Home » Meio Bit » Apple e Mac » Digno de Leonard McCoy: iPhone usado como sensor de ECG

Digno de Leonard McCoy: iPhone usado como sensor de ECG

7 anos e meio atrás

mccoy_mediscanStar Trek antecipou muita da tecnologia que hoje em dia é lugar-comum, de tablets a telefones celulares. O StarTac mesmo só não se chamou Star Trek por ganância da Paramount, mas mesmo assim a Motorola ainda usou um nome parecido, mas de todas as maravilhas tecnológicas mostradas na série, as da  área médica eram as mais... fascinantes.

Todo trekker que é trekker adora a cena em Star Trek IV onde o sempre reclamão Dr McCoy quase tem uma síncope em um hospital do Século XX (obviamente ele não foi no Princeton Plainsboro). Uma paciente idosa, na fila para diálise é tratada com uma simples pílula, para espanto da junta médica que a examinou depois. Mais ou menos o espanto que médicos do XVII teriam se vissem alguém ser tratado de uma crise mortal de asma com uma simples bombinha de Aerolin.

Mesmo com os avanços atuais ainda há muita tecnologia de Star Trek a ser desenvolvida, mas há gente cuidando disso, como o Dr David Albert, ex-cardiologista pesquisador da General Electric e inventor, com 33 patentes concedidas.

 

Ele conta que seu trabalho não era muito gratificante. “Eu tinha que criar melhorias de 10% em produtos que seriam vendidos com aumento de 100% no preço”.

Albert resolveu aplicar seus conhecimentos para uma causa mais nobre, desenvolver tecnologia médica de baixo custo, para uso em países do Terceiro Mundo. Um de seus projetos é o AliveCor, um sensor para iPhone que pode ser usado no lugar de um equipamento completo de eletrocardiograma.

No formato de uma capa de iPhone 4, o equipamento funciona com uma bateria de relógio que garante 150 horas de uso contínuo. Transmite sem-fio para o celular e pode fazer leituras tanto encostado no tórax quanto sendo seguro pelas mãos.

Assim que postou o primeiro vídeo de demonstração o email do inventor foi invadido por mensagens do mundo todo, inclusive dos EUA, onde médicos se mostraram MUITO interessados em ter algo barato e prático, visto que um equipamento completo de ECG custa milhares de dólares e não é nada portátil.

Óbvio que o AliveCor não substitui um eletrocardiógrafo “de verdade”, mas para uma clínica no interior da Miserábia Setentrional é muito mais do que eles jamais conseguiriam ter em termos de equipamento.

Em conversas com a Apple, o produto foi redirecionado e será vendido nos EUA também, mantendo o custo irrisório de US$100,00. No momento está sendo testado em diversos estudos clínicos em Oklahoma e na Universidade do Sul da Califórnia. Aguardam licença do FDA para que possa ser vendido nos EUA.

A empresa de David também desenvolveu uma versão isolada, chamada iCard. Presa por velcro pode ser usada em um iPhone 3GS ou mesmo um iPad. As “fitas” do ECG podem ser salvas em PDF e depois impressas.

Fonte: TechReview

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários