Samsung, Apple, Moedas e piadas burras
ago30

Samsung, Apple, Moedas e piadas burras

Hoje as Interwebs acordaram com uma história que tem tudo para virar uma lenda urbana: é “corajosa”, engraçadinha, apela pro lado underdog das pessoas e, após 30s de ponderação, é totalmente retardada. Infelizmente as pessoas não conseguem ponderar nada por sequer 30 segundos, aí clicar naquele maldito botão compartilhar, e seguem adiante em suas vidas, sem nenhum problema em espalhar uma mentira deslavada, mesmo que essa mentira as faça parecer… retardadas. É o caso da historinha “Samsung paga a Apple com US$20 bi em moedas” UAU, NOSSA, que sacaneada, como a Samsung é esperta e se vingou. Só que não. Para desespero de gente que quer ver o mundo pegar fogo, empresas costumam APELAR de decisões judiciais, antes de meter a mão no bolso. Uma decisão de primeira instância como foi o caso Apple/Samsung JAMAIS se reverteria em indenização tão rápido. Segundo, como foi fartamente noticiado, a indenização indicada pelo Tribunal foi de US$1 bilhão, não US$20. Que mundo louco é esse onde precisam exagerar VINTE BILHÕES DE DÓLARES pois um único bilhão não parece dinheiro suficiente? Terceiro, pensem na logística. Seguindo sugestão do @liquuid no Twitter, fiz a conta: US$ 20 bilhões. Pagos em nickels, a moedinha de 5 centavos. 20 moedas dão 1 Dólar. 20 bilhões de dólares, em nickels dão 400.000.000.000 moedas. UM Nickel pesa 5g. Portanto 400 bilhões de Nickels pesariam… 2.000.000.000.000 Dois trilhões de gramas. Ou dois milhões de toneladas. O USS Enterprise pesa 94 mil toneladas. Perceberam o quão é idiota a história...

Continuar Lendo...
Archos GamePad: Um tablet para games
ago30

Archos GamePad: Um tablet para games

Se botões físicos era o que faltava para você considerar um tablet uma plataforma para jogos de respeito, então é bom dar uma olhada no Archos GamePad. Com um visual bastante parecido com o do Playstation Vita, o aparelho roda Android e além de um direcional tradicional em forma de cruz, ainda vem com botões do lado direito, dois analógicos e tela sensível ao toque. A grande sacada do portátil está numa tecnologia patenteada pela Archos que remapeia os controles da tela para os comandos físicos sem que a desenvolvedora precise fazer alterações nos jogos, o que significa que teoricamente uma grande quantidade de jogos disponíveis para o sistema operacional do Google funcionem nele. Quanta as informações técnicas, o GamePad virá com tela de 7 polegadas, um CPU dual-core de 1.5GHz e uma GPU Mali 400mp quad-core, uma configuração que não conseguiria bater de frente com a do Vita, mas custando apenas £ 120, um valor bem inferior as £ 200 cobradas pelo portátil da Sony na Inglaterra. A previsão é de que o tablet seja lançado em outubro na Europa e nos Estados Unidos, mas a pergunta que fica é: Você investiria num aparelho desses? [via...

Continuar Lendo...
Samsung EK-GC100
ago30

Samsung EK-GC100

Seria muito interessante a gente saber quem é o responsável em cada empresa por criar o nome dos modelos de câmeras. Alguns são muito fáceis de decorar, o que facilita a vida do consumidor e de quem vai fazer a divulgação do produto na mídia. Porém, outros são de lascar e parecem mais denominações de foguetes secretos testados pela força aérea norte americana. É o caso desse novo modelo de câmera compacta da Samsung, cujo nome é uma maravilha. A pequena câmera chega e, claro que  não podemoa deixar de fazer um comparativo com o lançamento mais bacana da Nikon na semana passada. Como todos lembram, a Coolpix S800 chegou ao mercado fazendo um grande alarde por ser a primeira câmera da Nikon gerenciada pelo sistema operacional Android (versão 2.3). Rolou até um comercial interessante fazendo uma comparação interessante e verídica sobre as diferenças entre fotografar com um celular e com uma câmera fotográfica. Agora, menos de uma semana depois, a Samsung chega e joga no mercado uma câmera com o mesmo conceito da S800, só que com características bem melhores. A Samsung EK-GC100 é uma câmera compacta com 16 megapixels de resolução máxima e um zoom ótico de 21x (equivalente a uma 23-483mm) com abertura máxima de diafragma em f/2,8-f/5,9 (muito bom). Do ponto de vista da câmera fotográfica, o equipamento faz vídeos em Full HD com 1080 linhas e 30 fotogramas por segundo, a velocidade ISO vai até 3200 (muito pouco usável provavelmente), memória interna de 8GB (expansível com o uso de cartões microSDXC), georeferenciamento das imagens e controle de disparo e zoom através da voz (essa eu quero ver). Do ponto de vista das outras características, a câmera é gerenciada pelo sistema operacional Android em sua versão 4.1. Para facilitar a sua operação a câmera conta com uma generosa tela LCD sensível ao toque com 4,8 polegadas. As poucas imagens disponíveis da câmera mostram que essa tela LCD possui uma nitidez e contraste bem aceitáveis. Agora vem o pulo do gato que faz a câmera ser superior, pelo menos no conceito, à concorrente da Nikon. A EK-GC100, além de possuir conectividade Wi-Fi, também possui conexão 3G/4G, permitindo que você envie suas fotos para a rede sem a necessidade de estar perto de um ponto Wi-Fi. Tudo isso é gerenciado por um poderoso processador de 1,4 GHz. Uma câmara que abre infinitas possibilidades para quem possui boa parte da vida em registros on-line, ou até mesmo para quem precisa de velocidade de informação e não quer depender as péssimas câmeras da maioria dos celulares. Sem falar que a pequena câmera é muito bonita. A própria Samsung vem...

Continuar Lendo...
EUA x Irã? Quem paga são os jogadores de WoW
ago29

EUA x Irã? Quem paga são os jogadores de WoW

Chega a ser difícil de acreditar, mas na longa disputa entre os governos norte-americano e iraniano, as últimas vítimas foram os jogadores de World of Warcraft. A Blizzard avisou que o acesso ao seu popular MMO não será mais permitido ao habitantes do país dos aiatolás, já que as sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos proíbem isso, conforme declarou um funcionário no fórum da empresa. “A Blizzard Entertainment não pode responder a qualquer relato em relação ao governo iraniano restringir jogos para seus cidadãos. O que podemos lhe dizer é que as leis dos EUA de restrições de troca e sanções econômicas proíbem a Blizzard de fazer negócio com residentes de certos países, incluindo o Irã. Esta semana a Blizzard apertou os procedimentos para garantir que essas leis sejam cumpridas e os jogadores das nações afetadas estão restringidos de acessar os jogos e serviços da empresa.” Este trecho por si só já é bastante deprimente, mas a situação fica ainda pior quando a mensagem afirma que os jogadores prejudicados não poderão nem mesmo receber qualquer tipo de reembolso e a Blizzard limitou-se a pedir desculpas por qualquer inconveniente causado, ficando na expectativa de que o as restrições sejam retiradas o quanto antes. Não entendo muita coisa sobre leis e por isso não sei ao certo se a Blizzard é a verdadeira culpada nessa história toda, mesmo sabendo que ela tenha comercializado jogos supostamente sabendo da existência da lei, mas acredito que isso é o menos o importante. O pior mesmo é saber que pessoas serão lesadas por decisões de figurões que ficam sentados em seus escritórios dando canetadas a torto e a direito, além de ser muito triste saber que os iranianos não podem aproveitar seus games devido a uma “guerra” que não é sua. [via...

Continuar Lendo...
Square anuncia serviço de jogos pela nuvem
ago29

Square anuncia serviço de jogos pela nuvem

Com a recente venda do Gaikai e do OnLive, o futuro do streaming de jogos ficou ainda mais nebuloso (nebuloso, sacaram?), mas a Square Enix resolveu mostrar suas armas para esse mercado e anunciou o CoreOnline, serviço que nos trará jogos de alto desempenho através dos navegadores. Por enquanto apenas dois títulos estão disponíveis, Mini Ninjas e Hitman Blood Money, mas a promessa é de que em breve novos games sejam adicionados ao catálogo, como o Gyromancer, Tomb Raider: Underworld e Lara Croft and the Guardian of Light, mas o melhor de tudo é que se a pessoa não quiser pagar para jogar, ela poderá assistir algumas propagandas antes da aventura começar. Para o CEO da Square, Yoichi Wada, com isso a empresa se coloca “na vanguarda da experimentação de um novo negócio e modelo de serviço na indústria de games” e o sistema utiliza uma tecnologia proprietária desenvolvida pela própria companhia e pelo Google, estando disponível para o Chrome, Firefox e Internet Explorer. Num rápido teste que fiz por aqui, tudo funcionou surpreendentemente bem, com as respostas aos comandos não tendo atrasos e os gráficos sendo exibidos com boa definição. Considero a ideia de trocarmos pequenos comerciais por tempo de jogo algo muito mais interessante do que ter que gastar com microtransações, até porque quem preferir, pode simplesmente pagar para liberar os games, que são divididos por capítulos e por isso acredito que o modelo poderá funcionar. É claro que o catálogo de uma única editora é um problema, mas se o sistema fizer sucesso, não tenho dúvidas de que a iniciativa da Square será copiada e será então que a coisa ficará realmente interessante. [via...

Continuar Lendo...
Memory card do Vita agora só pode ser usado em uma conta
ago29

Memory card do Vita agora só pode ser usado em uma conta

A Sony disponibilizou ontem a versão 1.80 do firmware do Playstation Vita e com ela uma série de funções foram adicionadas ao portátil, como a possibilidade de jogarmos alguns (poucos) títulos de PSOne ou usarmos a tela sensível ao toque em títulos do PSP. Porém, o que alguns proprietários perceberam é que junto com a atualização a fabricante adicionou algo que tem deixado muita gente indignada, que é a impossibilidade de utilizar um memory card com múltiplas contas. Ou seja, se antes podíamos ter arquivos de várias contas armazenados num cartão, agora ao pedirmos para trocar para outro usuário, o sistema nos informará que o cartão não está vinculado a ele e dirá que uma formatação terá que ser feita. É verdade que a fabricante nunca havia dito que mais de uma conta poderia aproveitar o mesmo memory card, mas como isso estava sendo possível até então, se trata de mais um daqueles casos em que os jogadores reclamam (com razão) por a Sony ter removido algo de seus videogames sem aviso prévio e em se tratando de um aparelho que precisa ter um desempenho comercial melhor, não me parece que a empresa japonesa esteja seguindo o caminho correto com essas atitudes. [via...

Continuar Lendo...

Jogos gratuitos estão chegando à Xbox Live

Há alguns dias surgiu na internet a informação de que o Xbox 360 receberia seu primeiro título Free-to-Play, o Happy Wars. Voltado ao multiplayer, o título suportará partidas com até 30 pessoas e podia ser considerado apenas uma exceção, mas outro título distribuído dessa forma foi anunciado, o Ascend: New Gods. Criado pela Signal Studios, mesmos responsáveis pela série Toy Soldiers, o jogo será um RPG de ação com temática medieval que permitirá partidas entre jogadores que estejam no Xbox 360 ou no Windows Phone. O enredo girará em torno de enormes guerreiros conhecidos como Caos, que devem encarar enormes campos de batalha e enfrentar os inimigos dos deuses, conhecidos como Titans. Pelo trailer divulgado durante a E3, o game lembra um pouco o Dark Souls e parece bastante promissor. O interessante é que pelo jeito as novidades não pararão por aí, já que de acordo com um porta-voz da Microsoft, a companhia está encarando esses dois lançamentos como uma projeto piloto. “Com o sucesso do modelo no PC e o interesse tanto dos consumidores quanto dos  parceiros que querem explorar esse sistema no console, simplesmente faz sentido entregar essa experiência através de grandes jogos que possam tirar vantagem disso.” No entanto, nem tudo é motivo para comemorarmos, já que os jogos gratuitos só estarão disponíveis para os assinantes da Live Gold, o que é um tanto contraditório, não? Pois a explicação está no fato de que esses jogos são comumente voltados para o multiplayer e como para jogar online precisamos ter uma assinatura do serviço, quem utiliza a conta gratuita ficará de fora. [via Official Xbox 360...

Continuar Lendo...

Mod tentará recriar o Game of Thrones no Skyrim

E como os jogos oficiais baseados na franquia Game of Thrones (o RPG e o RTS) tiveram um péssimo desempenho perante a mídia especializada, um grupo de fãs resolveu colocar a mão na massa e começou a adaptar a obra de George R. R. Martin para o jogo The Elder Scrolls V: Skyrim. Batizado como The Westeros Project, a modificação ainda se encontra em estágio inicial de desenvolvimento, com os envolvidos procurando novos membros para atuarem em diversas áreas, mas o vídeo abaixo já indica o quão promissor ele é, nos mostrando que para atravessar o mapa – que é cinco vezes maior do que o do Skyrim – do sul até o norte sentados num cavalo, levaremos uma hora. Como você já deve ter imaginado, o trabalho dos caras não será nada fácil e no fundo tenho minhas dúvidas se eles um dia conseguirão terminá-lo, algo bastante comum nessas modificações e fico imaginando a dificuldade que terão só para preencher grande parte desta área com construções, NPCs e inimigos, isso sem falar em todo o textos e situações presentes na complexa história. Quer saber, pode me chamar de pessimista, mas acho que eles não darão conta do recado, mas mesmo assim acho que vale a pena ficarmos de olho no blog do projeto ou em sua página no ModDB. [via Game of Thrones...

Continuar Lendo...
Um celular cuja função é… fazer ligações
ago28

Um celular cuja função é… fazer ligações

Sabe aquela história de que “celular para mim só serve para fazer ligações, o resto é perfumaria”? Pois a empresa CyCell Limited resolveu levar a proposta ao limite e anunciou, apenas para o Reino Unido, um aparelho chamado OwnFone. Do tamanho de um cartão de crédito e pesando apenas 40g, o aparelho tenta ser o mais simples possível, servindo para fazer e receber chamadas e só permitindo que os telefonemas sejam feitos apenas para um pequeno número de pessoas, no máximo 12. Isso porque ao comprarmos o celular, devemos escolher os contatos para quem ligaremos e quando ele nos for entregue, teremos um botão dedicado a cada um desses números. Os interessados poderão ainda personalizar o OwnFone, mas ele não virá nem mesmo com um teclado ou tela e de acordo com os idealizadores, a intenção é conquistar as pessoas que não estão muito dispostas a pagar pequenas fortunas em um celular ou simplesmente fazer com que ele se torne uma alternativa para os momentos em que o aparelho principal do usuário ficar sem bateria. O curioso é que o custo do OwnFone não é assim tão baixo, saindo por algo em torno de R$ 176, mas talvez ele se mostre uma boa opção para idosos que não conseguem se adaptar as modernidades ou mesmo para crianças. [via...

Continuar Lendo...

Próximo DLC do Skyrim nos permitirá construir casas

Eu ainda não tomei vergonha na cara para começar a jogar o The Elder Scrolls V: Skyrim, mas quando (e se um dia) o fizer, terei a opção de adquirir o recém anunciado DLC Hearthfire, que dará aos jogadores a possibilidade de construir sua própria casa. Com ele teremos que escolher o lugar onde faremos nossa moradia, assim como o seu estilo e cuidar de toda a decoração, podendo ir de um simples cômodo até algo mais elaborado, tendo áreas dedicadas ao armazenamento de armas, laboratório de alquimia ou mesmo plantações. A novidade nos permitirá até mesmo adotar crianças, tudo para deixar a casa com ares de “lar, doce lar”. Bastou anunciar o Hearthfire para que a Bethesda virasse alvo de críticas, pois muitas pessoas estão considerando o DLC como um simples caça-níquel que não adicionará profundidade à aventura. Como ele será vendido por US$ 5, acho a proposta interessante por oferecer mais um pouco de imersão ao jogo e acredito que a comprarei. Por enquanto o conteúdo adicional está confirmado para chegar no dia 4 de setembro apenas para o Xbox 360, mas não deve demorar muito até que o PC e o Playstation 3 o recebam. [via Bethesda...

Continuar Lendo...
Página 2 de 2212345Última »