Home » Ciência » Pela Procter & Gamble a Duracell não vai durar muito…

Pela Procter & Gamble a Duracell não vai durar muito…

Você abriria mão de um negócio que rende US$ 2 bilhões por ano? A Procter & Gamble está fazendo isso, e por uma boa razão: em breve pilhas serão coisa do passado, e melhor sair por cima do que se descobrir alimentando um cavalo moribundo. Então diga: adeus Duracell…

5 anos atrás

Matrix_102Pyxurz

Em 1860 um grupo de visionários criou o que seria chamado hoje me dia de uma Start-Up. A Pony Express era uma empresa com uma idéia revolucionária que todo mundo achava impossível: transportar correspondência costa-a-costa nos EUA em menos de 10 dias. Lembre-se, era uma época onde boa parte do país era habitada por índios, havia assaltantes de diligências, nenhuma estrada asfaltada, e Wi-Fi e 3G praticamente inexistentes.

O conceito do Pony Express era empregar jovens mensageiros (preferencialmente órfãos) que correriam com seus cavalos até começarem a cansar (os cavalos, os mensageiros que se danem). Chegando a uma estação de troca, pegariam cavalos novos e seguiriam por mais 16 km, trocariam de novo, e por aí vai.

Foi um sucesso, ao menos durante 18 meses. Em 1861 a Pony Express fechou, ao mesmo tempo em que começava a Guerra Civil E as primeiras linhas de telégrafo eram instaladas.

Hoje a Procter & Gamble está fazendo algo parecido, abandonando um negócio de US$ 2 bilhões, onde é líder incontestável de mercado: pilhas.

Mesmo com a Duracell dominando 35,4% do mercado, é uma batalha perdida. Pilhas descartáveis vem vendendo 4,6% a menos cada ano que passa. O principal culpado? Smartphones.

Hoje você não usa mais pilhas na câmera, pilhas no rádio, pilha no GPS, pilha no Game Boy, pilha na lanterna. Você usa o celular pra suprir a função de um monte de gadgets.

Um dos poucos lugares em uma casa onde pilhas ainda são usadas são controles remotos, justamente o tipo de equipamento com consumo quase zero.

Cute-Funny-Duracell-Bunny-Discharged---Energizer-bunny--not-Duracell----Trance-

Brinquedos? Câmeras fotográficas? Todo mundo está preferindo, por questões ecológicas ou econômicas comprar pilhas recarregáveis.

Por causa disso a OCP P&G está separando a Duracell em uma companhia isolada, saindo do guarda-chuva do conglomerado. Acionistas que quiserem poderão trocar ações da P&G por ações da Duracell. Os que toparem provavelmente investem em Bitcoins e compraram Betamax.

Com valor de mercado de US$ 238 bilhões e receita anual de US$ 84 bilhões, a P&G assim como o povo não tem nada de bobo, e sabe quando é hora de pular fora. O mercado de pilhas além de em retração está estagnado tecnologicamente. Nem chance de lançar um produto inovador eles tem.

Outros seguirão o mesmo caminho? Provavelmente. Quem puder, quem tiver nas baterias seu negócio principal, está com uma enorme figura com uma foice rondando a sede da empresa.

Que aproveitem a sorte de ver seu fim com tanta antecedência. A mídia impressa não aproveitou e agora mendigam views e assinantes enquanto passarinhos aprender a obrar em tablets.

Fonte: BB via QZ.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários