Futuro da RV pode não estar nos games, diz engenheiro da Oculus

oculus-rift

Qual a primeira coisa que passa pela sua cabeça quando pensa em realidade virtual? Boa parte das pessoas provavelmente dirão que são os games, mas na opinião do cofundador e engenheiro chefe da Oculus VR, Jack McCauley, os dispositivos que nos oferecem tal tecnologia não necessariamente deveria ser relacionados à essa mídia.

Como uma plataforma de jogos, não tenho certeza de que com a [engine] Unity e Unreal nós realmente entendemos como escrever aplicações para realidade virtual que não tenham efeitos secundários como náusea. E como você cria conteúdo de jogo quando está tão acostumado a criar shooters em primeira pessoa ou coisas assim?

Para McCauley, jogar um FPS em um HMD não pode ser considerada uma boa experiência, porque esse tipo de jogo costuma deixar as pessoas um pouco enjoadas e que por isso o ideal é que os estúdios comecem a pensar em conteúdos diferentes para esse tipo de acessório. Um exemplo seria o Tilt Brush, aplicativo em que usamos os controles com sensores de movimentos para fazermos pinturas num ambiente virtual.

O problema, como o próprio engenheiro falou, é por quanto tempo algo assim conseguiria entreter os usuários, o que nos leva a uma segunda sugestão, que seria aproveitar os HMDs para nos oferecer uma nova (e mais imersiva) maneira de consumirmos esportes e shows de música.

Eu já disse isso aqui antes e repito: se tivesse que escolher apenas uma utilidade para o Oculus Rift ou o HTC Vive, seria poder assistir partidas de alguns esportes com a sensação de estar sentado num estádio ou ginásio. Se um dia isso será possível, sinceramente não sei, mas que seria sensacional, não tenho dúvidas.

O certo é que Jack McCauley é alguém com larga experiência e cuja opinião devemos respeitar, afinal trata-se um dos criadores do USB, da scroll wheel do mouse e das guitarras do Guitar Hero, então imagino que ele entenda uma coisa ou outra sobre tecnologia.

Fonte: IGN.

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • cquintela

    Para mim o futuro do VR está em pode assistir um Super Bowl ou uma final do Champions League. Ou ainda assistir de camarote o show da sua banda favorita em qualquer lugar do mundo.

    • Thiago Cururu

      Nossa agora imaginei estar na mesma visão de um dos jogadores em campo, podendo olhar para onde eu quiser

      • cquintela

        Revitalizar a fórmula 1, colocar dentro de aviões de passageiros com a câmera no bico ou embaixo. Cara muito mais possibilidades em outras áreas de entretenimento do que para jogos.

    • DiMais

      o Netflix já deu uma aula às dinoussauras da televisão de que as pessoas querem consumir conteúdo quando quiserem, agora a próxima interação será a forma de como iremos consumir isso.
      além de assistir jogos e outros shows, poderemos também viajar pelo mundo no conforto de nosso lar (algo que já vem sendo explorado e acredito dar um futuro muito mais abrangente para esta tecnologia).
      acha que o Facebook comprou a Oculus apenas como um exercício de tecnologia? eles querem e vão colocar propaganda nesse tipo de mídia!

  • Smartfox

    Eu também acho que o futuro da RV não esta nos games. Não sei vocês, mas a ultima coisa que eu quero sentir quando estou jogando é realismo, de realismo já não basta minha vida. Eu nao deixo de jogar, mas sempre dou preferência mais a jogos como Kingdom Hearts, mais fantasia, mas nem por isso eu gostaria de estar naquele mundo como protagonista.

    Algo que eu tenho muito mais vontade de fazer com um óculos RV é assistir a filmes ou animações. Assistir um filme da Pixar ou Dreamworks em 360 deve ser doideira.

    • Aí acho que é preciso separar realismo de imersão.

  • Germano

    Eu ainda quero ver se desta vez a coisa emplaca mesmo, pois lembro de ter saido em algum numero da revista Videogame, la pelos tempos em que nao tinhamos internet para sabermos das novidades dos games, em que mostrava um oculos desses, mas a coisa toda hibernou para reaparecer agora. Claro, a tecnologia daquele tempo quase que certamente nem se compara a de agora.

  • Othermind

    Eu aposto que o “entretenimento adulto”, se me entendem, é algo que pode fazer esse negocio pegar… Filmes, jogos esportivos, games.. vai ser como a TV 3D… legal mas dispensável… O entretenimento adulto juntamente com aplicações sociais que tem chance de alavancar isso..

  • Pote

    Eu imagino que eles encontrarão um bom nicho em jogos de estratégia. Imagina jogar um Age of empires, civilization com VR, me parece muito interessante.

    • SomeReader

      Achei que só eu pensava isto. ‘-‘

  • Eric da Silva

    deve pegar bem nas faculdades de Medicina, Química e Física…
    imagine fazer uma viagem por dentro do corpo humano, manipular planetas, ordenar moléculas…
    na Moda tbm pode ser legal, “experimentar ” roupas virtuais…
    nos jogos… fico imaginando como seria jogar “Shadow of Colossus” com RV *_*
    Fazer um Kamehameha! no DragonBall, arrombar uma fechadura no Skyrim…
    nos esportes, imaginem câmeras 360º em várias partes do Estádio, efeitos de som ambiente numa final de Flamengo e Corinthians no Maracanã..
    imaginem o Google Street View, imaginem câmeras 360º no BBB, nos desfiles de Carnaval, no show do Roberto Carlos no Reveilon, no Rock in Rio.. tudo proporcionando boas experiências de RV…

    • Julio da Gaita ✔

      tirando o Shadow of Colossus, tava de boa do resto, jogo do corinthians e flamengo, show do roberto carlos, BBB de boas…rs

  • Ed. Blake

    Eu desde o início imagino isso em salas de aula, principalmente para algumas matérias que exigem alto grau de abstração ou concentração.
    Seria fantástico.

  • Germano

    Quero ver quem vai encarar um Fatal Frame VR, se um dia isso sair.

  • Eric da Silva

    cara, imagina uns filmes de terror com RV…
    Medo em outro nível…

    • DiMais

      já é assustador assistir filmes assim apenas usando fones de ouvido (que te isolam parcialmente do ambiente), imagina sem poder ver ao redor!

    • Theuer

      Cardboard+YouTube 360 cara. É barato e vale a pena para ficar por dentro dessa onda.

  • Pingback: Futuro da RV pode não estar nos games, diz engenheiro da Oculus | infopainel()

  • DiMais

    esse é o motivo de a Microsoft já ter chutado as bundas com o HoloLens com quase nenhuma aplicação doméstica, o problema das náuseas realmente não parece ser algo de fase beta dos dispositivos de AR e VR mas sim uma complicação real do tipo de uso destes produtos.
    além disso, sendo a Oculus uma empresa pertencente ao Facebook, essa declaração faz muito mais sentido já que a empresa pode investir em plataforma de mídia para, isso mesmo, gerar receita com mais propagandas.
    se o Netflix é hoje uma evolução na forma como consumimos conteúdo de televisão, os dispositivos de VR podem se tornar a próxima grande coisa desse mercado (com o pró da imersão e o contra da individualidade).

  • Marcos Paulo Betinardi

    Melhor utilidade para os óculos de rv será a de assistir filmes 2d.

  • Tio Li

    Parece desculpinha pelo HTC Vive ser muito superior ao Rift. Já usei e vi muitas pessoas usando o Vive e esse negócio de náusea não existe. Você anda no ambiente e a captura da posição do jogador e dos controles é algo muito impressionante.

    Games são totalmente possíveis e novos modos de jogo estão surgindo. O que não dá é querer ficar fazendo port barato jogos tipo FPS e outros modos tradicionais já existentes.

  • Jefferson Viana

    Isso pode revolucionar a educação e o tratamentos psiquiátricos, imagine as aulas de biologia vendo o vírus, ou de geografia estando no local , imaginem uma serie como cosmos feita tendo em mente os VR.

  • infinite power of the cloud

    Não seria controle de danos?

    andei lendo que o PS VR esta vendendo a soma dos outros concorrentes…. Vai ver ele já supoe que já perdeu no RV em jogos para a Sony.

  • Goodtimes

    O futuro da RV é pr0n. Aliás o futuro de qualquer coisa é pr0n!

    • Eric da Silva

      hahahahhahaha
      de iphones a utensilhos de cozinha 😛

  • Vinicius Santos

    fui naquela “locadora” VR aqui em São Paulo e confesso que fiquei muito impressionado, saí suando do jogo que tinha que matar uns monstros que vinham de atacar. Ainda acho que a resolução não é tudo isso não (experimentei o Vive), e só tive enjoo no PSVR jogando o Rush of Blood. A tecnologia é maneira, mas ainda acho que não tem aquele TCHAN.

  • Rômulo Catão

    O futuro disso é ao lado das multicameras que vinham antigamente nas midias dvd

  • Antonio Azevedo

    Não sei se será a “Killer App” mas tenho a impressão que vai ser muito útil para a área de negócios. Reunião de negócio é uma coisa caríssima e as pessoas sentem falta da visão global. Uma reunião por Skype não substitui isso. Mas tirando o tradicional aperto de mão as pessoas não se tocam em reuniões. A VR seria altamente econômica e agregaria uma vantagem sobre as outras formas de contato virtual.

  • Dan_Marx

    Pelo que eu entendi o grande problema com mal estar está relacionado com o tipo de movimentação do jogo, se a perspectiva é de um ponto fixo (um cockpit por exemplo) não seria algo problemático, essa ”limitação” deve se repetir pra qualquer aplicação. Finalmente apareceu algo que me empolgou com VR: Ace combate 7, e a idéia de ser platéia de grandes eventos também não parece ruim apesar de tornar isso uma experiência solitária.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis