Home » Mobile » Atrix tem bootloader destravado numa aparente liberalidade da própria Motorola

Atrix tem bootloader destravado numa aparente liberalidade da própria Motorola

O destravamento do bootloader do Atrix já é possível, o que abre portas para desenvolvimento de ROMs customizadas no aparelho. Aparentemente, o arquivo que possibilita a façanha originou-se da própria Motorola.

8 anos e meio atrás

Tudo indica que os fabricantes de smartphones Android estejam mais próximos de entender o que querem os heavy users e também de deduzir o óbvio: o usuário avançado é o maior formador de opinião, então é preciso agradá-lo.

Infelizmente, falar mal da Motorola em sua maneira de trabalhar com a plataforma se tornou algo quase axiomático nos meus textos, mas acho que estamos próximos de um momento de ruptura. Nos últimos dias sites especializados e fóruns de desenvolvedores se animaram com a notícia do destravamento do bootloader do Atrix. O mais interessante é que, pelas peculiaridades do procedimento, essa parece ser uma função do sistema, não dependendo de um hack ou de qualquer gambiarra.

Motorola Atrix

O Gingerbread para o Atrix vem aí, provavelmente no mês que vem, e a Motorola já havia sinalizado que a nova ROM poderia trazer o bootloader destravado, o que gerou alguma expectativa na comunidade, embora as lições do passado tenham ensinado a não confiar muito em tais promessas. Bom, pelo menos para quem tem a experiência e a coragem para mexer com modificações, a espera acabou. Já é possível realizar o destravamento e a operação requer que seja feito o flash de um arquivo SBF e que alguns comandos sejam executados através do shell do Android Debug Bridge (ADB), nada muito complexo mas, claro, são procedimentos que sempre envolvem riscos e devem ser feitos pela conta e risco do usuário.

Algo que veio à tona sobre o processo de destravamento é que, ao que tudo indica, o arquivo SBF que permite realizar a façanha é originário da própria Motorola, tendo provavelmente vazado de arquivos da própria empresa. A suspeita é embasada na logomarca exibira na tela do smartphone durante o procedimento e no aviso de perda da garantia mostrado no terminal de comando enquanto ele é executado, num texto que tem “tom de oficialidade”.

Enfim, a origem “oficial” do arquivo é mera suspeita mas, caso seja confirmada, indica uma mudança de postura da Motorola na maneira de se relacionar com a comunidade e com os usuários avançados do  Android. Uma vez confirmada essa informação, eu mesmo começarei a ver a empresa com outros olhos e quem sabe até escreverei um texto elogioso. Por enquanto, a novidade mais animadora é que os usuários do Atrix estão cada vez mais próximos de receber um Android completamente sem Motoblur, talvez uma versão bem acabada do CyanogemMod, o que fará dele um smartphone muito mais interessante.

A única ressalva a ser feita é que alguns Atrix, dependendo da operadora que os forneceram, não aceitaram o procedimento, parando-o antes do término, embora não tenham sido relatados casos de "bricks".

atrix-unlocked

Fonte: XDA Developers.

relacionados


Comentários