Home » Ciência » Levitação Quântica e o Autorama do Futuro

Levitação Quântica e o Autorama do Futuro

Supercondutores permitem a levitação quântica, infelizmente ainda não em temperatura ambiente.

8 anos atrás

Association of Science-Technology Centers — Quantum Levitation

Todo garoto que já destruiu uma porta de geladeira velha e alto-falantes para brincar com ímãs tentou fazer algo como o vídeo acima, só para descobrir que não dá para manter um objeto em equilíbrio estático usando campos magnéticos convencionais.

Isso foi demonstrado em 1842, com o Teorema de Earnshaw, as instabilidades se acumulam e o sistema não se equilibra. Por isso meus carrinhos sempre caíam por mais que eu tentasse equilibrar.

Isso tudo cai por terra com o vídeo demonstrado: nele um cilindro de cerâmica é resfriado até atingir estado de supercondutor. Aí entra em ação um negócio chamado Efeito Meissner, que é um nome usado por físicos quando não querem dizer Wingardium Leviosa, para não lembrar da 1ª Lei de Clarke, que toda tecnologia suficientemente avançada é indistinguível de magia.

Cardoso_MagLev_KEVA

O Efeito Meissner determina que um objeto quando resfriado até o estado de supercondutividade na presença de um campo magnético expulsa esse campo, é como se ele criasse escudos contrabalançando o magnetismo. Com isso o objeto permanece estático dentro do campo magnético, mesmo que sua posição e inclinação sejam variados.

Agora o momento mindfuck: se você fizer o contrário, chegar com um ímã perto de um supercondutor já resfriado abaixo do ponto crítico, nada acontece. É preciso que na hora em que é atingida a supercondutividade haja um campo magnético presente. A partir disso, tudo funciona.

Inclusive essa beleza aqui, cortesia do Instituto de Ciência e Tecnologia do Japão:

JISTQuantum's channel — Controlled Quantum Levitation on a Wipe'Out Track

O material usado como supercondutor é um cristal de safira coberto com uma camada de 1 mícron de uma cerâmica chamada óxido de cobre bário ítrio, YBa2Cu3O7 pros íntimos. Esse material se torna supercondutor em uma temperatura de – 185 ºC. Por muitos anos achava-se que só perto do zero absoluto (– 273 ºC) haveria supercondutividade, mas já se conseguiram materiais que funcionam a – 140 ºC.

O graal da supercondutividade é produzir supercondutores que funcionem em temperatura ambiente. Isso causará uma mudança no mundo comparada à descoberta da eletricidade. Quem mais sofrerá são os fabricantes de pregos.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários