Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Qualcomm fecha 116 repositórios Android, alguns dela mesma

Por em 7 de julho de 2014

qualcomm-patent-wall

A indústria das patentes é certamente uma das mais lucrativas do mundo. Ao invés das empresas de tecnologia baterem cabeça e buscarem melhorar seus produtos, em prol de realizar avanços e saírem na frente de seus concorrentes, muitas delas preferem apontar seus papéis uns para os outros, na maioria das vezes exigindo pagamentos de taxas consideráveis para engordar seus caixas. Que o diga a Microsoft, que ganha uma grana preta com o Android.

Nessa sanha de infringir processos e arrancar dinheiro, a Qualcomm apelou ao Digital Millenium Copyright Act, o nosso velho conhecido DMCA para obrigar o fechamento de diversos repositórios de código aberto, só que ela não esperava o feitiço se virar contra ela.

continue lendo

emComputação móvel Hardware Indústria Planeta Sem Fio Telecom

Eis como o Dropbox bloqueia compartilhamento de material com copyright sem olhar os arquivos

Por em 31 de março de 2014

dropbox

O Dropbox há algum tempo se envolveu numa baita polêmica quando um doutorando apresentou uma reclamação formal à FTC dizendo que ela mentiu sobre a total criptografia dos arquivos, que eles estavam 100% seguros e não poderiam ser identificados por ninguém. De acordo com a acusação, de posse de uma lista com arquivos declarados ilegais ela poderia identificar automaticamente e impedir seu compartilhamento, permitindo apenas o armazenamento na conta do usuário. Mas como ela faria isso?

continue lendo

emInternet Segurança Software Telecom Web 2.0

Canais do YouTube são afetados com novas regras de copyright

Por em 11 de dezembro de 2013

youtube

Que o Google e a indústria de copyright andam de mãos dadas há muito tempo, isso não é novidade. No ano passado ela já havia prometido que sites que promovessem pirataria iriam sumir das buscas. Em 2013 já vimos uma iniciativa da Nintendo em reverter a monetização de vídeos de canais que lucram com seus games, algo que a empresa voltou atrás após um sem número de reclamações. Depois a empresa mirou em bandas cover, seguindo processo da NMPA contra canal que hospeda diversos vídeos de usuários e não estaria repassando os royalties para as gravadoras.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Cultura Gamer Google Internet Telecom Web 2.0

Capturar gameplays no PS4 não será uma tarefa tão simples quanto se pensava

Por em 13 de setembro de 2013

ps4-share-button

Quando a Sony anunciou que o PS4 viria com uma função que nos permitiria compartilhar nossos vídeos de jogatina na internet, muita gente viu isso como uma grande oportunidade para viabilizar ainda mais os canais de streaming ou os Let’s Play do YouTube. Entretanto o que a Sony não mencionou é que o serviço terá algumas limitações de copyright, isso porque diferente da Microsoft, a empresa japonesa preferiu por inserir o sistema de proteção HDCP em seu console.

Para quem não sabe, o sistema chamado High-bandwidth Digital Content Protection (ou Proteção Digital de Conteúdo de Banda Larga) é um sistema de segurança anti-cópia desenvolvido pela Intel e que funciona da seguinte forma: cada dispositivo tem uma chave de segurança. Quando eles são ligados entre si, as duas máquinas comparam suas chaves e caso sejam compatíveis liberam um terceiro sinal criptografado, de modo de apenas eles posam executar aquele conteúdo. Caso um dos dois aparelhos não seja compaível a qualidade do sinal é derrubada, uma imagem Full HD será exibida com qualidade de DVD (480p).

A Sony já havia dito que o PS4 será capaz de gravar apenas os últimos 15 minutos de jogo e que as produtoras poderiam limitar a função Share caso desejassem, o que poderia ser resolvido com uma placa de captura. Só que como o PS4 aderiu ao HDCP e ele não possui outra porta de saída que não a HDMI, o usuário precisará de um stripper para decodificar o sinal, e ao fazer isso estará infringindo a DMCA. Ainda que não represente grande coisa para nós aqui, para um cidadão americano isso é um problema e tanto.

A Sony meio que blindou o PS4, dizendo que os únicos serviços compatíveis com o console são UStream, TwitchTV, Facebook e a própria PSN, nada foi dito sobre o YouTube.  O líder do projeto PS4 Mark Cerny chegou a mencionar que o serviço de vídeos do Google seria um dos que a Sony poderia dar suporte no futuro, mas nada foi confirmado. Claro, há a opção de baixar o vídeo do streaming para esses serviços e editá-lo para disponibilizá-lo no YouTube, mas isso não parece ser uma opção lá muito elegante.

Do lado da Microsoft, ainda que o sistema do Xbox One também não forneça suporte direto ao YouTube, pelo menos o console não aderiu a esse sistema de segurança, o que não constitui quebra de segurança gravar os vídeos via placa de captura. Já a Nintendo… bem, a gente sabe que ela ama (o dinheiro de) vídeos de Let’s Play.

Fonte: Ars Technica.

emCultura Gamer Sony

HBO solicita remoção do VLC Media Player dos resultados de busca do Google

Por em 15 de julho de 2013

Pirate VLC

Todos os dias detentores de direitos autorais enviam centenas de milhares de pedidos de remoção de conteúdo para o Google, baseados na DMCA (Digital Millennium Copyright Act), na tentativa de tornar mais difícil encontrar conteúdo ilegal para download, como músicas e filmes (mesmo falhando miseravelmente).

Apenas no mês de junho foram mais de 14 milhões de pedidos. Infelizmente, nem todos esses pedidos são legítimos.

Em alguns casos o conteúdo já foi removido do site em questão. Mas o sistema utilizado, que é automático, também inclui conteúdo perfeitamente legal. Mesmo estando atento para esse tipo de abuso, às vezes algum desses pedidos passa despercebido pelo Google.

continue lendo

emInternet

Microsoft e o DMCA saindo pela culatra

Por em 30 de agosto de 2011

Estava eu alegre e serelepe –mentira, estava muito P da vida- tentando resolver um problema com o Windows. O Live Messenger travava horrores, ficava lento, comendo recursos e levava mais de 1 minuto para abrir uma janela. (nota: Resolvi indo no IE0, opções de rede, LAN e removendo a busca automatica por configurações)

A solução veio via São Google, mas eis que noto no final da página de resultados, uma estranha mensagem:

dmca

Uau, uma página de resultados para a busca “windows live messenger problem slow” foi removida, via DMCA, o Digital Millenium Copyright Act, legislação de 1996 que pega pesado com violações de propriedade intelectual.

continue lendo

emGoogle Microsoft