Freemake Vídeo Converter: Antes de 11/9 ele me converteria até ao Islã.

stargate-sg-1-ori

Um dos fatos da vida que nós, macfa-digo, usuários Apple estamos acostumados é a converter arquivo de vídeo para o iPhone, iPad, iPod. É um fato da vida, não tem jeito. O racional da Apple é… racional. Um formato único, suportado por hardware garante um playback consistente e dá uma boa longevidade pra bateria.

Só que de vez em quanto queremos ser irracionais um pouquinho, e para isso surgiu o maravilhoso VLC – que toca até arquivo de Autocad –em estéreo- para alegrar nossa vida no iPad. Por pouco tempo, pois a ciumeira de um freetard manda-chuva do projeto principal fez com que a Apple removesse o VLC da App Store, por causa de uma besteira de licença. Bem, agora VLC só na loja de legalidade questionável da Cydia, para aparelhos jailbreakados. Parabéns, freetards, me tiraram o direito de usar uma excelente aplicação Open Source. Mas eu sou livre.

Há outros players na App Store que não sofrem desses problemas ideológico-pueris, mas será que são tão necessários assim?

A resposta curta é: Depende. Se você vai pro bar jantar enquanto assiste um programa curto, tudo bem. Do contrário mesmo o VLC não atende. A falta de decoder de vídeo por hardware é um problema sério. A bateria vai pro espaço. A conversão é inevitável, então vamos fazê-la da maneira menos dolorosa, com o excelente, maravilhoso, VLC dos conversores, o Freemake!

Snap103

O Freemake é maravilhoso, e se você disser que eu estou me repetindo, digo de novo: Ele é maravilhoso.

São mais de 200 formatos de entrada. Ele baixa vídeo direto de mais de 40 sites.

O arquivo de saída pode ser AVI, WMV, MP4, MKV, SWF, MPG, 3GP ou MP3. H.264 também.

A interface é simples mas as opções complexas estão à sua disposição. Vejamos um passo a passo:

Na imagem acima tenho quatro jobs: Dois vídeos, um streaming do YouTube escolhido de forma totalmente aleatória e um slideshow de duas imagens. Preguiça, eu sei. Cada job traz todas as informações básicas, como formato, duração, bitrate, URL.

Clicando na imagem de um dos vídeos temos:

Snap104

Aqui nós podemos cortar o vídeo e aplicar efeitos simples como mirror ou rotação. Também é possível unir vídeos na janela principal.

O detalhamento do slideshow é diferente:

Snap105

Aqui escolhemos a duração dos slides e a música de fundo. Inútil? Mizifio, o YouTube está cheio dessas pragas. Pode ser questionável, inútil não.

Temos nossos arquivos, vamos escolher o formato de saída. Cliquei no ícone To Apple. Ele abre uma janela simples mostrando o detalhamento do formato escolhido e o diretório onde quero salvar os arquivos convertidos. É possível definir se quer uma conversão rápida, de uma passagem só ou uma lenta, de 2. Também dá para escolher o tamanho máximo, caso deseje que o arquivo caiba em um CD ou Blu-Ray.

Quais as opções dentro do formato Apple? Estas:

Snap107

Escolhido isso, é só mandar converter:

Snap108

Enquanto ele está convertendo um arquivo, o vídeo online está sendo baixado. Pode parecer óbvio mas não é todo programa que faz essa multitarefa do bom-senso.

A conversão é bem rápida no meu Athlon II x2 de 2,81GHz, seria mais ainda se minha GT-220 não suportasse somente CUDA 1.3. Siim, o Freemake utiliza tecnologia CUDA para acelerar a conversão de arquivos.

Os presets são bem variados, tem até PSP na jogada. E 3GP, praquele telefone bicheira da sua irmã. Ah, ele também sobe direto pro YouTube, se você quiser. Atém de gravar DVD e Blu-ray.

Conversores em geral são muito feitos, interfaces feitas nas coxas para linhas de comando, mas este aqui é… elegante. Não tem aquele jeito de gambiarra do Super, nem exige que você tenha um PHD em vídeo digital como o Handbrake, mas sem te restringir, como muitos fazem.

O Freemake roda em Windows e pode ser encontrado de graça (Free as Beer!) no site oficial.

Relacionados:

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples