Home » Hardware » Sandy Bridge: segunda geração dos processadores Intel Core

Sandy Bridge: segunda geração dos processadores Intel Core

Detalhes dos novos processadores Intel, microarquitetura Sandy Bridge, são revelados. Ganhos sobre as versões anteriores são visíveis.

9 anos atrás

Intel Sandy Bridge.O ano mal começou e detalhes dos processadores Sandy Bridge, a nova geração da Intel, emergiram. De modo geral, os novos Core i3, i5 e i7 trazem pequenas melhoras em vários pontos, representando uma boa evolução em relação aos modelos anteriores.

A solução de vídeo onboard foi uma das que mais se beneficiaram nessa nova geração. Segundo o Gizmodo, Erik Reid, da Intel, garante que o desempenho em benchmarks sintéticos, como o 3DMark 06, é duas vezes maior, e jogos que praticamente não rodavam na geração anterior, como StarCraft II, agora podem ser aproveitados sem uma placa de vídeo dedicada — no título da Blizzard, o framerate saltou de 14 para 29 fps. Além de jogos, as melhorias também afetam a edição de vídeo. A conversão de um vídeo para h.264 que antes demorava 5 minutos agora leva menos de 20 segundos, graças à tecnologia Quick Sync Video.

Merece destaque também a tecnologia Wi-Di, melhorada, agora com a capacidade de transmitir vídeo em Full HD (1080p) do PC para a televisão, sem engasgos. Esse esforço da Intel na reprodução de conteúdo tem um bom embasamento: a empresa já firmou parcerias com estúdios de cinema para uma loja virtual, com lançamentos antes ou ao mesmo tempo dos DVDs, a preços "justos" (deixados a cargo dos estúdios).

O TechSpot avaliou dois processadores Sandy Bridge, Core i5 2500K e Core i7 2600K, e sobraram elogios à dupla. Além de constatarem os benefícios citados acima, o site também destaca a redução drástica no consumo de energia da nova família.

Com preços bastante competitivos, a nova geração de processadores da Intel se mostra bastante interessante para quem está montando ou pretende montar um PC a curto/médio prazo.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários