo as pessoas genuinamente “boas” aos poucos vão mostrando um lado menos bonito. As ruins, mostram que têm algo a oferecer.

É uma série sobre pessoas, algumas tentando sobreviver, algumas desbravando as fronteiras da medicina, outras só deixando os filhos brincarem com a máquina de Raios X, afinal que mal há nisso?

Quando Onde Como

The Knick passa na civilização no Cinemax. A primeira temporada teve 10 episódios, foi renovada para uma segunda, que deve passar no último trimestre de 2015. Também está disponível na locadora do Paulo Coelho. No Brasil passa ou passava no… Max.

Para saber (muito) mais

Participei de um episódio do Geek Vox sobre The Knick, acompanhe no site deles e veja quando vai sair…

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários