Home » Áudio e vídeo » CES 2015: Panasonic lança Blu-ray 4K e TVs com Firefox OS

CES 2015: Panasonic lança Blu-ray 4K e TVs com Firefox OS

Smart TVs rodando Firefox OS e primeiro Blu-ray com conteúdo em 4K são as novidades da Panasonic para a CES 2015

5 anos atrás

panasonic-ces-2015

A Panasonic não poderia ficar de fora da farra das TVs inteligentes, já que cada empresa resolveu abraçar um sistema operacional diferente em 2015. Só que como todo mundo está correndo atrás do 4K ela resolveu dar um passo à frente, exibindo o primeiro protótipo de um Blu-ray player capaz de rodar discos com suporte ao formato.

TVs com raposa de fogo inside

panasonic-ces-2015-001

LG, Samsung e Sony resolveram cada uma abraçar um sistema operacional mais esperto do que os programas engessados que habitavam as Smart TVs. A LG foi a primeira em 2014 com o webOS, e Samsung e Sony vieram na esteira com Tizen e Android TV respectivamente. A Panasonic também aderiu ao 4K, todas as quatro linhas de televisores que serão introduzidas neste ano serão compatíveis com a resolução estonteante.

A grande novidade é que uma delas, a linha CX850 de Smart TVs, com modelos entre 55 e 65 polegadas contará também com um SO mais inteligente e rápido, no caso o Firefox OS (parceria essa que fora revelada no ano passado). A ideia é, embora não tenha deixa do explícito durante a conferência de fato concorrer agressivamente com os principais fabricantes de Smart TVs, em especial a LG, que já consolidou o webOS.

Blu-ray 4K? Eu quero!

panasonic-ces-2015-002

Só que uma coisa é fornecer uma tela que reproduza vídeos em 4K, a outra é fornecer conteúdo. Se por um lado a Panasonic é parceira da UHD Alliance, de outro ela já vem se mexendo para introduzir produtos que atendam essa realidade que os fabricantes estão forçando, que é enfiar o Ultra HD goela abaixo do consumidor: ela apresentou na feira um protótipo de player de Blu-ray com capacidade de executar discos com conteúdo 4K.

blu-ray_4k_panasonic

Que a Panasonic sabe trabalhar com mídias físicas, disso ninguém tem dúvida; vide o Archival Disc que está sendo desenvolvido em parceria com a Sony: a ideia é que o disco para uso profissional, que pode ter capacidades de 300 GB, 500 GB e 1 TB; substitua num futuro próximo o Blu-ray atual, que só suporta entre 25 e 50 GB de dados. Este é suficiente para um filme em Full HD, mas em 4K ou mesmo 8K a coisa muda completamente de figura.

A previsão da Panasonic é de introduzir o Archival Disc de 300 GB lá para o meio do ano, enquanto que os players só dariam as caras nas lojas no fim de 2015.

relacionados


Comentários