Home » Especial » Apple WWDC 2010: novidades, novidades e iPhone 4!

Apple WWDC 2010: novidades, novidades e iPhone 4!

9 anos e meio atrás

Eis que chegamos em Junho e mais uma edição da WWDC (Conferência Mundial de Desenvolvedores da Apple) vem pra mexer com os nervos do público geek. A conferência de desenvolvedores tem sido, desde 2007, o Palco em que Steve Jobs se apresenta para lançar a nova versão do iPhone.

Photo Credit: Adam Jackson / Flickr

Logo no começo,  iPad. Para quem apostava num destino parecido com o finado Apple Newton, o mercado disse que não e temos mais de 2 milhões (pensem 2.000.000!] de unidades vendidas em apenas dois meses. Ou um aparelho comprado a cada 3 segundos! “Boom!”, diria Jobs.

Para não perder a leva de números impressionantes, já existem mais de 8.500 apps nativos para o iBsorvente. Quer comparar? O Android levou quase um ano pra chegar nesta marca. As vendas de apps estão bem para o iPad, obrigado: 35 milhões vendidos. Média, 17 por aparelho. A quem cogitava um fracasso (e eu me incluo, admito), melhor rever os conceitos.

iBook também deu as caras e agora também agregará PDF no próximo update. A briga com a Adobe pode estar ficando pessoal, mas formato de documentos é essencial principalmente no mundo acadêmico, onde o Kindle ainda reina absoluto. Portanto, Adobe teve seu momentinho de flash, mesmo que apenas fotográfico.

Logo depois, foi a vez das novidades da App Store. As estrelas da vez foram a app oficial do Netflix, com a possibilidade de exibir filmes por streaming. Para quem não conhece o Netflix, é um serviço de locação de filmes por correios que, cada dia mais, vem avançando também no campo de distribuição de mídia online sob várias formas: web browser, consoles, smart-HDTVs… basicamente hoje é a maior locadora de filmes dos EUA e tem derrubado gigantes tradicionais da área, como a Blockbuster.

Logo em seguida, a desenvolvedora Zynga apresentou seu produto mais popular: Farmiville, um webgame que é febre no Facebook e provavelmente até você já tenha brincado. Neste ponto, ficou bem claro que a Apple quis cutucar o Adobe Flash, demosntrando que não, não precisamos de Flash para viver. Recado dado, alto e claro.

Pronto, vamos ao que interessa

Nada de iPhone HD, o nome da belezinha é iPhone4, ele nasce com um design todo novo e é absolutamente elegante.

Side view of iPhone 4 showing ringer onoff switch and volume controls

Botões de volume separados, perfil menos arredondado, corpo um pouco mais esguio. Sim, todos nós vimos isto no vazamento publicado pela Gizmodo, mas a pequena obra de arte agora recebeu fotos bem trabalhadas.

“Vocês precisam ver isto pessoalmente. Este é, sem sombra de dúvidas, o mais perfeito e um dos mais belos produtos que já fizemos até hoje. Vidros na frente e atrás e aço na lateral. Ele é como uma linda camera Leica antiga”. Amigo, se você é geek (não falo de você, fanboy) de verdade, você também se arrepiou com uma descrição destas!

Sim, Jobs, o iPhone 4 é lindo de morrer, tanto na versão preta como na cor branca.

Front, back, and side views of iPhone 4 in white

Em adição, um botão função “mudo”, câmera frontal, câmera traseira de 5 megapixel com flash LED. Ainda, o bicho está 24% mais fino que o iPhone 3GS (praticamente a espessura de um iPod Touch).

Por baixo do capô

Há quem tenha notado as fendas na estrutura de aço. São as antenas agora encaixadas na estrutura lateral do aparelho. Parte cuida do GSM/UMTS, parte cuida do Bluetooth, Wi-Fi e GPS.

Outra surpresa (na minha opinião, a maior) atende pelo nome de Retina Display, uma tela com a absurda resolução de 960×640, condensadas em 326 pixels por polegada! Não captou? Dê uma olhada nestas screenshots tiradas de um iPhone 4. Resolução claramente mais alta, anti-alias quase perfeita. Basicamente você agora pode ter uma tela IMAX no bolso. Legal, né?

O cérebro do iPhone 4 agora é o mesmo do iPad, o chip Apple A4 com supostos 1 GHz de velocidade que garantem segurar o iOS (novo nome oficial do sistema operacional móvel da Apple, sob acordo com a Sun, detentora do nome comercial) e o aguardado multitasking.

Se o conceito de acelerômetro no primeiro iPhone revolucionou toda uma geração de jogos para celular, agora teremos uma nova onda, com o giroscópio embutido dentro do iPhone 4. Ao contrário de apenas um eixo direcional do acelerômetro (girar o aparelho para a direita ou esquerda), com o giroscópio o iPhone 4 terá 3 eixos rotacionais. Para você ter uma idéia, será possível simular fielmente uma viagem espacial da Terra à Lua apenas inclinando o aparelho (ótima dica do Cardoso).

A câmera, além de subir para 5 megapixel, agora também grava vídeos em resolução HD (720p). Nada muito novo, mas o software de edição iMove (aparentemente completo, exatamente como na versão desktop) foi também anunciado e você poderá bancar um sério videomaker com apenas um celular. “Amazing!”. Eu sei, Jobs, eu sei…

Photo of back of iPhone 4 showing lens for 5-megapixel camera and LED flash

One more thing…

O chavão que virou marca registrada das keynotes do Jobs não foi tão impressionante desta vez. Com o sugestivo nome de FaceTime, a função de videochamadas ficou um pouco atravessada pelas limitações (algumas técnicas, outras políticas).

facetime-onetap-call-20100607

FaceTime permite videochamadas apenas entre iPhones 4, nada de usar camera traseira de versões anteriores. O mais frustrante é seu uso obrigatório via Wi-Fi. Esta foi uma decisão claramente com o dedo da AT&T, a operadora exclusiva da Apple nos EUA, que já havia vetado o uso do iPhone como hub 3G (apesar da possibilidade técnica), e demorado mais de um ano para liberar o envio de fotos por SMS, também por não garantir capacidade na sua rede. Provalvemente em outros países estará disponível via 3G ainda este ano, vai vendo…

Particularmente, não acredito na popularização de videochamadas. Não é nem novidade e é o tipo de coisa que o consumidor usa algumas vezes no inicio, como curiosidade, mas ao fim acaba deixando de lado. Mas o mercado também sabe adaptar muitas tecnologias, então acredito que surgirá alguns usos inusitados da novidade, se é que vocês me entendem.

Saldo geral

Apesar de novidades e mais novidades, a grande estrela era o iPhone, e valeu a pena esperar o que todo mundo achava que já sabia. Nem o Gizmodo conseguiu estragar a graça da festa.

Esta foi a maior atualização da historia do iPhone e renovou o fôlego da Apple no mercado mobile. O momento não poderia ser melhor, quando o Windows Phone 7 está no aquecendo das turbinas e o Android se firmando no mercado.

É divertido ver que, justo quando os concorrentes estavam começando a criar aparelhos tão prometidos como “iPhone killers”, Steve Jobs baixa as cartas, quebra a banca e o provável gadget do ano já está anunciado desde a metade do ano. Alguém discorda?

iPhone 4 estará disponível nos EUA ainda este mês, dia 24, pelo valor de US$ 199,00 (16GB) e US$ 299,00 (32GB), lembrando que este valor é para o plano de dois anos, custando uma média de US$ 100,00 de mensalidade. Não é tão doce como parece, pessoal.

Em tempo: Ótima notícia para proprietários de iPods Touch: o upgrade para iOS4 está garantido, sem custo adicional!

Fontes: Engadget, AppleAddicted, NeoWin, Wikipedia, AndroidLib e a bela foto do Flicker de Adam Jackson.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários