Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

O nome é Xiaomi, mas pode chamar de Chacal

Por em 25 de julho de 2014

spider-man-jackal

Antes de mais nada uma pequena aula de quadrinhos: o Chacal, um vilão do segundo escalão da Marvel foi o responsável pela maior dor de cabeça da vida do Homem-Aranha (e por tabela, por uma das piores sagas dos anos 90): alter-ego do doutor Miles Warren, cientista e professor de bioquímica de Peter Parker, ele é o criador de todos os clones que atazanaram o cabeça de teia por mais de duas décadas. Um deles, que assumiu o nome de Ben Reilly (o primeiro Aranha Escarlate; o atual é o primeiro clone imperfeito de Parker, conhecido antes como o serial killer Kaine) chegou a atuar como o Aranha por um tempo, depois do Chacal dar a entender que Parker era o clone e ele, o original. Isso sem contar que ele também clonou Gwen Stacy (duas vezes), o primeiro grande amor de Parker.

Dado esse background não é difícil fazer uma associação com a Xiaomi, fabricante chinesa de dispositivos mobile que quer se posicionar no mercado como uma concorrente grande e séria, mas se limita apenas a lançar cópias de seus adversários.

continue lendo

emArtigo Computação móvel Comunicação Digital Hardware Mercado Planeta Sem Fio Software

Como ganhar US$ 20 de créditos na PSN em apenas alguns cliques

Por em 29 de junho de 2014

Laguna_PSN_Gift_Card

Não existe almoço grátis: um estelionato acontece quando há dois espertos querendo se dar bem um com o outro, mas somente um fica com o dinheiro.

Na internet aparentemente tudo é de graça, mas a maior parte de tudo que vemos pelas páginas mundo afora é publicidade. Publicidade essa que não quer apenas dinheiro, mas também nossos dados pessoais.

Lá no Twitter do tio Laguna algum perfil fake sempre me segue ou me lista para ganhar códigos gratuitos da Xbox Live. Como não pretendo ter tão cedo um console da Microsoft (só o maravilhoso joystick mesmo), sempre ignorei esse tipo de coisa.

Hoje um amigo mais incauto me repassou um link sobre um esquema que promete arranjar vinte dólares em créditos na PSN norte-americana de graça. Fui testar e… FUNCIONOU! :shock:
continue lendo

emArtigo Jogos Miscelâneas Segurança Sony Web 2.0

Satoru Iwata permanece presidente da Nintendo por causa de Mario Kart 8

Por em 28 de junho de 2014
Laguna_Satoru_Iwata_Wii_U

Satoru Iwata, mais um ano sendo presidente da Nintendo (Crédito: Telegraph)

Não foi apenas na E3 2014 que a ausência de Satoru Iwata (cirurgia para retirar pedra na vesícula biliar?), atual presidente da Nintendo, foi sentida: ontem à tarde foi realizada a 74ª reunião anual com os acionistas e nela ocorreram as eleições para os diretores do conselho de administração, incluindo aquele que será o presidente da empresa por mais um ano.

A única mudança (cuidado, PDF) foi a eleição de Naoki Mizutani (não é o ator) para uma das dez cadeiras da diretoria da Nintendo. Todos os outros nove diretores foram reeleitos. Isso quer dizer que Genyo Takeda e Shigeru Miyamoto continuam como 2 dos 3 diretores representantes da Big ‘N’, enquanto Satoru Iwata continua como 3º e presidente da japonesa.

Por causa do terceiro ano fiscal consecutivo de prejuízo (de abril de 2013 a março de 2014 foram US$ 229 milhões em perdas) a reeleição de Iwata como presidente era dada como incerta: ano passado ele foi aprovado por 77,3% dos acionistas, sendo que no ano anterior (na 72ª reunião) o índice de aprovação era de 92,9%.

Com essa bela tendência de queda (o índice deste ano ainda não foi divulgado) na aprovação do atual presidente da Nintendo, o tio Laguna pode supor que Mario Kart 8 salvou o cargo do Iwata por mais um ano.
continue lendo

emArtigo Destaques Games Indústria Nintendo

Phil Spencer, da Microsoft: “a Nintendo não venceu a E3 2014, foi a Sony”

Por em 24 de junho de 2014
Laguna_US_console-map

Qual o console de 8ª geração mais popular no Facebook? (Crédito: Movoto via GamePolitics)

Embora evite assistir à TV aberta por inúmeras razões, o tio Laguna confessa que tem uma curiosidade mórbida sobre a audiência que esta ou aquela emissora consegue com este ou aquele programa. Sempre fui fã dos números e posso dizer que diversos aspectos de tal guilty pleasure televisivo vieram comigo quando comecei a acompanhar os bastidores da indústria de videogames, ainda lá na década de 90, no tempo de revistas como SuperGamePower e Ação Games.

Por causa da TV, ainda acho estranho ver executivos de uma hardwarehouse falarem bem de uma empresa concorrente pois fui criado vendo a Globo ignorar todos os concorrentes. E mesmo algumas emissoras que brigam pelo distante segundo lugar na audiência acabam ignorando uma à outra embora precisem citar a líder.
continue lendo

emArtigo Hardware Microsoft Nintendo Sony Web 2.0

Robocopa: incrível? Sim. Polêmico? Também.

Por em 15 de junho de 2014

Colocação do exoesqueleto no local da demonstração

Quinta-feira tivemos uma das maiores demontrações científicas da nossa história, quando o resultado de um grupo brasileiro foi apresentado na abertura da Copa do Mundo no Brasil. Apesar de a demonstração não ter acontecido no meio do gramado pelo peso of yo momma ass do exoesqueleto, uma vitrine dessas pode trazer um interesse em ciências equivalente ao da vitória de Guga em Roland Garros no Tênis ou os resultados de Gustavo Borges na natação.

E por isso é muito mais difícil tentar falar das questões científicas da demonstração do Robocopa, ainda mais quando não vai se falar positivamente.

Antes de começar, um disclaimer: pessoalmente, eu torço demais para que a pesquisa do Nicolelis dê resultados positivos mas, como cientista, tenho que remover essa torcida e analisar friamente as informações que temos sobre o projeto.

A primeira coisa importante é lembrar que a ciência é uma atividade comunitária. Um trabalho científico não é considerado ciência até que possa ser verificado e analisado pelos pares. Isso leva a uma quase regra: “publique primeiro e demonstre depois”. Quero dizer, raramente um trabalho é feito de maneira completamente secreta: para conseguir financiamento é necessário explicar qual o objetivo da pesquisa e se fornece relatórios constantes com a evolução dos resultados. E mesmo quando é feito em sigilo, o cientista sabe que sua pesquisa só será considerada quando for formalmente apresentada.
continue lendo

emArtigo Brasil Destaque Destaques Hardware Medicina Robótica

Uma má notícia sobre Bayonetta 2 (ou não) [atualizado: no Japão e Europa, 1º jogo em mídia física]

Por em 14 de junho de 2014
Laguna_Bayonetta_2

O tio Laguna está doido para pegar nessas bruxas em outubro! (Crédito: Nintendo)

Não sei vocês, mas desde o primeiro Devil May Cry que o tio Laguna é fascinado pelos games hack and slash: esse gênero de jogo é o que tem me chamado mais a atenção nas últimas 3 gerações. As franquias Ninja Gaiden e God of War devem muito à criação do Hideki Kamiya para a Capcom. Devil May Cry teve uma seqüência nada memorável ainda lá no PlayStation 2, mas conseguiu melhorar bastante no terceiro e no quarto jogo (este para a 7ª geração), sendo que o quinto, desenvolvido pela Ninja Theory, eu ainda não joguei.

Na E3 2014, que foi realizada durante a semana, o jogo que mais me chamou a atenção na conferência da Microsoft foi Scalebound, um jogo da Platinum assinado pelo Kamiya e exclusivo para o Xbox One. Sendo sucinto, Scalebound parece ser basicamente um Devil May Cry com dragões, cujo Dante protagonista possui visual mais agradável que o DmC da Ninja Theory. Ao contrário da Capcom que preferiu explorar financeiramente os jogadores na 7ª geração e depois veio rir de si mesma com DLC de Dead Rising 3, o Kamiya sabe mesmo como agradar o seu público.

Na opinião do tio Laguna, o Hideki Kamiya só fundou a Platinum Games para criar Bayonetta, um Devil May Cry rejeitado pela Capcom. Para o azar da Capcom, acho que Bayonetta conseguiu ser melhor.
continue lendo

emArtigo Games Indústria Nintendo

A inútil briga da filha do Bruce Willis nua pelada sem roupa vs Instagram

Por em 5 de junho de 2014

filhadohomem

Scout Willis, a filha bonita de John McLane (a que você está pensando é a Rumer) fez um protesto inusitado e muito bem-vindo uns dias atrás. Foi pra rua, em New York, com os topless de fora. Surpreendentemente, dada a histeria americana com qualquer coisa relacionada a sexo, não é ilegal para mulheres andarem na cidade sem blusa. Há até uma corrida de bicicletas para a caridade, com todo mundo peladão (não clique).

O protesto foi por ser perfeitamente legal uma mulher andar na rua mostrando as titty, mas na internet isso se torna motivo de escândalo. LOGO na internet. O Facebook é notoriamente nazista nesse tipo de censura, já bloquearam a conta de uma dona por mostrar os COTOVELOS, e em uma atitude que faz a gente ter muito pouco respeito pelo Zuca, censuraram sobreviventes de câncer no seio que postavam fotos de suas cicatrizes de mastectomia.
continue lendo

emArtigo Internet Web 2.0