Empresa misteriosa promete ir aonde nenhum Homem jamais esteve

Enterprise_free_flight

Para dar idéia da atenção que está sendo dada ao evento: Se a Apple anunciar que implantou o cérebro do Steve Jobs num corpo robô e ele voltará ao antigo cargo em uma apresentação na terça que vem, metade do auditório ficará vazio, pois boa parte da mídia estará cobrindo a coletiva de imprensa da Planetary Resources.

Para dar uma idéia de quem está por trás dessa empresa:

Peter Diamandis – Milionário investidor e criador do Prêmio X, aquele que a Spaceship One venceu se tornando a primeira nave privada a chegar ao limar do espaço.

Eric Anderson – Engenheiro aeroespacial e fundador, junto com Diamandis, da Space Adventures, a empresa que já fez oito vôos de turistas até a Estação Espacial Internacional.

Chris Lewicki  – Ex-Gerente de missão da NASA.

Tom Jones  – Ex-Astronauta.

 

Apoiando a empresa há um grupo de investidores e conselheiros. Entre eles:

Larry Page e Eric Schmidt – eles tem um sitezinho.

James Cameron Não só criou incríveis mundos na ficção como explorou as profundezas do oceano. Investe mais em ciência que boa parte dos países do mundo. Dinheiro de sua pipoca bem empregado.

Charles Simonyi – Entrou pra Microsoft em 1981, saiu podre de rico, investe dezenas de milhões de dólares em pesquisa e educação, financiando orquestras, bibliotecas e telescópios. Em 2007 passou dez dias na Estação Espacial Internacional.

Esse pessoal emitiu um press release cheio de palavras-chave suculentas.

O título:

“Empresa de Exploração Espacial Expandirá a Base de Recursos da Terra”

Chamou atenção? Então prepare-se. Mais adiante no release eles dizem, com todas as letras:

“A empresa irá sobrepor dois setores críticos – exploração espacial e recursos naturais – para adicionar trilhões de dólares ao PIB global. Essa start-up inovadora vai criar uma nova indústria e uma nova definição de recursos naturais”

Tá bom, né? Terça-Feira se tornou desagradavelmente distante para você também?

Os blogs especializados estão doidos, não estamos falando de um maluco em uma garagem que diz ter criado um moto-perpétuo. É gente grande, com muito dinheiro e muito know-how.

De cara já descartamos a idéia de turismo espacial, isso não tem nada a ver com recursos naturais e não tem como gerar trilhões de dólares.

Todo mundo está apostando em uma pedra que Peter DIamandis vem cantando desde 2005, mineração de asteroides. A quantidade de minerais valiosos é –literalmente- astronômica, e há diversos candidatos bem próximos.

tracispace

Também é possível que planejem uma estrutura de mineração na Lua, mas curiosamente isso seria mais complicado do que um asteroide em gravidade virtualmente zero.

O ganho não seria só financeiro, há também a vantagem ambiental, já que minas, principalmente a céu aberto são um desastre ecológico.

Um asteroide de 1,6Km de diâmetro pode chegar a US$20 trilhões em metais valiosos, como Ouro, Cobalto, Paládio, Platina, Ródio e Tungstênio. Na verdade TODO o metal que usamos hoje é oriundo de asteroides, pois embora a Terra tenha os mesmos elementos em sua composição original, a gravidade atraiu todos esses metais pesados em direção ao núcleo, quando ela ainda era uma massa de material incandescente, 6 mil 4 bilhões de anos atrás.

A contínua chuva de meteoros no início da Terra, depois que a crosta esfriou é que nos supriu desses metais. YES, há Ouro no espaço!

Arthur Clarke sempre dizia que a Exploração Comercial do Espaço era um cachorro correndo atrás do próprio rabo: Ninguém fazia por ser muito cara e era muito cara por ninguém fazer. Hoje a Nova Economia criou os bilionários, a tecnologia evoluiu a ponto de tornar antigos sonhos impossíveis em algo meramente caro e complicado, e todos aquelas anos de Star Trek, Isaac Asimov, Arthur Clarke, H.G. Wells, George Lucas, Julio Verne, James Cameron, Ridley Scott, Neil Armstrong, John Glenn, Alexei Leonov, Yuri Gagarin e tantos outros inspiraram esse pessoal a olhar para cima e ver oportunidade, não um céu implacável.

enterprisevoo

O eterno lema da Exploração Espacial é Ad astra per aspera, “Para as estrelas, apesar das dificuldades”, mas pode muito bem ser substituído pela 75a Regra de Aquisição Ferengi: “Lar é onde o coração está, mas as estrelas são feitas de Ouro”.

Terça-Feira, 10AM hora do Pacífico será momento de ficar colado na tv no pc. Vivemos uma era de transição, temos o privilégio de ver nossa espécie dar os primeiros passos rumo ao infinito e além. Afinal, como disse o pioneiro de foguetes Konstantin Tsiolkovsky…

“A Terra é o berço da Humanidade, mas você não pode viver no berço para sempre”

Fonte: TV

Relacionados: ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples