Helloween — PUMPKINS UNITED WORLD TOUR 2017 / 2018

helloween-uniao

Se você gosta de Heavy Metal Melódico então você, certamente, conhece o Helloween. A banda alemã lançou o seu primeiro disco em 1985 e praticamente criou todo um estilo musical. Estamos falando de um heavy metal com muita melodia, técnica, refrões grudentos e vocais finos. Ou seja, coisa que hoje é normal, mas na época foi um estouro. Depois de um disco bem bacana (Walls of Jericho – 1985), onde os vocais eram comandados pelo também guitarrista Kai Hansen, o posto de cantor foi ocupado por Michael Kiske (considerado até hoje como um dos mais talentosos cantores dentro do estilo).

Foi logo depois que, juntamente com Michael Weikath (guitarra), Markus Grosskopf (baixo) e Ingo Schwichtenberg (bateria), esses senhores realizaram o crime perfeito. Eles lançaram os discos que são, até hoje, considerados as melhores expressões do que seria um metal melódico perfeito, verdadeiros clássicos do rock mundial. Estou falando dos discos Keeper of the Seven Keys – Parte 1 (1987) e Keeper of the Seven Keys – Parte 2 (1988). O chão se abriu, a terra tremeu, montanhas caíram e a cabeça de muita gente explodiu. Dois discos perfeitos, que geraram músicas inesquecíveis e um dos vídeo clipes mais bizarros da história da música pesada.

Depois disso o normal aconteceu. Os egos inflaram, membros se estranharam, pessoas pularam fora, outras entraram, discos esquisitos foram gravados, músicas escrachando ex-membros foram compostas e músicas medíocres foram lançadas. No final, temos um monte de gente que se odeia e vive se alfinetando em entrevistas e que seguiram caminhos diferentes na música pesada criando outras bandas (algumas legais e outras nem tanto). Mas, o que se sabe ao certo, é que o Helloween sempre foi um poço de intrigas, ódios e egos.

Porém, o impensável aconteceu. Utilizando técnicas de manipulação mental (ou simplesmente um caminhão de dinheiro), produtores conseguiram reunir a formação clássica e novos membros da banda para uma turnê chamada de Punpkins United Tour. Será um show de 3 horas onde os maiores clássicos da banda serão executados e teremos no palco Michael Kiske, Kai Hansen, Michael Weikath, Markus Grosskopf, Andi Deris, Sascha Gerstner e Daniel Löble. E o mais bacana? Já temos duas datas confirmadas para o Brasil. A banda vai aportar por aqui nos dias 28 e 29 de outubro no Espaço das Américas em São Paulo.

Estou até repensando minha decisão de não ir mais em Shows, pois embora já tenha visto o Helloween ao vivo, nunca vi Michael Kiske como cantor da banda. A grande pergunta aqui é: será que esse povo todo vai se suportar e aguentar 1 ano de estrada em turnê? A segunda questão é: será que essa vai ser a turnê mais lucrativa da história do Heavy Metal? Quem viver verá.

helloween-brasil-2017

Fonte: Wikimetal 

Relacionados: , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Conheci Helloween na estreia no vinil Walls of Jericho ! Só a capa já era épica.
    Heavy Metal is the law !!

  • Kirk

    Eagle Fly Free manda lembranças.

  • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    E viva o Wikimetal!

  • Paulo de Tarcio Santos Freiri

    Lembrando que para o dia 28 já está tudo esgotado, acho que não durou uma semana os ingressos kkkkkkkkk

    • Malcan

      Não tem nem pro dia 29 mais… E os do dia 28, mal durou 1 dia hehehe

  • mr_rune

    Os três primeiros discos com Kiske são irados, os três primeiros com Deris também. O resto é dispensável.

    • Gilson Lorenti Fotografia

      Embora muito criticado eu gosto do The Dark Ride

      • Desses “novos”, o Better Than Raw bate os seguintes, sem dó….

        • Zetsubou Kuro

          Até o The Dark Ride, são só clássicos, depois que saiu o Grapow e o Kusch, e entrou o menino indie na guitarra… O Helloween só foi ladeira abaixo, salvo em algumas músicas, que são apenas chicletes e sem relevância.

          • Acho que o Gamma Ray conseguiu ainda manter aquele espírito Zoeyro™ do princípio do Helloween, deram uma sisusada nos últimos plays, mas são mais alegres do que a abóbora….

          • Gilson Lorenti Fotografia

            eles tinham dado uma endurecida com discos bem dark, mas desde Land of the free II a zuação voltou. Achei bacana.

        • mr_rune

          Foi o último bom. Daí pra frente eu prefiro ir pro Gamma Ray, que foi a evolução lógica e bem feita do Helloween.

      • mr_rune

        Sério? O “Load” do Halloween modinha dark?

  • Ivan

    Minha favorita deles é I want out, o album inteiro é bom na verdade, fui no show do unisonic no monster of rock de 2015 com Michael Kiske cantando I want out muito foda, sem contar a melhor banda a tocar, Manowar.

  • Bruno Gomes

    Cadê o Grapow?

    • Deve estar brincando de cosplay do Malmsteen no Masterplan…..

      Ele com a Stratinho fez muita diferença….

  • Achei que o cara do meio da primeira foto era o Billy Corgan, do Smashing Pumpkins… =D

  • Lukaz

    Andi Deris > Kiske

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis