Home » Games » Análises » Jogos, filmes, TRON e a expectativa exagerada

Jogos, filmes, TRON e a expectativa exagerada

Jogo baseado na franquia TRON não é excepcional, mas pode divertir.

9 anos atrás

dori_tron_01.02.11

Desenvolver jogos sobre franquias muito famosas é sempre uma tarefa muito complicada. Por mais que a produtora se esforce, há uma grande chance dela não conseguir agradar todos os fãs e quando a Disney colocou nas mãos da Propaganda Games a missão de criar um jogo para ser lançado junto com o filme TRON: Legacy, instaurou-se em todos o temor de que veríamos mais um péssimo game baseado em uma idolatrada série de cinema. Depois de ver que a crítica especializada não havia gostado muito do TRON: Evolution, eu comecei a jogar a versão para o Playstation 3 e preciso dizer que o jogo tem conseguido me divertir.

No início a primeira impressão que tive foi a de estar jogando um Prince of Persia futurista, mas sem quebra-cabeças. Com o enredo servindo como ponte entre o primeiro e o segundo longa-metragem, durante todo o momento o personagem principal conhecido como Anon (diminutivo para Anônimo) estará correndo pelas paredes, realizando saltos espetaculares e enfrentando grupos de inimigos em ambientes selados por barreiras de energia. Vez ou outra essa jogabilidade será interrompida por trechos onde controlamos um tanque ou pilotamos uma Light Cycle, mas eles são tão curtos e sem personalidades que devem ser considerados mais como estágios bônus.

O grande problema é que embora exista uma boa variedade de inimigos, as batalhas no estilo God of War são um tanto repetitivas e básicas, cabendo ao jogador, em boa parte das vezes, apertar freneticamente os botões, mas aqui vale um adendo. A curva de dificuldade encontrada no TRON: Evolution é bastante irregular, com algumas batalhas tendo de ser feitas várias vezes por causa dos inimigos que não tem medo de apelar, sendo que outras são transpostas facilmente.

Por falar em repetição, ela também está presente nos gráficos. Embora o visual da cidade seja muito bonito, com os neons dando uma bela impressão, temos a sensação de estar passando sempre pelos mesmos lugares, mas acho que isso também pode ser creditado ao estilo imposto pelo próprio filme. Quanto a parte sonora, ela dá conta do recado e para quem gosta de música eletrônica, provavelmente se sentirá em casa.

Talvez depois de ler tudo isso você chegue a conclusão de que não vale a pena jogar a criação da Propaganda Games, mas o TRON: Evolution é na minha opinião o típico caso de game que deve ser jogado antes de tirarmos conclusões sobre sua qualidade. Eu ainda não terminei a campanha principal, mas até o momento ele tem se mostrado um bom título. Certamente não entrará na minha lista de melhores, mas também não o colocaria junto com os piores.

Resumindo, um bom jogo, que não correspondeu à expectativa dos fãs, mas que também está longe de ser horrível e cujo maior defeito talvez seja carregar um nome muito forte.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários