Home » Games » Miscelâneas » Como transformar maus, em bons jogos

Como transformar maus, em bons jogos

Baseando-se em coletânea do NES que só tinhas jogos ruins, desenvolvedore criam concurso de visa lançar bons remakes.

8 anos atrás

Em 1991 a Active Enterprises lançou para o Nintendinho um cartucho que trazia algumas dezenas de jogos, o Action 52 e dois anos depois foi a vez do Mega Drive ganhar uma versão da coletânea. O curioso sobre ele é que a qualidade dos games disponíveis era muito baixa e ainda pior, ele era vendido por absurdos US$ 199 (ou como a empresa gostava de dizer, menos de US$ 4 por jogo) e  tornou-se peça rara entre os colecionadores.

Então, um usuário de um fórum voltado para desenvolvedores independentes resolveu criar uma espécie de concurso onde 52 pessoas teriam que escolher um dos jogos de recriá-los, sendo a principal exigência de que os remakes sejam bons e divertidos games. A ideia em si é muito boa, mas é claro que todos estavam muito ansiosos para ver se os participantes conseguiriam transformar alguns dos piores jogos já feitos em algo no mínimo jogável e depois de ver o Sombreros, podemos dizer que a tarefa é possível.

Com uma visão aérea, esse shoot 'em up da melhor qualidade no estilo faroeste nos coloca na pele de um mexicano que deve coletar os chapéus que os inimigos derrotados deixam cair e com eles ir enchendo barra que habilita uma câmera lenta que facilita o progresso. Mesmo sendo relativamente simples, o jogo consegue prender por um bom tempo e encanta pelos bons gráficos e principalmente, pelo excelente trilha sonora.

[via Rock, Paper, Shotgun]

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários