Home » Internet » The Yes Men: Gonzo versus Bozo

The Yes Men: Gonzo versus Bozo

Trupe que "entorta para endireitar" lança filme gratuitamente via torrent.

9 anos atrás

Os prankters do The Yes Man acabaram de lançar via BitTorrent o seu último filme. Se esquivando da lei e impedidos de lançar o independente pelas vias normais por estarem sendo processados pela Câmara Americana de Comércio, o The Yes Man mostra como ONGs, empresas e organismos públicos são perigosos e hipócritas com um tipo de humor que desce goela abaixo — já que até o humor atual é enlatado, bozoal e previsível.

Uma maneira brasileira de definir o que é o The Yes Man seria simplesmente dizer "o que o CQC sonha ser mas não pode", roots e elevado a várias potências. Com um pequeno imenso adicional: em muitos dos sketches (na falta de um termo melhor para definir suas intervenções) o grupo "atua" como se fosse a empresa ou órgão que querem atacar.

Em outras palavras, assumem literalmente a identidade dos executivos e representantes que eles mais odeiam — e todo mundo adora, claro — muitas vezes encarnando "em nome das próprias empresas" toda a culpa que eles acreditam que deveria por eles ser assumida.

Com a única meta de gerar ruído e trazer ao público de massa uma visão daquilo que pode ser a sujeira e o corporativismo velado das instituições, o The Yes Man anda se especializando em distorcer para endireitar, mesmo que para isso tenha o seu próprio braço torcido pelas autoridades a cada novo movimento que fazem.

Eles mentem, distorcem, hackeiam, iludem, penetram e quase despencam no abismo que beira o legal e o inteligente e as conferências comerciais de grandes corporações, levando o que chamamos de "jornalismo moleque" ou gonzo para extremos globais — extremos mesmo. Protegendo-se do jeito que dá, eles avançam e se esforçam para mostrar ao mundo o quão ruim podem ser a ganância e a mentira na pilotagem do sistema, enquanto todos suam o diabo para mante-los à distância. Normalmente quando alguém pensa em agir contra, já é tarde demais...

Entre as armações do documentário, uma audiência da própria câmara de comércio é pimpada por eles e uma entrevista ao vivo para a rede BBC em nome da DOW Petróleo foram parar no filme, que foi inclusive indicado para o Festival Sundance e outros festivais no ano passado.

O TorrentFreaks reportou que o filme seria lançado de graça via torrent (para evitar a censura) e no lugar dos downloads doações são pedidas para o grupo, o projeto, a ideia. Figurando entre os 10 mais baixados da semana, o filme está devidamente seguro (por enquanto) e hospedado em sua página no bacaníssimo VODO.

Baixe (acima), assista. Vale cada byte.

Aqui, um canapé do The Yes Men Fix the World:

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários