Canon EOS 6D – full frame de entrada

Primeiro foi a Nikon com sua D600, e agora a Canon chega com o anúncio oficial da EOS 6D. As duas empresas criaram uma nova categoria dentro das câmeras fotográficas reflex: a full frame de entrada. São câmeras menores, mais leves e menos resistentes, mas que possuem um sensor equiparável ao fotograma de 35mm. Pode até ser que essas duas câmeras não cheguem perto da durabilidade das irmãs mais parrudas, mas a qualidade de imagem não deve decepcionar. Vide a EOS 60D que, quando foi lançada, foi massacrada por críticas negativas quanto a visível involução da construção do corpo se comparada com a antecessora. Mas, a qualidade de imagem e de gravação de vídeo são surpreendentes. Todo mundo fica feliz com essas câmeras de alta qualidade com preço mais acessível, mas fico pensando se com isso não estão decretando a morte das câmeras APS-C consideradas profissionais, como a EOS 7D. Mas, provavelmente, teremos mais novidades dentro dessa categoria nos próximos meses.

A câmera chega com sensor CMOS FF de 20,2 megapixels de resolução e será gerenciada pelo processador Digic V+. As especificações básicas da câmera mostram 11 pontos de autofocus, sistema de foco por contraste e comparação de fases, visor ótico com cobertura de 97% da imagem, velocidade ISO entre 100 e 25.600 (expansível de 50 a 102.400), gravação de vídeos em Full HD, Wi-Fi e GPS integrado ao corpo (bacana isso), capacidade de fazer 4,5 fotos por segundo, velocidade de obturador de 30s a 1/8000 e visor LCD de 3,2 polegadas. Coisas a serem levadas em conta: a EOS 6D é pequena e leve, se compararmos com a 5D Mark III. Ela pesa apenas 690g, contra 860g da irmã mais velha. Ainda não existem informações sobre a durabilidade do obturador, mas certamente será um pouco menor, talvez em torno de 100 mil disparos. Outra curiosidade é que a câmera só trabalha com cartões SD, deixando de lado os velhos Compact Flash que ainda dominavam as câmeras mais caras da Canon.

Agora uma das partes mais importantes: o preço. A EOS 6D tem preço de US$ 2.100,00. Uma facada que tira um pouco menos de sangue do seu fígado se compararmos com o valor da EOS 5D Mark III. Também existe a possibilidade de comprar a câmera com a lente do kit, a EF 24-105mm f/4 L, uma lente de alta qualidade e que sai bem mais barato com a câmera do que comprada separadamente. Bem, não preciso nem dizer que já estou pensando em fazer a loucura.

Vejam abaixo o vídeo oficial de lançamento.

Relacionados: ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Ricardo Galvão

    Lançaram pra DSLR não morrer
    o futuro é compacto(mirrorles e m4/3)
    DSLR é história já….
    DSLR s serão as compactas de Holywood…só

  • http://www.facebook.com/joserenato Josh Rezende

    acho que já somos dois pensando em fazer uma loucura, eu ja estava pensando seriamente em comprar uma 5D mark II estava juntando o dinheiro e vendo algum contato de fora para trazer agora vamos esperar essa belezinha começar a vender =D

  • Felipe Daidouji

    Depois que a Sony veio com a RX1, eu senti que a Nikon e a Canon estão correndo atrás para não perder o terreno das DSLR, mas isso só o futuro vai dizer, a grande maioria pode não ver sentido em pagar rios de dinheiros para ter uma câmera enorme e pesada, quando se pode comprar uma leve e compacta (mirrorless ou não) com sensor grande pra fazer praticamente a mesma coisa, e pagando quase o mesmo valor.

  • Keaton

    Nossa… US$ 2.1k… Caro, mas nem tanto… queria mesmo é ver a qualidade de imagem e de video desta e da D600. =p.

    Qualquer jeito, as micro 4/3 parecem estar ganhando força mesmo com a remoção de recursos das mesmas… (point and shoot com lente intercambiavel? Talvés…)

  • carlosbohry

    Pensando sériamente em comprar a 5d 2, mas a notícia é muito boa, pena que parece que é um afeito tapa-buraco, já que a 7d ñ é full, e a 5d 3 fica muito além nos preços, agora é esperar e ver como se comporta a novidade…!