Home » Fotografia » Usando iPads para iluminação de estúdio

Usando iPads para iluminação de estúdio

9 anos atrás

Essa é uma idéia maluca, mas acho que vai de encontro a uma minoria que alardeia na internet que não quer um iPad porque ele não serve para nada. Para essa minúscula minoria eu digo que vocês são perdedores e que devem achar Star Wars uma chatice também. Minha atitude de não querer um iPhone, por exemplo, durou até eu ter um em mãos. É igual às câmeras full frame. Você não faz questão de ter uma até ver a nitidez absurda do pentaprisma com cobertura de 100%.

Voltando ao assunto, o iPad é uma ferramenta maravilhosa tanto para fins recreativos quanto profissionais. Na Photo Image Brazil eu vi alguns expositores usando o brinquedo para apresentarem as várias possibilidades dos produtos que estavam vendendo. Também é uma questão de credibilidade. Ao visitar um cliente é normal você abrir um notebook para fazer a apresentação. Mas, tirar um iPad da bolsa e mostrar o seu produto é outro nível. Tudo bem que isso não vai fazer de mim um profissional melhor, mas a impressão que passamos para o cliente também é importante no mundo da prestação de serviços.

Agora o iPad atingiu um novo nível de usabilidade dentro da fotografia. Jesse Rosten, um cara que adora fazer experiências com o iPad, decidiu que o aparelho da Apple pode ser usado também como iluminação de estúdio. Isso mesmo, nada de Leds, flash ou lâmpadas de tungstênio. O lance aqui é usar iPads, afinal de contas eles custam pouca grana. O legal é que a produção para o ensaio é de primeira linha. Modelo, maquiadora, cabeleireiro, cenário e equipe completa. Foram utilizados 9 iPads com um custo total de US$ 4.500,00. Ainda assim, a fotometria exigiu o uso de velocidade 1/60, diafragma f/1,4 e ISO 800. Mas, eu gostei. Vejam o vídeo abaixo e deixem sua opinião sobre a coisa toda.

relacionados


Comentários