YouTube Kids é acusado de enfiar ads goela abaixo dos pequenos

youtube-kids

Parecia uma boa ideia a princípio. O YouTube Kids (que ainda não está disponível no Brasil) nasceu com a ideia de ser uma plataforma especialmente voltada às crianças, com vídeos e funções interativas para que os pequenos de até dez anos possam aprender brincando. Só que como é do Google que estamos falando, seria ingênuo demais acreditar que a empresa não tentaria fazer dinheiro através de mais um de seus produtos.

Só que para algumas associações de pais e mestres dos Estados Unidos as coisas estão um pouco além do limite. Grupos locais pretendem levar uma denúncia formal à FTC (Federal Trade Association), dizendo que o app expõe as crianças a uma quantidade bem alta de propagandas.

O grande problema está no conteúdo fornecido pelo YouTube Kids. Se por um lado ele oferece inúmeros vídeos legítimos, educacionais e divertidos para as crianças, por outros há uma grande quantidade de ads sendo exibidos de empresas grandes como McDonald’s, Hasbro e Mattel. O intuito é simples, oferecer seus produtos para as crianças. De acordo com a denúncia o problema não fica restrito apenas às propagandas: pais têm relatado ter dificuldades em filtrar o que seus filhos podem ou não assistir, já que os próprios apresentadores endossam produtos em seus programas.

Nos Estados Unidos existem regras que batem forte em canais e propagandas infantis que passem do limite, e os grupos responsáveis pela denúncia acreditam que o YouTube Kids as está desrespeitando. O interessante porém é saber que o app passou pelo escrutínio de instituições como o Common Sense Media e a Family Online Safety Institute quando do lançamento do serviço em fevereiro, e ambas deram sinal verde. Portanto, há grandes chances que o Google tenha mudado a forma que o app entrega conteúdo às crianças depois, a fim de introduzir seus ads da maneira que achava melhor — e que não seria aprovada em primeiro lugar. Dizer Do No Evil quando é o Google quem define o que é maligno é fácil.

Como se não bastasse o YouTube Kids está sendo acusado de violar suas próprias diretrizes: por exemplo, propagandas de produtos alimentícios não seriam permitidas, mas o McDonald’s está lá.

Em comunicado um porta-voz do YouTube disse apenas que durante o desenvolvimento do app “foram consultados inúmeros parceiros e grupos de defesa de privacidade da criança”, e completa dizendo que a empresa está “sempre aberta a comentários”.

Fontes: LA Times e Bloomberg.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Giovani78

    Qual o problema de comerciais para crianças?McDonald´s,Hasbro entre outras tem todo direito de anunciar para qualquer público.Se fosse pornografia ou bebidas tudo bem,mas hamburgers?Quem decide a dieta ou consumo dos pequenos são os pais.

    • É que o negócio vai além. Propagandas criam a cultura do consumismo na criança – que não possuem essa percepção e sequer sabem o que é consumismo.
      O melhor a fazer é evitar programas com propagandas/intervalos.
      Netflix é uma boa.

      • Giovani78

        É má educação paterna que cria cultura nas crianças,seja qual for.Terceirizar a responsabilidade é típico do homem comum.

        • Boa educação é evitar que seu filho tenha acesso à influências externas que fogem do seu controle .

          Quero ver você cuidar do seu filho 24 horas por dia e evitar que ele tenha a tudo que é ruim e prejudicial.

          Quero ver você bolar uma maneira de evitar que seu filho aprenda palavrões com os amigos, ou que transe sem camisinha em um dia que estiver bêbado pegando alguém em uma festa.

          Seu gosto por tecnologia e mídias eletrônicas, seus sonhos, desejos e orientação sexual e moral… com toda certeza do mundo devem ser provenientes da influência direta dos seus pais…já que a responsabilidade de sua criação é totalmente deles, que devem ter passado por toda a vida, 24 horas por dia ao seu lado.

          “Filho…não beba, não deseje brinquedos da Mattel e não fale palavrões ok? Essas coisas não são legais.”
          “Claro pai! Já que você disse é lógico que nunca farei isso.”

          Isso talvez funcione em um mundo de sonhos mágicos repletos de arco-íris.

          É importante você perceber que não tem como proteger seus filhos de tudo o que acontece em volta deles. É importante buscar amenizar o impacto da tv, música, jogos e etc de forma que ele seja um adulto/adolescente mais integro e correto.

          No caso, partindo do pressuposto que seu filho irá olhar desenhos animados, eu sugiro que seja em um local onde ele sequer tenha a chance de desenvolver hábitos consumistas por Max Steel, Mc Donald’s e Monster High.
          Sem Cartoon Network, sem Fox Kids…

          • Giovani78

            Filhos com uma base sólida de educação em casa não precisam de proteção 24H.As influências estão em toda parte,crianças com pais responsáveis não se preocupam tanto com isso.Muito menos comerciais.

          • HuahuahuUHAUHAuhuahau….

          • Giovani78

            Ótimo argumento,acho que já temos um vencedor.

          • O que é um pai de verdade? O que é uma base sólida de educação?

            Vivi em uma família com fortes bases religiosas e não bebi uma gota de álcool na minha adolescência, Meus pais mal falavam palavrões e me faziam ir na missa.

            Só eles esqueceram que na pré-adolescência e na adolescência os amiguinhos falam muito mais alto. Desde que eu me lembre, sempre fiz coisas que foram contra o que meus pais ensinaram. Seus pais lhe ensinaram a ser prepotente e arrogante? Você negou a influência de terceiros na índole de uma criança e depois diz que ”pais de verdade” não se preocupam TANTO com isso.

            Dizer que crianças que possuem ótima educação não serão influenciadas por terceiros é nonsense.

          • Giovani78

            Base sólida de educação é ensinar o que é certo e quando é hora de dizer não.E veja que estou focando na matéria,que são os comerciais de Youtube para as crianças.E se amiguinhos falam mais alto que os pais,então tem algo errado nesta educação que mal pode conter os ímpetos de uma criança.

          • Anakin

            “Boa educação é evitar que seu filho tenha acesso à influências externas que fogem do seu controle.”

            Mas no caso do youtube kids o pai que deixou usar certo? então não seria o caso de tirar o aplicativo e partir para outro alternativo? Tenho caso de primos que não tem tv a cabo, minha tia baixa episódios dos desenhos e coloca na televisão.

    • silvioricardo

      Sou pai e posso te dizer que não existe algo mais chato do que publicidade voltado para crianças, pois independente de educação ou capacidade financeira, a todo comercial a criança fica desejando ou é influenciada pelo o que aparece e dai sempre surge o famoso “compra isso, compra aquilo ou quando tiver condição […]”.

      Por esse motivo deixei de mão os canais fechados, pois em geral você tem 5 minutos de programação para 5 minutos de comerciais. A melhor alternativa sem dúvida é o Netflix que permite a criação de perfis infantis e direcionamento de conteúdo.

      • Giovani78

        Sua posição é inteligente,é o que o consumidor tem que fazer,escolher o melhor.A questão que eu acho errado é punir empresas por anunciar produtos.Isso é histeria.Se mais pais fizerem o mesmo,o Youtube muda sua atitude sem precisar da força bruta do Estado.

        • silvioricardo

          O problema foi mostrar o serviço de uma forma para ser aprovado e depois mudar as políticas, mas quando se trata de crianças as autoridades competentes, em geral, são mais atentas, principalmente porque as reclamações surgem mais rápido.

    • Eddie Xavier

      tsc tsc

  • abraaocaldas

    Então é melhor cobrar uma assinatura, esse pessoal pensa que as despesas se pagam com boa vontade?

    • O problema maior creio eu está na leviandade. O Google teria submetido uma coisa para aprovação dos órgãos, e depois mudou tudo. Mas é o Google, não é como se isso não fosse esperado.

      • abraaocaldas

        Pelo que eu estou vendo tudo não passa de uma grande “especulação” sobre o que aconteceu, vamos ver o que foi de verdade quando os orgãos que deram sinal verde se pronunciarem.

    • mr_rune

      Então é melhor riscar essa idéia, creio eu.

  • Lucas Ambrosio

    “Só que como é do Google que estamos falando, seria ingênuo demais acreditar que a empresa não tentaria fazer dinheiro através de mais um de seus produtos.”
    Eu trocaria o “Google” por “Empresa”, ou até mesmo “Só que como não é de ninguém ingênuo que estamos falando”

  • Olhem como é simples: NÃO USEM O APP

    Existem zilhões de apps para crianças. Mas papai vagabundo não quer ter trabalho de escolher e deixa para que outros decidam.

    • Anakin

      fiquei pensando a mesma coisa, o pessoal baixa o app, coloca os filhos pra assistir, pelo visto gostam do aplicativo porque estão querendo mover uma ação contra ele pra deixar com menos comercial kkkk sendo que pra resolver era só excluir o app rs complicado mesmo essa galera =/

      • Aí o Google cobra, sei lá, 5 doletas o app, vão piratear, pq acham um absurdo a Google, ryca, RYCAAAAAAAAA, cobrar por um aplicativo.

    • BielSilveira

      Cara, não. Não.

    • OverlordBR

      Também não consigo entender o pessoal que xinga muito no Twitter o Google por causa das propagandas ou privacidade.
      Quer privacidade?

      Não usa os produtos da Google!
      Usa da Apple e da Microsoft… como vi um infeliz no Gizmodo dizer.
      Afinal, a Apple e a MS respeitam a privacidade de seus usuários, né?

      Elas e o Papai Noel.

      • “Como é que descobrem o endereço da gente e ficam nos telefonando vendendo coisas?”

        E isso antes do Gúgol.

    • Atamanofuuma

      Sem contar que isso é ÓBVIO que ai acontecer
      Ex: na Tv quando passa um desenho, eu dono do canal de TV, vou mostrar coisas para adulto?
      NÃO!!! Vou encher de coisas de produtos infantis para os moleques pedirem para os pais!
      Agora eles acham que ter um YouTube para as crianças não seria igual?
      Doce ilusão

  • Anakin

    Nos USA ta rolando essa de programação infantil somente na tv paga tb? porque tv aberta por aqui ja era né? Tv por assinatura os canais infantis estão cheios de comerciais e nem da pra pular depois de 3seg (não sei se no youtube kids dá), e talvez nem tenha tanto comercial assim, o que vale é o mimimi, pra resolver o problema lança uma versão paga estilo netflix sem comercial e pronto.

  • Liguei meu tablet. Não é que o Google instalou à revelia o aplicativo e está me obrigando a usá-lo, sem poder removê-lo do dispositivo, entubando grande quantidade de propaganda? Que absurdo!

  • Claudio Roberto Cussuol

    O pai que se surpreende com isso é porque nunca assistiu nem meia hora dos canais infantis que o filho passa o dia inteiro vendo.
    Eu tenho uma filha de 5 anos que vê bastante desses canais kids na tv, muito netflix e muito youtube.
    É inevitável que ela seja inundada de propaganda, achar que dá para protegê-la disso é pura inocência.
    Pelo menos o aplicativo (e os canais apropriados na tv) tem o mérito de impedir que ela seja exposta a coisa muito pior que propaganda.
    No youtube tradicional, por exemplo, ela pode pesquisar por “Turma da Mónica” e “Dora Aventureira” e achar os videos do “Carne Moída” (da qual eu sou fã, mas são completamente inadequados para ela).
    Quando eu era criança, desenho infantil era Tom e Jerry, Pica Pau e Pernalonga, não tem como ser PIOR que aquilo, nem por isso eu virei um psicopata.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis