Todd Howard fala sobre o futuro da Bethesda

Se dermos uma olhada no passado recente da indústria de games, veremos que a Bethesda é provavelmente a empresa que mais ganhou relevância nos últimos anos. De uma companhia que era conhecida praticamente apenas pela série The Elder Scrolls, hoje eles publicam alguns dos jogos mais elogiados do mercado e como não poderia deixar de ser, quem falou sobre o futuro da editora em uma entrevista foi o produtor, diretor e game designer, Todd Howard.

Começando pela possibilidade de permitir que outra desenvolvedora volte a trabalhar com uma das franquias da Bethesda, Howard afirmou que como atualmente eles são tão grandes, o melhor é manter os projetos internamente, mas que essa opção não está totalmente descartada.

Ele ainda aproveitou para agradecer o pessoal da Obsidian por terem feito um trabalho fantástico na criação do Fallout: New Vegas e acredito que ele tenha sido sincero quanto a isso. Para muitas pessoas, este é o melhor capítulo da série e algumas defendem que ele consegue superar até mesmo aqueles lançados antes da Bethesda adquirir a marca, quando tínhamos uma visão isométrica.

Opiniões a parte, o que pode desagradar alguns é a falta de interesse da empresa em remasterizar títulos mais antigos. Mesmo com eles tendo lançado uma versão melhorada do Skyrim, Todd Howard disse acreditar que o mesmo pode não funcionar para jogos mais antigos e ele explicou o motivo:

Para algo como o Morrowind, a minha preferência pessoal é não remasterizá-lo. Também nos pedem bastante para remasterizar o Fallout 1 e normalmente digo, ‘se você possui um PC, pode jogar o Fallout da maneira como ele era.’ Acho que é assim de deveria ser. Acho que a tecnologia de streaming definitivamente virá e ela tornará o acesso das pessoas aos games infinitamente mais fácil. Você viu isso acontecer com a música e os filmes e penso ser uma grande coisa.

 

Estou feliz por agora você poder jogar o Morrowind no Xbox One, por ter se tornado retrocompatível. Estou realmente feliz por Microsoft, Sony e Nintendo estarem tornando mais fácil as pessoas jogarem games antigos da maneira como eram jogados na época. Na verdade prefiro isso às remasterizações. Prefiro que você jogue o Morrowind da maneira como ele era… Acho que a idade é parte da sua identidade.

Já sobre a adoção do multiplayer nos futuros jogos, Howard tentou tranquilizar os fãs dizendo que o single-player faz parte da essência da companhia. Porém, ele afirmou que há espaço para evoluir os títulos criados para serem jogados sozinhos e que por isso a Bethesda não continuará fazendo as coisas como fazia há uma década. Será então o Fallout 76 apenas um ponto fora da curva e/ou uma maneira de testar esse terreno “sempre online”?

O fato é que tanto a Bethesda quanto Todd Howard em si parecem disposto a continuar crescendo e uma parte da entrevista que achei muito bacana é onde ele fala que os games deixaram de ser um desvio das nossas vidas para se tornarem parte importante delas. Para ele, hoje as pessoas estão recebendo diversão e se orgulhando do tempo que passam nos jogos eletrônicos e é por isso que a sua empresa tem criado enormes mundos abertos. A minha torcida é para que eles nunca percam essa visão.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar